Os alunos e trabalhadores da Universidade de Aveiro (UA) vão poder vir a ser reembolsados por cada garrafa ou lata que devolvam. Este é o princípio base do projeto Reciclagem e Reembolso de Embalagens de alumínio e PET (REAP), apresentado pela Universidade de Aveiro (UA) e um dos oito projetos aprovados para financiamento pelo Programa Ambiente do Mecanismo Financeiro plurianual (EEA Grants) estabelecido no Acordo do Espaço Económico Europeu. O REAP é um projeto pioneiro a nível nacional.

A devolução aos alunos e trabalhadores será feita em equipamentos dedicados e adquiridos no âmbito do projeto. O valor do reembolso deverá ser creditado no Cartão Único da UA, o qual já está associado aos sistemas de acessos e pagamentos da instituição. É esperado que, havendo uma separação dedicada, com um menor grau de contaminação, o produto resultante da recolha possua uma qualidade superior e se assista a um aumento da recolha seletiva de PET e alumínio. A avaliação ambiental do projeto piloto será realizada através duma análise de ciclo de vida.

O produto resultante da implementação do projeto piloto REAP terá dois destinos diferenciados. Um deles para a indústria recicladora e produtora de embalagens de PET e de alumínio. E o outro para reciclagem para fins de demonstração e inovação.

O REAP tem uma forte vocação social, na medida em que se pretende que as contrapartidas financeiras provenientes do encaminhamento do produto recolhido sejam canalizadas para a Acão Social Escolar, traduzindo-se num apoio direto aos alunos carenciados da UA.

Para a implementação deste projeto, orçado em 842.039,10 euros, a UA terá como parceiro a empresa norueguesa Infinitum, com vasta experiência na implementação do sistema de recolha com reembolso na Noruega. Os municípios da área para onde se estende a Universidade de Aveiro são também parceiros.

Com este projeto “a UA, assume-se cada vez mais como uma instituição de referência no panorama nacional e internacional, mantendo-se na vanguarda da adoção de Políticas de Sustentabilidade para um modelo de desenvolvimento humano mais sustentável baseado na economia circular.”, afirmou na sua apresentação a coordenadora do projeto e Pró-reitora da UA, Ana Velosa.

Os contratos de financiamento foram assinados a 24 de julho, na Alfândega do Porto, na presença da Secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa, do Embaixador da Noruega em Portugal, Anders Erdal, da Coordenadora da Unidade Nacional de Gestão do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu e Ponto Focal Nacional, Susana Ramos, e da Secretária-Geral do Ambiente e da Transição Energética, Operadora do Programa Ambiente, Alexandra Carvalho. Pela UA, estiveram presentes o Vice-reitor Artur Silva e a Pró-reitora Ana Velosa que coordena o projeto.