De regresso ao salão nobre dos Paços do Concelho de Anadia (a última assembleia, de 18 de junho, realizara-se no Cineteatro Anadia, devido à pandemia), mas cumprindo também todas as orientações da Direção Geral de Saúde, a última assembleia municipal, realizada na tarde da passada sexta-feira, dia 25 de setembro, aprovou, por maioria, a quase totalidade dos nove pontos constantes da ordem de trabalhos. A exceção foi a taxa municipal de direitos de passagem (TMDP) aprovada por unanimidade.


Assim, a 2.ª revisão às Grandes Opções do Plano e ao Orçamento do Município referente ao ano em curso, bem como a 2.ª alteração ao mapa de pessoal, para o ano de 2020, a percentagem de participação no IRS para 2021, o valor do lançamento de Derrama e a taxa relativa ao IMI (referentes a 2020 e a cobrar em 2021) foram aprovados por maioria.


O mesmo aconteceria com os pontos relativos à não aceitação, por parte da Câmara Municipal de Anadia, da transferência de competências previstas nas áreas da Educação e da Saúde. Estes pontos foram aprovados igualmente por maioria.

Ler mais na edição impressa ou digital