Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "colégio"

Salesianos de Mogofores são Escola Solidária EDP


O dia 16 de dezembro de 2016 foi a data que oficializou a integração dos Salesianos de Mogofores no projeto escolas solidárias, apoiado pela fundação EDP.
Numa pequena e significativa cerimónia, toda a escola assistiu ao hastear da bandeira identificativa da rede de escolas solidárias, momento transmitido em direto na página oficial da escola na rede social do Facebook.
Os Salesianos de Mogofores há muito que são reconhecidos localmente pelas ações de caráter solidário, dentro da própria escola, no âmbito do apoio prestado a elementos do seu ambiente escolar, em campanhas concretizadas para o exterior ou organizadas no seio de projetos escolares e em colaboração com entidades externas.
Tratou-se, assim, de oficializar aquilo que de bem se vai fazendo, apelando, por outro lado, a um crescente envolvimento da Comunidade Educativa nas ações solidárias a desenvolver.
À semelhança do que faziam os fundadores dos Salesianos, D. Bosco e sua Mãe Margarida, continuamos a ser “Casa que acolhe!”
Ana Maria Soares

Posted in Anadia, MogoforesComments (0)

Famalicão: Novo acesso ao Colégio aberto ao trânsito


A Câmara Municipal de Anadia abriu ao trânsito, no passado dia 9 de dezembro, a nova via de acesso ao Colégio de Nossa Senhora da Assunção (CNSA) e ao Centro Social S. José de Cluny (CSSJC), em Famalicão, permitindo tornar mais simples e segura a circulação automóvel e pedonal nas imediações deste complexo escolar.
As duas instituições são frequentadas por cerca de sete centenas de crianças e jovens, acompanhadas por uma centena de profissionais (docentes e não docentes), para além da comunidade religiosa que ali reside. A circulação na zona envolvente ao colégio há muito que se afigurava difícil, quer para os transportes coletivos quer para veículos particulares, cuja concentração, em horas de ponta, não só congestionava as ruas adjacentes ao complexo escolar, mas também as vias próximas, designadamente o IC2/EN1. As dificuldades decorrem do traçado estreito e sinuoso das ruas de Famalicão que, além de permitirem o acesso ao colégio e ao centro social, são cruciais no trânsito local, pois estabelecem a ligação ao IC2.
O novo arruamento, cujo nome, não consensual, está ainda por definir, com uma extensão de 130m, apresenta uma faixa de rodagem com dois sentidos de circulação, uma zona de paragem, estacionamento e inversão do sentido de marcha (dimensionada para transportes públicos), estacionamento perpendicular à via, passeios largos e arborização em ambas as faces. Na sequência desta obra, procedeu-se à instalação de infraestruturas relacionadas com redes diversas (águas, energia, telecomunicações, …), e foram realizadas algumas melhorias na Rua da Carreira, onde a nova rua entronca.
Para a concretização deste projeto, há muito ambicionado pela população e por toda a comunidade educativa, foi fundamental a colaboração dos proprietários dos terrenos onde se construiu o arruamento, que assim contribuíram para a resolução de um problema que, diariamente, durante os períodos letivos, e não só, tornava complexa e perigosa a circulação de peões e de veículos em Famalicão, e congestionava o trânsito no IC2.

Posted in AnadiaComments (0)

