Os campeonatos nacionais estão a entrar na reta final. Há clubes que sobem, outros garantem a manutenção, outros descem de divisão. O futuro próximo é logo ao virar da esquina, clubes que têm direção para mais um ou dois anos, outros que procuram solução diretiva, de molde a preparar a nova época a tempo e horas. No Anadia Futebol Clube, a direção liderada por Vasco Oliveira, termina o mandato, mas, o máximo dirigente, em entrevista a JB, aposta as fichas todas na criação de uma SAD para o futebol sénior. Os apoios são cada vez menores e, com um investidor, é possível pensar na subida à Segunda Liga. Têm a palavra os sócios, este sábado.
 
Os sócios do Anadia FC, têm, este sábado, dia 4, uma importante Assembleia Geral Extraordinária para debater o futuro do clube, em concreto o futebol sénior. Faz sentido a criação de uma SAD?
Neste momento faz muito sentido porque voltamos a estar mais uma vez num dos melhores momentos deste campeonato. O futuro não pode passar sem termos investidores que nos possam ajudar a manter esta estrutura no futebol sénior. Os apoios cada vez são menores, as empresas não querem dar dinheiro e algumas não têm, as dificuldades são muitas para podermos continuar a competir neste formato. Percebi que ao longo destes anos somos dos clubes com melhores condições para treinos e jogos, por que não pensar na subida à Segunda Liga? Necessitamos deste passo para que a cidade, o clube e todo o concelho tenham mais gente e mais negócio. A cidade necessita de mais pessoas a movimentar os espaços comerciais, nomeadamente a restauração e hotelaria. Estamos numa zona privilegiada onde podemos oferecer muito mais e melhor. Todos ficamos a ganhar.
 
Já há investidores? Com que percentagem ficará o clube? Vantagens e desvantagens?
Após várias propostas com possíveis investidores, a nossa decisão foi unânime, também de advogados, dirigentes associativos e outras pessoas. Estamos perante um grupo investidor sério e de gente com dinheiro que nos vai ajudar na equipa sénior e, obviamente, na parte financeira, com o objetivo de realizar negócios na venda de jogadores que ambos pretendemos adaptar e depois vender. O clube fica a ganhar tendo uma percentagem na venda e aquisição de materiais, também com o objetivo de manter atletas da formação, que hoje não está nada fácil.
 
No jantar de aniversário dos 92 anos do clube, onde anunciou essa possibilidade, houve muitas vozes discordantes, até do poder político. Teme que a SAD não seja uma realidade?
Não estar de acordo é normal em algumas cabeças, nunca tiveram dificuldades… essas “vozes” nunca me confrontaram com ajudas ou com ideias. Na certeza de que essas “vozes” vão entender que eu e toda a direção queremos o melhor para o clube, têm de perceber que já não somos um clube pequeno e teremos que nos adaptar à realidade atual. A SAD apenas será para o futebol sénior, porque toda a formação será do clube e acredito que seja uma realidade.
 
Com a constituição de uma SAD, acredito que continue como presidente do clube. Caso haja um “não” dos sócios, deixa a direção 7 anos depois?
Continuo porque acredito nesta parceria e projeto e quero levar o Anadia Futebol Clube à Segunda Liga. Nasci em Anadia, sou deste clube desde pequeno, e ninguém me pode impedir de sonhar. Caso tenha um “não” deixarei o clube e ficarei triste, porque percebo que todos ficávamos a ganhar.
Perante todos os cenários, se os sócios votarem “não”, como ficará a direção e o clube?
A direção terá de ficar até ao final do mandato que será até ao mês de junho, mas tudo o que estamos a preparar e já definido acaba. Já temos um compromisso com os investidores e, se não se fizer a SAD, vamos ter alguns problemas. Assumo as responsabilidades mas não todas, devido à falta de palavra, respeito e vontade de algumas pessoas.
Se a constituição da SAD for uma realidade, qual acha que vai ser o papel da Câmara Municipal de Anadia no que toca ao apoio ao Anadia FC? Acha que só dará para a formação e não para o futebol sénior, como por exemplo nos transportes?
A Câmara Municipal de Anadia sempre deu apoio para o clube e nomeadamente para a formação de todas as secções. O apoio para a equipa sénior será sempre o estádio para treinos e competição com um protocolo de muitos anos e incluído autocarro para os jogos. No início de cada época todos os clubes do concelho têm limite de quilómetros em autocarros para cada. Lembro que nem sempre temos disponível e algumas vezes alugamos para as nossas equipas nos campeonatos nacionais.
 
O campeonato está na sua reta final. Acredita que é possível atingir os playoffs de subida à Segunda Liga?
Acredito, porque estamos perante uma grande equipa e um grande treinador. Quem está neste grupo sabe das nossas capacidades e somos claramente uma equipa a temer por qualquer adversário. Viu-se na Taça de Portugal e neste campeonato com equipas profissionais. No playoff vamos ter de jogar a eliminar e poderá ser uma realidade a subida à Segunda Liga, tudo é possível com um grupo fantástico como este. Lamento que não tenhamos mais gente a assistir aos jogos, sinceramente gostava de ter mais pessoas do concelho a apoiar a equipa da sua cidade.