São alegres, bem dispostos e vieram trazer uma lufada de jovialidade à Casa do Povo de Vilarinho do Bairro, à qual pertencem. Falamos do Grupo de Bombos Bate Forte, que completou, no passado dia 25 de abril, um ano de vida.
O balanço deste primeiro ano de atividade não poderia ser melhor: com 30 elementos, todos apaixonados pela música, sobretudo pela percussão, Bate Forte quer continuar a levar bem longe o nome da freguesia e do concelho.
Em entrevista, Tiago Santos, que juntamente com Jorge Oliveira e Miguel Miguéis, dirigem o grupo, falou-nos desta jovem secção, mas também dos seus projetos, que podem, inclusive, passar pela internacionalização do grupo de bombos.
Jornal da Bairrada – Quando se formou o grupo?
Tiago Santos – O grupo Bate Forte formou-se a 25 de abril de 2018, portanto, acaba de completar um ano de vida.
 O que esteve na origem do seu aparecimento?
A paixão pela música, principalmente pela percussão, e com o intuito de fazer algo diferente na freguesia de Vilarinho do Bairro.
São uma secção da Casa do Povo, uma instituição conhecida pelo folclore. Como reagiu a freguesia e esta nova secção?
Digamos que muito bem. 
Fomos acolhidos de braços abertos pela freguesia e não só, o que nos deu mais vontade para continuar com este projeto. Por onde passamos, somos acolhidos de uma forma afável, como se estivéssemos numa família. 
 
Ler mais na edição impressa ou digital