Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "museu"

José Maçãs de Carvalho expõe no Museu da Misericórdia de Anadia


“Arquivo #0” é o título da exposição do anadiense José Maçãs de Carvalho, que irá inaugurar, no dia 29 de Outubro, às 16h, no Museu da Misericórdia de Anadia.
“Arquivo #0” foi mostrada em Março, no Centro de Artes Visuais de Coimbra e reunia cerca de duas dezenas de fotografias e três vídeos, revelando o incurso de José Maçãs de Carvalho nas entranhas do seu próprio corpo de trabalho, que se foi constituindo no decurso dos 20 anos de prática artística.
“Arquivo #0”, por questões logísticas, será adaptada ao Museu da Misericórdia, e contará com cerca de dez peças.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Câmara assinala Jornadas Europeias do Património no Museu de Etnomúsica


A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, associada ao IGESPAR, vai assinalar, nos próximos dias 23, 24 e 25, as “Jornadas Europeias do Património”, uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia, realizando três eventos que vão decorrer no Museu de Etnomúsica da Bairrada.

Nesse sentido e para cada um dos dias, o Museu de Etnomúsica da Bairrada oferece uma visita temática sob três áreas da sua intervenção e que fazem parte da sua missão enquanto instituição museológica: a Protecção e Salvaguarda do Património, o seu Estudo e Investigação como forma de compreender o passado e a Exposição do espólio e colecções que tem à sua guarda.

A participação é gratuita, sendo aconselhável inscrição prévia, pois cada visita terá um máximo de 20 participantes. Para mais informações e inscrições, contactar o Museu de Etnomúsica da Bairrada pelo telefone 234 757 005 ou pelo email memb@cm-olb.pt.

As visitas demoram cerca de 60 minutos e cada grupo é constituído por 20 participantes no máximo. A entrada é livre.

Posted in Oliveira do Bairro, Por Terras da Bairrada Comentários

Aliança Underground Museum assinala Dia Internacional dos Museus


No dia 18 de Maio, comemora-se o Dia Internacional dos Museus, que o Aliança Underground Museum irá assinalar, por meio de inúmeras iniciativas, entre as quais visitas gratuitas entre as 10h30 – 13h (última visita às 11h30) e as 14h – 18h30 (última visita às 16h30), oferta de brindes surpresa e descontos em compras na loja do vinho.

O museu inaugurado há um ano estende-se ao longo das tradicionais caves da Aliança e contempla sete colecções distintas que derivam dos mais variados imaginários, num encontro de povos, lugares, crenças e culturas, em perfeita simbiose com os vinhos, espumantes e aguardentes produzidos pela empresa.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Casa Museu da Pedralva precisa de obras


O restauro da Casa Museu do Grupo Folclórico da Pedralva atinge os 20 mil euros.
Considerada urgente, pelo presidente do Grupo Folclórico, Licínio Coelho, a obra já começou, apesar dos parcos recursos financeiros. Por isso, a direcção do Grupo Folclórico faz um apelo à colaboração da Câmara Municipal de Anadia, na preservação e manutenção de um património que Licínio Coelho diz ser do concelho, para além de ser visitado por muitos grupos de fora da região.
A obra, de acordo com Licínio Coelho, visa restaurar a sede do Grupo e a Casa Museu. “Trata-se de uma casa com cerca de 100 anos e as paredes antigas, em adobos, exigem restauros e manutenções, pois deterioram-se facilmente”, destacou.
O restauro implica picar, rebocar e pintar todo o interior como exterior do imóvel. No entanto, a direcção pretende ainda recuperar a adega, sobrados da casa, a atafona mas também implantar – a obra já está em curso – uma forja antiga que foi recuperada. “As peças da forja, que pertenceu a Arnaldo Coelho, já estão na posse do Grupo. Foram-nos doadas por sua neta Isabel Coelho, radicada nos EUA”, adiantou Licínio Coelho, avançando que na Pedralva existiram, no passado, vários ferreiros e que é intenção do Grupo preservar esta profissão extinta no lugar.
Por outro lado, o Grupo está determinado em reorganizar o seu Museu. Embora vá ficar instalado no mesmo local, o Grupo procede, neste momento, à catalogação de todo o espólio (arte sacra, vestuário, louças e porcelanas, alfaias agrícolas) com a ajuda de Horário Branco, desde há muito amigo do Grupo e especialista nesta área do restauro e preservação de peças antigas. Uma grande empreitada e caminho que este grupo, com 36 anos de história, está determinado a percorrer, por forma a poder ter, num futuro próximo, a Casa Museu aberta ao público, quem sabe, integrada numa das muitas Rotas turísticas existentes na região. Nestes primeiros passos têm contado com a colaboração da JF de S. Lourenço do Bairro. O objectivo é concluir os trabalhos até à data do Festival anual do Grupo, que se realiza a 30 de Julho.

