Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Tag Archive | "psd"

Anadia: Presidente da Câmara retira pelouros a vereador Litério Marques


Literio-Marques

Na sequência do anúncio do PSD, de que o vereador Litério Marques será o candidato do partido à Câmara Municipal de Anadia nas próximas autárquicas, a presidente da Câmara, Teresa Cardoso, já fez saber que lhe é retirado “o regime de permanência e todas as funções inerentes” ao cargo de vereador. Litério Marques era vereador nas áreas de gestão de obras municipais, gestão da rede de transportes e trânsito, gestão da frota municipal e eficiência energética.

Teresa Cardoso justifica esta tomada de posição depois de Litério Marques ter “repudiado publicamente o MIAP”, movimento independente que este criou e pelo qual foi eleito nas últimas eleições; e após ter sido anunciado como candidato do PSD.

Em comunicado enviado à nossa redação, a autarca acusa ainda o vereador de ter assumido publicamente “uma conduta que demonstra falta de lealdade e de respeito para com todos os autarcas eleitos pelo MIAP”.

O vereador Litério Marques não quis tecer grandes comentários, apenas afirmou que, “conhecendo a presidente como conheço, não estranho esta decisão”.

Posted in Anadia, Bairrada, DestaqueComments (0)

Litério Marques é o candidato do PSD à Câmara Municipal de Anadia


Aos 76 anos, Litério Marques, ex-presidente da Câmara Municipal de Anadia pelo PSD e fundador do MIAP (Movimento Independente Anadia Primeiro) nas últimas autárquicas de 2013, acaba de ser o nome escolhido pelo PSD para se candidatar, de novo, à presidência da Câmara Municipal de Anadia.
A decisão foi tomada esta segunda-feira, durante a reunião da Comissão Política Alargada da Distrital do PSD de Aveiro.
O nome de Litério Marques foi aprovado por unanimidade e aclamação, na sequência da proposta elaborada pela Comissão Política Concelhia de Anadia.

Desencanto com o MIAP. Ao JB, Litério Marques, atualmente vereador do município de Anadia, eleito pelo MIAP, diz-se “desencantado” com a forma de estar deste movimento e que oportunamente explicará as razões desse desencanto.
Mostrando-se muito agradado com a aprovação por unanimidade e aclamação, diz ser reflexo de que “acreditam na minha capacidade e forma de estar”.
Litério Marques, que foi durante 16 anos presidente do município pelo PSD, revela que o seu afastamento do partido e a passagem à condição de “suspenso” por ter criado um Movimento Independente são águas passadas e que já está a tratar de toda a documentação para se tornar novamente militante do PSD.
“O que aconteceu no passado não foi contra o PSD de Anadia. Foi uma situação de recurso que valeu naquela altura. Hoje, não se justifica a existência do MIAP”, diz.
Sublinhando querer unir o PSD, admite que o seu desencanto face ao MIAP teve um peso considerável na sua decisão, referindo que agora “vai ser delineado um projeto encabeçado por mim e na minha experiência enquanto autarca, em colaboração com a Comissão Política Concelhia.”
E acrescenta, “a minha experiência como independente foi nefasta para o concelho. Não me identifico com o MIAP”.