Mogofores: Paróquia, Catequese e Casa Amarela unidas na Festa da Família


A comunidade paroquial, madrinhas, padrinhos e amigos da Casa Amarela e o grupo de evangelização (catequese) foram os grandes protagonistas da Festa da Família, uma iniciativa inédita que decorreu no último sábado, dia 12 de novembro, no Colégio Salesiano de Mogofores.
Este ano, o Conselho Educativo e Pastoral propôs um programa diferente, que se estendeu a toda a comunidade e família salesiana, nas suas várias expressões (Colégio, Paróquia, Santuário, Movimentos salesianos).
Uma ocasião de partilha e de convivência entre todos, mas que ficaria marcada pela ausência de pais e alunos do colégio. Aliás, poucos foram os que aderiram ao programa proposto para este dia, já que apenas na hora do tradicional Magusto se juntariam mais crianças e adultos.
Mas o dia de festa começou bem cedo. Muitos elementos da Paróquia, Casa Amarela, Catequese e Famílias de Caná desdobraram-se em esforços para que nada faltasse neste dia tão especial.
Depois do Bom Dia, no Santuário, tiveram lugar algumas atividades desportivas e recreativas envolvendo alunos do colégio e crianças da catequese. Poucos foram os pais presentes e “salvaram” esta manhã recreativa alguns docentes do colégio presentes.
Com o dia cinzento e a ameaçar chuva, o almoço à volta de um porco no espeto decorreu num ambiente calmo e descontraído, sendo notório o envolvimento, empenho e dedicação de padrinhos e madrinhas da Casa Amarela e de vários elementos da Paróquia de Mogofores.
Mas o momento alto do dia chegaria após o almoço. Foi no Santuário de Nossa Senhora Auxiliadora que decorreu a representação da vida de São Martinho. Caberia ao grupo de Evangelização Familiar (catequese) de Mogofores dar corpo a esta representação. Com o Santuário praticamente lotado, viveram-se momentos de oração e de aprendizagem, através desta incursão teatral que reviveu a lenda de São Martinho, com destaque para a ligação com o Ano Jubilar da Misericórdia, prestes a encerrar.
A finalizar, e com adesão significativa teve lugar o tradicional Magusto, infelizmente já com a chuva a cair insistentemente.
Apesar de todos os contratempos, a Casa Amarela conseguiu reunir perto de 300 euros, mais uma pequena grande ajuda para as obras que vão ser retomadas, agora no interior, daquele emblemático edifício.
Catarina Cerca
catarina.i.cerca@jb.pt

Posted in Anadia, Bairrada, MogoforesComments (0)

Mogofores: Colégio promove, no sábado, Festa da Família


No próximo sábado, dia 12, o Colégio Salesiano de Mogofores vai realizar a Festa da Família, um evento inédito aberto a toda a comunidade (pais, alunos e professores do Colégio), envolvendo também a Paróquia e Casa Amarela, Catequese, Famílias de Caná.
A celebração do S. Martinho terá assim o seguinte programa:
10h – Acolhimento- Bom Dia;
10h30 – Atividades desportivas e recreativas entre pais e filhos;
12h30 – Almoço com porco no espeto e arroz de feijão;
14h30 – Evangelização Familiar – Grupo de catequese de Mogofores; 16h – Magusto tradicional partilhado.
A organização deixa o convite: “traz uma mão cheia de castanhas e vem reviver a tradição. Há surpresas.”
O almoço tem um custo de 7,50 euros para os adultos e de 5 euros para as crianças até aos 12 anos. Este inclui sopa, pão e prato, sumo e água. Outro tipo de bebidas serão da responsabilidade dos participantes, assim como podem ser adquiridas no bar do recinto.
Haverá um bar a funcionar com café e doces…
Inscrições até sexta-feira, dia 11, na Secretaria do Colégio ou junto de João Teles (914095270), Fátima Barbeiro (967211010), ou ainda junto de elementos dos vários movimentos da paróquia.

Posted in Anadia, Bairrada, MogoforesComments (0)

