A Confraria dos Enófilos da Bairrada levou a cabo a 40.ª edição do Concurso “Os Melhores da Bairrada – Colheita 2019”, cuja prova teve lugar no passado dia 13 de julho, no Museu do Vinho Bairrada.
Em prova estiveram 30 vinhos brancos, 7 rosados e 37 vinhos tintos, o que é demonstrativo do interesse dos cerca de 40 produtores que trouxeram os seus vinhos a esta prova.


Célia Alves, presidente desta confraria, avança que sendo a Bairrada “uma marca de prestígio incontornável ao serviço dos produtores da nossa região, que cresce com a participação de todos”, não poderia estar mais satisfeita com o resultado alcançado naquele que será o mais antigo Concurso de Vinhos nacional.
“O concurso superou as expectativas da organização e dentro em breve vão ser revelados os premiados”, referiu.


“A Confraria dos Enófilos da Bairrada faz vingar a tradição e continua a organizá-lo e, felizmente, os produtores da região continuam a manifestar confiança e a reconhecer credibilidade a este certame”, sublinha a responsável que agradece aos dez jurados oriundos de várias regiões vitivinícolas, que muito contribuíram para prestigiar este concurso. Ao Museu do Vinho Bairrada também agradece todo o apoio logístico. “Estendemos os nossos agradecimentos à Comissão Vitivinícola da Bairrada, Rota da Bairrada, DRAPC e Escola Profissional de Anadia”, sendo certo que o mais especial dos agradecimentos “vai para os produtores que, com o seu contributo, mostraram que a Bairrada resiste às dificuldades causadas pela pandemia e mostra-se com força e confiança para perseguir o caminho do sucesso”.


O concurso teve como ponto alto o almoço de confraternização realizado na Quinta dos Abibes, em Aguim, onde aos membros da organização se juntou o painel de jurados convidado. Como anfitrião esteve o produtor Francisco Batel Marques, que abriu as portas da sua propriedade, brindando a equipa com os seus vinhos e espumantes.