Litério Marques soube assumir os seus erros. Henrique Fidalgo, presidente da Concelhia do PSD, confessa que o facto do nome de Litério Marques ter sido aprovado por unanimidade e aclamação o deixa muito satisfeito na medida em que demonstra que a Comissão Política Alargada da Distrital do PSD de Aveiro “percebeu os fundamentos da nossa estratégia, que são única e exclusivamente a vontade de unir o PSD em Anadia.”
Explicando que a derrota do PSD nas últimas eleições autárquicas se deveu “a uma divisão dentro da própria família social-democrata, provocada pelo extremar de posições”, reconhece também que “foi durante as várias lideranças do PSD na Câmara Municipal e Juntas de Freguesia em Anadia, que o concelho conheceu obra, desenvolvimento e prosperidade, e ganhou reconhecimento interno e externo.”
“É importante realçar que mais do que um nome, a escolha centrou-se em selecionar, de entre vários militantes disponíveis, aquele que melhor preparado está para liderar a Câmara de Anadia: o mesmo homem que foi Presidente de Câmara pelo PSD durante quatro mandatos, fez obra, e deixou uma marca indelével de crescimento e desenvolvimento no nosso concelho.”
Henrique Fidalgo sublinha ainda que o agora candidato Litério Marques “reconhece ao fim de três anos que encabeçou um projeto falhado.” Agora, “soube assumir os seus erros perante a Comissão Política”, mostrando-se disponível para “voltar a estar com o PSD na construção de um projeto ganhador”, acrescentando ser este “um grande exemplo de maturidade e responsabilidade que Francisco Sá Carneiro nos ensinou a ter, enquanto líderes do partido que fundou”, para além de considerar ser igualmente um “sinal claro, de que a política se exerce no tempo, com todos aqueles que estão disponíveis para ajudar o PSD a ser um partido ativo, liderante, e que sabe reconhecer os erros do passado e transformá-los em melhores soluções cujo objetivo estará sempre centrado em colocar Anadia no seu patamar de reconhecimento regional e nacional.”
A Concelhia do PSD de Anadia reconhece em Litério Marques “um estilo muito próprio; uma enorme capacidade de gestão de recursos e gestão autárquica comprovada”.
Catarina Cerca
catarina.i.cerca@jb.pt

Posted in AnadiaComments (0)

Anadia: Litério Marques é o candidato do PSD à Câmara Municipal


Litério Marques, ex-presidente da Câmara Municipal de Anadia pelo PSD e fundador do MIAP (Movimento Independente Anadia Primeiro) nas últimas autárquicas de 2013, acaba de ser o nome escolhido pelo PSD para se candidatar, de novo, à presidência da Câmara Municipal de Anadia.
A decisão foi tomada na última segunda-feira, durante a reunião da Comissão Política Alargada da Distrital do PSD de Aveiro.
O nome de Litério Marques foi aprovado por unanimidade e aclamação, na sequência da proposta elaborada pela Comissão Política Concelhia de Anadia.
Em declarações ao JB, Litério Marques, atualmente vereador do município de Anadia, eleito pelo MIAP, diz-se “desencantado” com a forma de estar do MIAP e que oportunamente explicará as razões desse desencanto.
Já Henrique Fidalgo, presidente da Concelhia do PSD, confessa que é importante realçar que mais do que um nome, a escolha se centrou em selecionar, “aquele que melhor preparado está para liderar a Câmara de Anadia: o mesmo homem que foi Presidente de Câmara pelo PSD durante quatro mandatos, fez obra, e deixou uma marca indelével de crescimento e desenvolvimento no nosso concelho.”
(leia a reportagem completa na edição do JB de 12 de janeiro)

Posted in AnadiaComments (0)

Anadia: Negociação dos terrenos e edifícios escolares preocupa vereadores do PSD


A pouca evolução na negociação/permuta dos terrenos e antigos edifícios escolares (EB2/3 e Secundária) de Anadia que a Câmara Municipal mantém com a tutela estão a deixar os vereadores do PSD preocupados.
Na última reunião de executivo, realizada no passado dia 28 de dezembro, a vereadora Lígia Seabra (PSD) voltou a trazer este assunto para cima da mesa, recordando que decorrido que está mais um ano, é preciso fazer um ponto de situação e saber quais as diligências que têm sido realizadas pela autarquia, junto do Governo, para resolver esta situação.
Na ocasião, a edil Teresa Cardoso confirmou ter já na sua posse uma avaliação enviada pela Direção-geral do Património do Estado que será agora analisada e discutida. “Pessoalmente não concordo com a avaliação feita. Teremos de apresentar uma contraproposta”, explicou, já que sobre os montantes apresentados (que não revelou) diz serem “absurdos” face à desvalorizaçãos dos imóveis.
A seu ver, a proposta da tutela “sobreavalia os edifícios” que se encontram em avançado estado de degradação.
De facto, as instalações das antigas EB 2/3 e Secundária de Anadia estão votadas ao mais completo abandono.
Quem passa por uma ou outra escola – desativadas em setembro de 2015, com a abertura da nova Escola Básica e Secundária de Anadia – facilmente se apercebe da degradação de ambos os equipamentos que se têm tornado espaços inseguros e de delinquência.
Em causa está não só o destino a dar a estes dois equipamentos (EB 2/3 e Secundária) mas também a permuta de terrenos, entre a tutela e a autarquia, que se prolonga desde a construção da nova Escola Básica e Secundária de Anadia, em terrenos cedidos pelo município.
CC

