A Câmara da Mealhada recebeu o prémio Comunidade Pró-Envelhecimento, um galardão que distingue o Município pelas boas práticas em prol do envelhecimento saudável. A candidatura da Mealhada foi a que obteve, a nível nacional, a melhor pontuação, num universo de 94 autarquias premiadas, segundo revelou o bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP), Francisco Miranda Rodrigues, que fez questão de entregar pessoalmente o galardão ao presidente do Executivo, Rui Marqueiro.

Para o autarca Rui Marqueiro, “este prémio é o corolário de um trabalho árduo, desenvolvido por funcionários dedicados e zelosos, o resultado de um investimento feito ao nível do envelhecimento saudável e a constante preocupação na procura de novos projetos e novas ideias”. Boas práticas, de resto, que foram reconhecidas pelo bastonário da OPP, que defendeu agora a necessidade de as divulgar para serem copiadas por outros municípios. “Da nossa parte, tudo faremos para dar destaque ao vosso trabalho nos meios que temos à nossa disposição”, garantiu.

Durante a cerimónia de atribuição do prémio, Francisco Miranda Rodrigues conheceu e teve oportunidade de experimentar duas soluções tecnológicas desenvolvidas para a população idosa e que estão a ser utilizadas nas instituições particulares de solidariedade social do concelho da Mealhada, no âmbito do Projeto VirtuALL, dinamizado pela AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego.

Antes, o bastonário tinha estado na Loja Social “Roda Viva”, que completa 10 anos de existência no dia 6 de outubro e que recebe, de particulares ou empresas, doações de produtos para os mais carenciados, entre eles idosos, conforme informou o vereador da Ação Social, Nuno Canilho, aquando da apresentação do espaço.