CC

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Escultura e pintura animam Museu do Vinho Bairrada, em Anadia


O Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, inaugurou, no último sábado, um novo núcleo de exposições temporárias, desta feita, tendo como artistas convidados, Paulo Neves e Mário Vitória.
Este novo núcleo de exposições, revela, uma vez mais, uma aposta do Museu em duas linguagens plásticas distintas: escultura e pintura. Por isso, muitos foram aqueles que quiseram estar presentes nesta abertura oficial do novo núcleo que traz, a Anadia, arte contemporânea, através de um magnífico conjunto escultórico (madeira) do escultor Paulo Neves e da pintura do criativo jovem artista plástico Mário Vitória.
De destacar a pintura instalação, com mais de 30m2, feita por Mário Vitória. Uma tela de grandes dimensões que resultou de um projecto criativo do artista plástico Mário Vitória, dando resposta a um desafio feito pelo Museu do Vinho Bairrada. Esta enorme tela, pintada à mão, regista um tributo e uma glorificação à história dos espumantes na Bairrada, procurando enaltecer também o papel verdadeiramente estratégico que esta bebida tem na região e no país.
Pedro Dias, director do Museu não deixou de sublinhar a parceria com o sector vitivinícola da Bairrada (Adega Cooperativa de Cantanhede, Adega Luís Pato, Quinta dos Abibes e Quinta do Ortigão) que assumiram, com o Museu do Vinho Bairrada, a partilha de responsabilidades na organização deste novo núcleo de exposições temporárias.
Na oportunidade, Litério Marques agradeceu aos artistas por proporcionarem aos visitantes a apreciação de obras tão belas, sublinhando que a Câmara de Anadia continua empenhada em promover grandes artistas mas também ajudar a divulgar jovens artistas. O edil não deixaria de sublinhar a colaboração nestes tempos difíceis com empresas e produtores vitivinícolas da região.

CC

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Museu do Vinho inaugura novo núcleo de exposições temporárias


O Museu do Vinho Bairrada, em Anadia, inaugura um novo núcleo de exposições temporárias, no próximo sábado, dia 29 de Janeiro, pelas 16h.
Este novo núcleo de exposições, revela, uma vez mais, uma aposta do Museu em duas linguagens plásticas distintas. Desta vez, serão inauguradas, em simultâneo, duas grandes exposições, uma de escultura e outra de pintura/instalação.
Dando continuidade à aposta nos principais nomes e referências artísticas da arte contemporânea portuguesa, irá o Museu expor um magnífico conjunto escultórico de um dos mais prestigiados escultores portugueses da actualidade. Falamos de Paulo Neves um dos escultores com maior número de obra pública em Portugal, sendo reconhecido, quer pela principal crítica artística nacional e internacional, quer pelos seus pares.
Paulo Neves, expressa nos seus trabalhos uma força incomensurável, suportada por uma inegável originalidade nas linguagens a que recorre e que lhe atribuem especificidade e assinatura distintiva. O prestígio deste autor foi um dos motes para que o sector vitivinícola da Bairrada (Adega Cooperativa de Cantanhede, Adega Luís Pato, Quinta dos Abibes e Quinta do Ortigão) viesse a assumir, com o Museu do Vinho Bairrada, a partilha de responsabilidades na organização deste novo núcleo de exposições temporárias do Museu do Vinho Bairrada. Um forte sinal de participação activa do sector vitivinícola da região, numa aposta concertada na cultura e no enoturismo, fundamentais para uma maior visibilidade dos vinhos Bairrada.