Luxemburgo: Cluny Vox encantou Strassen


De 16 a 19 de outubro, o grupo Cluny Vox, coral infanto-juvenil do Colégio Nossa Senhora de Assunção – Famalicão, Anadia, esteve no Luxemburgo a convite da Associação Cultural da Bairrada para participar em dois eventos locais de grande importância.
No sábado à noite, em Strassen, o grupo de 38 elementos, dirigido pelo maestro Celestino Ortet, abrilhantou um jantar de solidariedade que reuniu cerca de quinhentas pessoas e cujos fundos reverteram totalmente para uma instituição local de apoio a crianças em risco. Com um repertório renovado e uma qualidade exímia, o coral encantou a todos levando a alma portuguesa para além fronteiras. Já no domingo, na capital do Luxemburgo, após uma breve procissão acompanhando Nossa Senhora de Fátima, o coro Cluny Vox participou na missa franco- portuguesa realizada na igreja Sacré-Coeur. Por fim, o grupo deu um mini concerto no mesmo local.
A Associação Cultural da Bairrada, que recebeu cerca de 70 pessoas, entre coralistas, professores acompanhantes, e uma comitiva de pais e familiares que viajou desde Portugal, tudo fez para que esta estadia se tornasse memorável para todos. Um programa cultural riquíssimo permitiu visitar a cidade, coração da União Europeia, e proporcionou, em Schengen um momento único: nas margens do rio Moselle, na encruzilhada de três países (Luxemburgo, Alemanha e França), o Cluny Vox entoou o “Imagine” de John Lennon perante turistas rendidos à qualidade daquelas vozes celestiais.
Um bem-haja a todos os que trabalharam para que esta viagem se concretizasse, nomeadamente ao presidente da Associação Cultural da Bairrada no Luxemburgo, Rogério Oliveira, e às famílias que receberam as coralistas em suas casas e fizeram deste evento uma experiência inesquecível.

Posted in Anadia, Arcos, BairradaComments (0)

Colégio Salesiano de Mogofores tem novo diretor


O novo diretor dos Salesianos de Mogofores é o Padre Aníbal Afonso. Tem 77 anos e é ex-aluno deste Colégio. Sucede ao Padre José Fernandes que, durante nove anos, ocupou esta função, passando agora, em exclusivo, a pároco da freguesia.
A JB, o Padre Aníbal Afonso revela que é a quarta vez que passa por Mogofores: estudou neste Colégio, na década de 50, mais concretamente nos últimos dois anos, antes de ir para o noviciado, fez aqui uma experiência de educação, lecionando desenho e fisico-química e mais recentemente fez parte de uma equipa vocacional constituída por três padres, que aqui residiu durante algum tempo.
Regressa agora com a função de diretor e diz ter ficado muito surpreendido com a escolha da sua pessoa: “custou-me bastante. Com esta idade teria preferido continuar mais dois ou três anos em Poiares da Régua ou pensar em repouso, em descanso. Mas temos de aceitar ordens superiores e a missão que nos confiam”.
Diretor em Poiares há seis anos estivera também em Lisboa, nas Oficinas de S. José, casa-mãe dos Salesianos.
As saudades do Colégio de Poiares da Régua e de toda a comunidade educativa são uma realidade, mas com um novo ano letivo à porta, sabe, como poucos, que é tempo de arregaçar as mangas. Para já, é preciso conhecer bem as rotinas de Mogofores, a forma de trabalhar, reunir com todos – salesianos, docentes e pessoal não docente. Contudo, admite que guarda no coração a forma como foi recebido no último sábado, com missa presidida pelo Provincial e com muitos amigos, docentes, membros da família salesiana e gente da comunidade, a que se seguiu um jantar de boas-vindas.
Revela que o principal desafio passa por tentar implementar em Mogofores a maneira de trabalhar da equipa educativa de Poiares e que tem dado muito bons frutos e que possibilitou o incremento do número de alunos. “Sei que, sendo uma comunidade educativa bem mais pequena, se torna difícil fazer coisas fora do tempo letivo”, mas “é preciso cativar mais alunos para o colégio. Em Poiares conseguimos e as turmas do 5.º e 6.º ano têm todas 30 alunos. O facto de ter aqui uma oferta educativa grande e diversificada é um dos problemas que enfrentamos.”
Mas como escola pública e gratuita, o Padre Aníbal Afonso tem “grandes expetativas em relação ao novo ano letivo”, sendo uma das suas prioridades “criar um ambiente familiar, acolhedor entre salesianos, docente, pessoal não docentes, alunos e famílias. Promover o entendimento e a comunhão, mas sobretudo cativar os alunos. Se isto se conseguir, o resto vem por acréscimo”, diz.
A JB diz ser o seu maior receio o medo de falhar e não conseguir levar a planificação que se fizer por diante.

