Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Categoria | Bairradinos no Mundo

Condecorado no Brasil por 50 anos de trabalho bem sucedido

Rui Esteves não hesita em dizer que a sua história de vida dava para escrever um livro. Nestas poucas linhas, não podemos decerto contar toda a sua vida mas, do que sabemos, podemos começar por afirmar que este bairradino, nascido na Camarneira, concelho de Cantanhede, emigrou com 12 anos para o Brasil e saiu-se muito bem. Se assim não fosse, não teria sido alvo de uma homenagem, em março, pela Câmara Municipal de São Paulo, pelos 50 anos de determinação e trabalho bem sucedido naquele país. “Recebi uma placa de condecoração assinada pelos vereadores e endereçaram-me felicidades nos meus 62 anos e por ter uma família bonita no Brasil”, ressalva Rui Esteves.
Quando chegou ao Brasil, em março de 1961, foi trabalhar no comércio de familiares que lhe haviam mandado carta de chamada. Assim era naqueles tempos.
Durante oito anos, trabalhou praticamente sem descanso, das 5h às 22h, de segunda-feira a domingo. Mais tarde, compraria o negócio aos familiares e aí ficaria mais cinco anos.
Passado esse período, começou a trabalhar num supermercado como empregado. A sua dedicação e honestidade seriam recompensadas, passando a ser o braço direito do proprietário. Com esforço e muito trabalho, de uma loja passou-se para cinco e, após ser empregado durante oito anos, o patrão, reconhecido, deu-lhe sociedade. Oito anos volvidos, ficou com uma loja só para si e, em 1991, dedicou-se a 100 por cento, com a esposa e filhos. Era uma loja num bairro de São Paulo, que conseguiu reformar e modernizar, transformando aquele supermercado numa referência, sendo muito elogiado na vila. Continuou a trabalhar por mais 18 anos. Depois, vendeu o negócio – já que os filhos seguiram outros ramos de comércio – e reformou-se.

Orgulho em ser português

Rui Esteves considera-se uma pessoa honesta, que sempre se dedicou ao trabalho. Na vida pessoal, é bem-disposto, gosta de contar anedotas e de desfrutar da vida junto dos amigos. No Brasil, é adepto da Portuguesa, em Portugal diz-se “torcedor do Sporting”. Fez a vida no Brasil, mas tem orgulho em dizer que é português. Acompanha as notícias do seu país através da televisão internacional e acredita que a crise financeira que Portugal atravessa “deve em breve melhorar”. A quem pensa emigrar, deixa um conselho: “só se tiver familiares ou amigos nesse país que o acolham”.
Rui Esteves tem dois filhos e quatro netos. Em Portugal, também deixou familiares. Os mais próximos residem na Póvoa do Forno, Troviscal (concelho de Oliveira do Bairro). O seu primo, Alcides Belchior, “é assinante do Jornal da Bairrada”. Em agosto, sempre que pode (já cá esteve cinco vezes), gosta de vir a Portugal “curtir as festas nas aldeias”, como o próprio diz. Sente muitas saudades “do vinho e do leitão da Bairrada, que não tem igual”.

Oriana Pataco

Deixe um comentário

Ad Code

Blogues recomendados


Cagido

ACIB – ENCONTROS COM COMERCIANTES
ACIB e Juntas de Freguesias promovem encontros com comerciantes dos concelh …


Notícias de Bustos

ADERCUS NA “CORRIDA DO CASTELO” de FEIRA
Santa Maria da Feira foi o palco da 15ª edição da “corrida do castelo”, que …


Portal de Nariz

Nota da Administração
Depois de algum tempo de ponderação e reflexão, o Portal de Nariz informa q …

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com