O Município de Anadia assinala o 45.º aniversário da “Revolução de Abril” com um programa sociocultural que decorre de 23 de abril a 4 de maio, e que junta eventos promovidos pela Assembleia Municipal e pela Câmara Municipal de Anadia.
Uma exposição e um debate marcam a abertura das comemorações.
Cedida pelo Centro de Documentação 25 de Abril, e patente na Biblioteca Municipal de Anadia, a mostra “Uma revolução em marcha” reúne algumas imagens das movimentações militares do 25 de abril de 1974, captadas em Lisboa pelo fotógrafo Alfredo Cunha.
No dia 23 de abril, às 14h30, o Cineteatro Anadia acolhe mais uma edição de “O 25 de Abril vivido pelos seniores e questionado pelos jovens”.
 
Cerimónia
Na manhã do dia 25 de abril realiza-se a habitual sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Anadia, que, tal como em 2018, terá como palco a Praça do Município, em Anadia.
Paralelamente, terá início, pelas 9h45, também em Anadia, o evento “Na Rota do Poder Local”, que reunirá veículos de duas rodas, automóveis antigos e “jipes”. A breve viagem pelas 10 freguesias e uniões de freguesia de Anadia termina no Mercado de Vilarinho do Bairro, onde, a partir das 13h30, terá lugar um convívio popular.
 
Palestra
O programa prossegue no dia seguinte, 26 de abril, pelas 21h30, no Cineteatro Anadia, com a palestra “O 25 de Abril e a democracia em Portugal”, que terá como oradores Jorge Lacão, deputado do PS e vice-presidente da Assembleia da República, Albino Almeida, presidente da Assembleia Municipal de Vila Nova de Gaia e presidente da Associação Nacional das Assembleias Municipais (ANAM), e José Manuel Pavão, ex-presidente da Assembleia Municipal de Mirandela e presidente fundador da ANAM.
 
Espetáculo Especial Zeca Afonso
No sábado, 27 de abril, no mesmo local e à mesma hora, tem início o Festival Sentir Anadia, que abre com o espetáculo “JAM – Especial Zeca Afonso”.
 
Vitorino em concerto no Cineteatro
Serão Vitorino e o duo Cordis a encerrar o programa, com um concerto no dia 30, também pelas 21h30. A voz do Vitorino surgirá embalada pelo diálogo de cordas entre os dois instrumentos de Cordis: o piano e a guitarra portuguesa. O bilhete custa oito euros (desconto de 50% aos portadores dos cartões Anadia Jovem e Anadia Sénior).