O Rotary Club de Aveiro associou-se à Fundação Oceano Azul nas comemorações do Dia Internacional de Limpeza Costeira realizou, no dia 26 de setembro, a 6.ª edição da “Regata Solidária”. A atividade de limpeza costeira foi feita pelo Rotary com a colaboração do Rotaract e em parceria com a Câmara Municipal de Aveiro e a empresa Veolia.

A ação decorreu durante uma hora e meia, com 3 percursos, numa extensão de cerca de 7 quilómetros. Participaram 10 pessoas por percurso, com as inscrições a esgotarem por completo. Foram recolhidos 47 sacos de lixo (cerca de 300 kgs e um volume de 1410 litros), 28 garrafas com beatas e cerca de 100 máscaras.

O Rotary considera que “esta atividade foi impactante e dá que pensar. O lixo recolhido já não vai para a nossa ria e daí para o oceano, mas as pessoas que participaram nesta atividade tiveram uma pequena noção da quantidade de lixo que vai para o meio marinho e põe em risco tantas espécies de seres vivos. A nossa espécie põe em risco a sua própria existência com demasiado consumo, demasiado descarte, com a falta de literacia ambiental e de respeito pelo bem comum”.

“É fundamental recolher o lixo produzido, mas é vital produzir menos lixo. Este será o desafio nos próximos tempos”, adianta ainda a organização.

No final da atividade a empresa Veolia recolheu o lixo no local combinado e as beatas serão entregues à Associação Bioliving, que fará chegar ao Laboratório da Paisagem em Guimarães, que recicla as beatas na produção de tijolos.

O Rotary admite repetir esta atividade nos próximos anos, no dia da Regata Solidária.

Através de ações de recolha de lixo marinho, que decorreram entre os dias 19 e 27 de setembro, levadas a cabo de norte a sul do país e nas regiões autónomas, a Fundação Oceano Azul pretendeu “mobilizar a sociedade civil e o público em geral para o problema do lixo marinho e para a necessidade de maior proteção do oceano”.

De acordo com a Fundação Oceano Azul, em 2019, com esta iniciativa foram recolhidas 13 toneladas de lixo marinho em 64 ações de limpeza costeira, as quais envolveram mais de 2300 voluntários e 100 organizações, tendo sido limpos 80 km da costa portuguesa.