Padre José Fernandes mais disponível para a paróquia. Natural de Sobrado do Valongo, o Padre José Fernandes, aos 66 anos, assume em exclusivo a função e que mais gosta – ser pároco. Contudo, a sua passagem pelo Colégio deixa marcas profundas. Este padre, psicólogo de formação, foi responsável pela inovação pedagógica implementada e por um trabalho intenso de aproximação e união entre salesianos, direção, corpo docente e não docente e alunos.
A JB faz um balanço muito positivo destes nove anos à frente dos Salesianos de Mogofores. Diz-se “contente mas insatisfeito”. Porquê? “Porque toda a comunidade educativa foi fantástica em tantos aspetos – pedagógicos, educativos e espirituais. Fizemos um trabalho muito bom a nível humano, porque o nosso ranking é humano.” A insatisfação prende-se com o facto de “haver ainda muito caminho a fazer”, ou seja, “a nossa proposta educativa é integral e o projeto prevê que os alunos se tornem aprendentes autónomos. É preciso trabalhar mais na pedagogia de projeto, embora tenhamos miúdos já com bastante autonomia”, diz, lamentando as “muitas condicionantes que vão existindo pelo meio”.
Sai com a noção do dever cumprido, sublinhando a existência de um corpo docente estável e identificado com a filosofia salesiana. Agora, as suas prioridades passam por fazer avançar as obras em curso na casa mortuária e abrir uma parte da Casa Amarela aos jovens, mas também estar mais próximo das famílias e dos doentes.
Ao sucessor deseja êxito e que como salesiano continue a ser o que tem sido: “uma pessoa reta, dada e simples”.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, Bairrada, MogoforesComments (0)

Novo acesso ao Colégio de Famalicão (Anadia) facilita trânsito local


Foi recentemente assinado o protocolo entre a Câmara Municipal e os proprietários de dois terrenos (Maria Teresa Tovar de Lemos e Sérgio António Carvalho Videira/Sandra Filipa Ferreira Rocha) para a cedência de uma área de terreno que vai permitir rasgar um novo acesso àquele estabelecimento de ensino. Há muito desejada pelo Colégio, pais e alunos, este melhoramento deverá pôr cobro ao caos que todos os dias se vive no trânsito naquele local.
Este novo acesso irá deslocalizar a entrada no Colégio e no Centro Social de São José de Cluny.
A obra deverá começar ainda este ano e ficar concluída no primeiro trimestre de 2016.
O novo acesso será implantado em zona de expansão da área urbana, não abrangida pela REN nem pela RAN. Orçado em mais de 130 mil euros, terá uma extensão de 130 metros e uma faixa de rodagem de 6,5 metros, com dois sentidos de circulação, que inclui no seu limite a poente uma rotunda – zona de paragem, estacionamento ou viragem. É ainda contemplada com uma zona de estacionamento perpendicular e passeios em ambas as faixas.
Segundo a edil Teresa Cardoso, “trata-se de uma boa proposta ainda que não seja a solução ideal”, já que a seu ver deveria ter uma entrada e saída, “mas ao permitir a inversão de marcha o problema fica resolvido”, conclui.
Assim, o projeto prevê uma requalificação ligeira na Rua da Carreira mas também uma elevação do pavimento entre os acessos à Praceta Marquês da Graciosa e o novo acesso ao Colégio.
Paralelamente, vão ser construídas várias infraestruturas, sejam águas pluviais, iluminação, saneamento e comunicações.
A obra, que já foi lançada a concurso público, tem um prazo de execução de três meses.

Posted in Anadia, Arcos, Bairrada, MogoforesComments (0)

