O projeto das viagens em comboio histórico a vapor na Linha do Vouga foi cancelado, contrariando a notícia, avançada pelo Jornal da Bairrada, na semana passada, de que a Câmara de Águeda tinha chegado a acordo com a CP – Comboios de Portugal, para a realização de viagens históricas entre Aveiro e Sernada do Vouga.
O assunto, que foi alvo de um folheto turístico que promovia três viagens em abril, partilhado nas redes sociais pelo presidente da Câmara, Jorge Almeida, acabou por ter novos desenvolvimentos, depois de não ter chegado a Aveiro, na última quinta-feira, dia 21, a histórica locomotiva E214.     
 
A CP, que não dá explicações para esta questão, remetendo todos os esclarecimentos para a Câmara de Águeda, disse ao JB, no entanto, que “a CP nunca anunciou este comboio”, reconhecendo que “o projeto chegou a estar em análise”, conforme explicou Ana Portela, concluindo que “quem anunciou que se explique agora”.
 
Jorge Almeida esclareceu ao JB que o cancelamento do projeto deve-se ao receio de incêndios, já que a pouca chuva de março e o excecional tempo quente, pode representar perigo com a circulação de uma locomotiva a vapor.
 
Leia mais na edição de 28 de março do Jornal da Bairrada.