A maior tela nacional pintada à mão, num tributo ao espumante. Mais de 30 m2 tem a pintura instalação, apresentada, agora, em Anadia. Esta tela de grandes dimensões resultou de um projecto criativo do artista plástico Mário Vitória, dando resposta a um desafio feito pelo Museu do Vinho Bairrada. Esta enorme tela pintada à mão regista um tributo e uma glorificação à história dos espumantes na Bairrada, procurando enaltecer também o papel verdadeiramente estratégico que esta bebida tem na região e no país.
Além desta obra, o artista apresenta ainda um vasto leque de pinturas, quase todas de grande dimensão, criadas em torno da temática do vinho e dos motivos associados ao precioso néctar.
Refira-se que Mário Vitória é um dos jovens artistas plásticos da actualidade que tem vindo a assumir-se cada vez mais como uma referência nacional, tendo recebido já a crítica de prestigiados críticos e escritores nacionais, tais como de Valter Hugo Mãe ou Ana Luísa Barão.
Como é habitual, a cerimónia de inauguração contará com um conjunto diversificado de actividades paralelas como por exemplo, poesia, música e lançamento de livros.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

“Uma Noite no Museu” com actividades lúdicas para crianças


No próximo dia 23 de Outubro, sábado, inserida nas comemorações do seu 9.º aniversário, o Museu da Pedra de Cantanhede realiza mais “Uma Noite no Museu…”, tendo como tema “O Jurássico”. Trata-se da décima edição de uma iniciativa lúdico-pedagógica destinada a crianças dos 6 aos 12 anos que, devidamente acompanhadas por Técnicas de Serviço Educativo do Museu da Pedra, vão participar em diversas actividades, no final das quais pernoitam no auditório deste equipamento cultural, em perfeitas condições de comodidade e segurança.
Os participantes deverão trazer saco-cama, almofada, lanterna e roupa velha para a realização de diferentes actividades centradas na exploração da temática da unidade museológica. A mochila deverá transportar ainda um pijama quente, uma muda de roupa e utensílios de higiene pessoal, incluindo uma toalha.
O programa inicia-se às 20h30, com a recepção aos jovens exploradores, seguindo-se, cerca de 15 minutos depois, a realização de ateliês e jogos e o visionamento de filmes subordinados ao tema da noite. Partindo da exposição temporária “Uma Viagem ao Jurássico”, os participantes desenvolverão uma série de actividades relacionadas com a temática da exposição, entre as quais se destaca uma caça ao tesouro, a construção de uma paisagem do Jurássico, ateliês de recorte, de pintura, de colagem e costura, e o já famoso ateliê de culinária.
Terminadas as actividades, será altura de vestir o pijama e preparar para dormir. Às 8h30 soará o despertar e, após a higiene matinal e o pequeno-almoço, as crianças estarão prontas para serem recolhidas pelos pais, a partir das 9h30.
As inscrições são limitadas a 25 participantes, mediante um pagamento de 15 euros.

Posted in Cantanhede, Por Terras da Bairrada Comentários

Comemorações das Jornadas Europeias do Património no Museu do Vinho


As Jornadas Europeias do Património, iniciativa do Conselho da Europa e da União Europeia, realizam-se anualmente no mês de Setembro, tendo como principal objectivo sensibilizar a população para a importância da protecção e da valorização do Património. Neste sentido e a exemplo de anos anteriores, o Museu do Vinho Bairrada / Câmara Municipal de Anadia apresentam um vasto conjunto de actividades culturais e lúdicas a todos quantos queiram passar por este espaço museológico, entre a próxima sexta-feira e domingo (de 24 a 26).