Mogofores: Natal em família no Colégio Salesiano


Revestiu-se de brilho e valor pedagógico a celebração do Natal no domingo 14 de dezembro, no Colégio Salesiano de Mogofores. Envolvendo a comunidade educativa, docentes, colaboradores, estudantes, pais dos estudantes, Associação de Pais e salesianos, esse domingo foi a demonstração de como a união é possível e realiza maravilhas.
Os três momentos: Eucaristia pelas 12h; almoço, pelas 13h; e a sessão cultural pela 14h30 deram um sabor familiar, espiritual e pedagógico de grande relevo.
A eucaristia foi presidida pelo diretor e pároco, padre José Fernandes, que sublinhou na homilia o sentido da alegria cristã, como tanto apregoa o papa Francisco, por exemplo em “A Alegria do Evangelho”. O santuário estava repleto, com algumas pessoas de pé. O almoço teve lugar no ginásio, organizado pela Associação de Pais e servido pelos pais. Bom convívio, com pais e filhos, estes estudantes no Colégio Salesiano, que contou com a presença de mais de 350 participantes.
A sessão cultural e recreativa teve como pano de fundo Encontros com Jesus; Encontros com Dom Bosco, no bicentenário do seu nascimento.
Os docentes tinham distribuído as várias peças pelas turmas, notando-se ótima criatividade e envolvendo um grande número de estudantes. Até souberam apresentar o comboio em andamento, e outras cenas maravilhosas de vida salesiana e do Evangelho.
Destacamos a colaboração de muitos voluntários para a preparação dos ambientes e de todas as atuações, e a rápida arrumação do ginásio no final da sessão. Um ambiente muito salesiano.
Esta celebração teve um ótimo remate no dia 16, com a visita das várias turmas à Feira do Livro, na Biblioteca Municipal de Anadia, em que os jovens adquiriram livros ao seu gosto, a preços acessíveis: um meio de cultura e recreio.

Posted in Anadia, Bairrada, MogoforesComments (0)

Mogofores: Festa de D. Bosco reúne amigos, voluntários e benfeitores


Cerca de uma centena de amigos, voluntários e benfeitores ligados à obra salesiana de Mogofores, estiveram reunidos no último domingo para assinalar o Dia de D. Bosco (31 janeiro) mas que se celebra nesta comunidade no último domingo de janeiro.
A iniciativa realiza-se há já sete anos e junta neste dia muitas pessoas ligadas à comunidade de Mogofores, mas também amigos, voluntários que ao longo dos tempos têm colaborado com esta obra (que integra a paróquia, o colégio e o santuário).
Este ano, políticos, autarcas e representantes de outras instituições de ensino não faltaram ao convite. Por isso, a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Teresa Cardoso, o ex-presidente da Câmara e vereador Litério Marques e diretores de três estabelecimentos de ensino do concelho (Eloi Gomes, da ESA; Idalina Faneca, do Colégio de Famalicão e Adriano Aires, da Escola Profissional de Anadia), foram alguns dos rostos desta festa, que contou ainda com a presença do presidente da Junta de Freguesia, Fernando Fernandes e de muitas outras personalidades.
Um convívio que serviu sobretudo para celebrar o patrono da instituição que, há 79 anos, está instalada em Mogofores.
Depois da eucaristia das 12h, onde esteve em evidência D. Bosco, “pescador de homens”, mas sobretudo de jovens, era chegada a hora do convívio realizado na cantina da Colégio.

Reunião de amigos. Na ocasião, o Padre José Fernandes, diretor do Colégio não só agradeceu a presença de todos em tão animado convívio, demonstrativo do carinho e amizade que sentem pela instituição, mas também porque os cinco salesianos residentes nesta instituição tentam, todos os dias, estar mais próximos dos jovens e da comunidade.
Mas é, sem dúvida, “o especial carinho pelos jovens” que aqui estudam que dá força, ânimo e alento ao projeto salesinano.
O diretor não deixaria, neste momento de festa, de recordar, Norberto Correia que, apesar dos seus 90 anos não faltou ao convívio.
Natural da Malaposta, este nonagenário é conhecido por ser um dos vários beneméritos que muito fez pela instituição: “naquele tempo, era caixeiro viajante e fez um contrato com D. Bosco; o que ganhasse acima de um determinado valor, dava 10%, todos os meses aos salesianos”, explicou o padre José Fernandes, que destacaria ainda as boas relações entre as instituições de ensino do concelho, agradecendo a presença dos seus diretores e representantes, evidenciando que todos trabalham para um mesmo objetivo.

Criar ofertas. Também a autarca Teresa Cardoso se mostrou sensibilizada com o convite, e sendo presença assídua em eventos promovidos pelos estabelecimentos de ensino do concelho, sublinhou estar “perto de vós, da vossa comunidade religiosa e do vosso projeto educativo para nos conhecermos melhor e perceber os vossos anseios”, dando nota do esforço contínuo no estreitar de relações com as escolas, “porque todos somos pescadores de jovens”. A edil anadiense entende que, nesta área da Educação, só o trabalho conjunto de todos permitirá alcançar o sucesso educativo, assim como criar mais ofertas para que os jovens se sintam realizados.
Acrescente-se ainda que a comunidade educativa celebra a Festa de D.Bosco no próximo dia 31 (sexta-feira), com eucaristia, pelas 9h, seguindo-se um sarau cultural e uma tarde desportiva.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Bairrada, MogoforesComments (0)

Mogofores: Colégio Salesiano de S. João Bosco prepara novo ano letivo


Após escassos dias do final de mais um ano letivo, a azáfama à volta dos preparativos para um novo ano letivo é já grande no Colégio Salesiano de S. João Bosco, em Mogofores.
No Colégio, o ensino é público e inteiramente gratuito para todos os alunos, de ambos os sexos, do 5.º ao 9.º ano.
Embora seja uma escola de orientação católica, está aberta a todas as confissões religiosas. Isso mesmo é destacado pelo diretor Padre José Fernandes, para quem esse facto é uma mais valia: “acaba por ser aliciante e um desafio”.

Melhorias. Com 75 anos de vida, este estabelecimento de ensino trabalha afincadamente para proporcionar aos alunos, distribuídos por nove turmas, melhores condições de aprendizagem. Por isso, o Padre José Fernandes acredita que, no próximo ano letivo, poderá oferecer aos cerca de 190 alunos um novo campo de jogos relvado, assim como dotar várias salas de aulas com quadros interativos e melhorias ao nível do sistema informático.

Inscrições abertas. O Padre José Fernandes sublinha que já estão abertas as inscrições para o novo ano letivo e que este ano vão abrir duas turmas do 5.º ano, dada a grande procura (no ano transato apenas abriu uma turma do 5.º ano).
“Não percebemos porque ainda há pais a perguntar se aqui o ensino é pago”, interroga-se, ciente de que alguma “contra-informação” que circula, acaba por ser prejudicial à instituição. “Aqui não se paga nada. O ensino é inteiramente gratuito, tal como nas escolas estatais”, destaca.
No final de mais este ano letivo, faz um balanço extremamente positivo do mesmo, que teve por lema educativo: “Sou protagonista… na aprendizagem, no amor, na fé!”.
“O quadro de excelência que, para nós, é a manifestação da excelência educativa, estava enorme no final do 2.º período. Ele reflete a excelência, a qualidade humana dos miúdos, reconhecida por todos (professores, alunos, funcionários)”, acrescenta, dando conta que este “é um indicador do bom trabalho que realizamos com os alunos.”
Vocacionado para a educação e evangelização dos jovens, o Colégio de Mogofores é uma referência no ensino de qualidade na região. Daí a procura: “os pais procuram cada vez mais uma escola com ambiente familiar, onde todos se conhecem, segura, com um projeto educativo e que privilegie os valores e as relações humanas”, refere, reconhecendo que “aqui, em Mogofores, encontram tudo isso.”
“Este é um espaço onde os pais colocam os filhos e filhas, mas com uma oferta de educação integral da pessoa, onde se procura o crescimento e o amadurecimento de cada estudante em todas as suas dimensões de acordo com uma visão humana e cristã da vida”, refere.
Os alunos que aqui estudam são provenientes de vários concelhos da região.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Posted in Anadia, Bairrada, MogoforesComments (0)

SFImobiliaria

Blogues recomendados


Cagido

PROFESSORA PALMIRA, ONTEM, HOJE E SEMPRE # 2
   Em cada um de nós houve professores e professoras, que nos marcaram mais …


Notícias de Bustos

ADEUS!
Chegou o momento da despedida. O blogue “Notícias de Bustos” termina a sua …


Portal de Nariz

RECORTES DO QUOTIDIANO – A Nova etapa do Portal de Nariz
VEJA AQUI A NOVA PÁGINA DO PORTAL DE NARIZ

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com