Actividades previstas

Dia 24
10h – 13h e 14h – 18h – Visitas guiadas às exposições permanentes e temporárias “Golden Ages – Tributo ao Vinho”, da autoria de Cruzeiro Seixas, Ana Cristina Leite, Duarte Vitória, Manuel Patinha e Sobral Centeno. No final da visita, será ofertada, a quem o pretender, uma prova de espumantes das Caves Castelar e/ou Caves São João.

Dia 25
14h – 17h30  – Workshop de Iniciação à Prova de Vinhos Bairrada. Este curso pretende sensibilizar os públicos para os Vinhos Bairrada. Esta é uma iniciativa dinamizada pelo prestigiado enólogo José Carvalheira, das Caves São João. O curso é limitado a 25 formandos e decorrerá no Museu, entre as 14h e as 17h 30 de sábado.
Curso gratuito mediante pré-inscrição, através do telefone 231 519 780 ou do email: museuvinhobairrada@mail.telepac.pt
16h30 – Lançamento nacional do livro de poesia lírica “Entre a Vinha”, da autoria do prestigiado escritor e poeta Gonçalo Salvado. O livro tem desenhos do artista plástico Rico Sequeira e tem como palestrante e autor do prefácio, Fernando Paulouro. Entrada gratuita com sessão de autógrafos de Gonçalo Salvado.
17h30 – 18h30 – Sessão de Cinema no auditório do Museu. Apresentação do  documentário feito para a RTP2 , “Cruzeiro Seixas – O Vício da Liberdade”, seguido de debate com presença do autor Alberto Serra, do realizador Ricardo Espírito Santo e do director de Arte, José Pedro Rosado . Documentário sobra a vida e obra de uma verdadeira lenda viva do Surrealismo Português – Cruzeiro Seixas. Entrada gratuita e aberta ao público em geral
18h45 – 19h30 – Espectáculo musical protagonizado por crianças e jovens portadores de deficiência mental ou incapacidade, inserido no Festival de Artes da APPACDM de Anadia. Entrada gratuita

Dia 26
15h30 – 3.º Concurso de Sobremesas de Uva Bairrada  para Amadores e Profissionais- entrega de prémios e mostra de sobremesas.
16h30 – Inauguração da exposição “90 Anos de História 90 Obras de Arte”. Entrega de prémios e diplomas do concurso integrado nas comemorações dos 90.º aniversário das Caves São João, sediada em Anadia. Neste âmbito, foi lançado um desafio a alunos do 9.º, 10.º e 11.º anos de escolaridade, para que pintassem rótulos em garrafas que serão mostrados a público neste domingo. Aberto ao público em geral; entrada gratuita.

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

Museu do Vinho Bairrada recebe novas exposições


“Golden Ages – Tributo ao Vinho” é o tema das novas exposições temporárias, inauguradas último sábado, no Museu do Vinho Bairrada, em Anadia. Cinco artistas plásticos de renome internacional (mestre Cruzeiro Seixas, Ana Cristina Leite, Duarte Vitória, escultor Manuel Patinha e Sobral Centeno) vão ter algumas das suas obras expostas neste espaço museológico até ao dia 20 de Novembro.
“Golden Ages” permitiu, pela primeira vez, reunir, em Anadia, cinco nomes grandes das artes plásticas e que, ao longo dos anos, têm marcado fortemente os percursos estilísticos e plásticos de diversas gerações.
Presentes no evento dois dos artistas convidados (Manuel Patinha e Sobral Centeno), assim como Pedro Pita, em representação do Secretário de Estado da Cultura.
Na oportunidade, revelou que o Ministério “acompanha com interesse a programação desenvolvida pelo museu anadiense”, destacando ainda o facto do “museu ter sabido responder à questão: como é que se trabalha artisticamente com a história, o passado e a tradição”.
Já Pedro Dias, director do museu, sublinhou a importância dos vários parceiros (Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Anadia, Associação Rota da Bairrada, Turismo Centro Portugal, Caves São João e muitas outras entidades) que, pela primeira vez, se associaram a um evento desta natureza e importância.
“A autarquia de Anadia e o próprio Museu do Vinho estão bastante voltados para a cultura, já que, a cada cinco meses, é possível assistir a novas exposições, sempre de nomes grandes das artes”, diria o galerista José Sacramento, também presente na cerimónia inaugural. Quanto à ausência de três dos artistas expostos, revelou que o mestre Cruzeiro Seixas, a completar 90 anos, teve um problema de saúde, enquanto que Duarte Vitória casava naquele dia. Já Ana Cristina Leite tinha um filho a ser operado, o que a impossibilitou também de estar presente. Contudo, sobre os autores apenas diria que a obra e alguns dos trabalhos agora expostos falam por si, ou seja, mostram que se trata de artistas de grande currículo, com vasta obra espalhada pelo mundo.
Por seu turno, Vera Fino falaria do mestre Cruzeiro Seixas e da sua ligação profunda às tapeçarias de Portalegre. “É uma honra falar do mestre Cruzeiro Seixas. Um artista completo – escreve e pinta. Nome maior do surrealismo português”, diria.
Vindo directamente da Galiza para a inauguração, Manuel Patinha mostrou-se muito orgulhoso e satisfeito por expor em Anadia. Nascido em Portugal, revelou aos presentes que todo o seu trabalho artístico foi desenvolvido e reconhecido fora de Portugal. Feliz pela presença de tanta gente, dedicou a exposição ao público presente, enquanto que Sobral Centeno avançou ter em exposição alguns trabalhos desenvolvidos na última década.
A terminar, o autarca de Anadia, Litério Marques, satisfeito pela casa cheia, disse ser um indicador de que o público “acredita na qualidade das nossas exposições”, lamentando que mais não se faça por falta de vontade: “o dinheiro não está nas mãos certas. Ele tem que ser regionalizado”, mostrando, com isto, que seria possível fazer mais e de forma diferente se houvesse conjugações de esforços para tal.
Para o edil de Anadia é necessário “criar incentivos e apoios aos artistas”, por forma a que eles também se sintam valorizados.
Ciente de que, desde a primeira hora da abertura deste espaço museológico, a autarquia tem estado a trabalhar sozinha, destacou a importância das parcerias agora estabelecidas: “as exposições têm outro brilho e as parcerias são importantes, pois o Museu é uma casa de Cultura e é nesta base que peço a todos (empresas, associações) para que sigam o exemplo das empresas e instituições parceiras, até porque é um facto incontornável que o Museu é um veículo de comunicação e publicidade, sendo certo de que o esforço das empresas será reconhecido e recompensado”.

Catarina Cerca

Posted in Anadia, Por Terras da Bairrada Comentários

A Jóia do Museu em Aveiro


A Exposição “A Jóia do Museu” vai ser inaugurada, este sábado, dia 17 de Julho, pelas 18h, no Museu Arte Nova.

A exposição “A Jóia do Museu”, comissariada pela designer Filipe Gomes, consiste numa mostra de peças de joalharia contemporânea, resultantes da reinterpretação formal do estilo Arte Nova, desenhadas e produzidas por nove joalheiros nacionais: Alexandra Serpa Pimentel, Ana Margarida Carvalho, Catarina Silva, Dulce Ferraz, Inês Nunes, Inês Sobreira, Liliana Guerreiro, Manuela de Sousa e Rita Botelho.

Patente até 29 de Outubro, a exposição de joalharia poderá ser apreciada no Museu Arte Nova, situado na Rua Barbosa de Magalhães, n.º 9-11 3800-154 Aveiro, de terça a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h às 18h.

Posted in Aveiro, Região Comentários

Pergunta da semana

Um estudo indica que mais de duas doses diárias de álcool por dia aceleram perda de memória. Qual o seu consumo habitual no dia a dia?

View Results

Loading ... Loading ...