Posted in AnadiaComments (0)

PSD Anadia: Deputados sem confiança política continuam a integrar grupo municipal


O Conselho de Jurisdição Distrital (CJD) do PSD já se pronunciou sobre o polémico caso da retirada da confiança política por parte da Comissão Política de Secção do PSD de Anadia a quatro deputados da Assembleia Municipal, eleitos pelo PSD, contrariando nas respostas dadas a vontade da Comissão Política de Secção do PSD de Anadia de ver nomeado um novo líder para o seu grupo municipal que passaria também, segundo a sua vontade, a ser constituído apenas por quatro deputados.

Respostas a muitas dúvidas. Na missiva de resposta aos seis pontos colocados pelo líder da bancada do PSD, José Manuel Carvalho, o CJD avança que os quatro deputados municipais, eleitos pelo PSD, nomeadamente, José Manuel Carvalho (líder da bancada municipal), João Nogueira de Almeida, Ricardo Manão e Sara Seabra dos Reis, a quem foi retirada a confiança política, devem continuar como membros daquele grupo municipal na Assembleia Municipal de Anadia.
Segundo a CJD “os deputados e os eleitos em listas do Partido para as Assembleias das Autarquias comprometem-se a conformar os seus votos no sentido decidido pelo Grupo que integram” e que, por isso, “a Comissão Política de Secção, havendo Grupo Municipal constituído regularmente, não deve, ela mesmo, nomear novo líder desse Grupo Municipal em exercício de funções, substituindo-se ao mesmo nessa nomeação.”
Para o CJD, não restam dúvidas que “a CPS não pode inibir os membros da Assembleia Municipal eleitos, das funções que exercem por força do mandato que receberam diretamente dos eleitores”, acrescentando que “os membros da Assembleia Municipal eleitos pelo PSD, ainda que deixem de integrar o Grupo Municipal do PSD na Assembleia Municipal, não deixam de ser representantes eleitos pelo partido a que se candidataram, devendo nessa qualidade exercer o mandato nesse órgão autárquico.”
Na missiva lê-se ainda que “as Comissões Políticas de Secção apenas podem dar “orientações políticas gerais”, não lhes cabendo, no entanto, impor sentidos de voto aos Grupos Municipais regularmente constituídos.”
A José Manuel Carvalho, que para além de líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal é também presidente da Assembleia de Freguesia de Avelãs de Cima, a CJD esclarece que “a deliberação de retirada de confiança política, sendo matéria de opção política do foro interno do partido em cujas listas se candidatou, não interfere com a legitimidade eletiva em que se funda o exercício do cargo de presidente da AF.” A CJD considera ainda que, enquanto líder de bancada e ao abrigo dos Estatutos Nacionais do PSD, José Carvalho, “Coordenador do grupo de Lista da Assembleia Municipal”, deveria, pelo menos, tomar conhecimento da marcação das reuniões da Comissão Política de Secção, o que não aconteceu relativamente à reunião da CPS, realizada a 18 de maio e que ditou a perda de confiança política dos quatro deputados.
Recorde-se que os quatro elementos receberam, recentemente, uma carta da estrutura local a dar conta da retirada da confiança política, bem como dos argumentos que estiveram na sua base, acusando-os de, em várias situações, perante outros militantes do partido, não aceitarem indicações de voto, nem qualquer orientação política ou definição de estratégia por parte da Comissão Política.
Posteriormente, em conferência de imprensa, os três presidentes de junta eleitos pelo PSD (Fernando Fernandes, autarca de Arcos/Mogofores; Manuel Veiga, de Avelãs de Cima e César Andrade, de Avelãs de Caminho) aliaram-se aos quatro deputados e disseram estar completamente solidários com os deputados a quem foi retirada a confiança política.

“Matéria exclusiva à vida interna do partido”, diz Henrique Fidalgo. A JB, Henrique Fidalgo, presidente da Comissão Política de Secção do PSD de Anadia, apenas refere existirem “matérias que dizem respeito única e exclusivamente à vida interna do partido”. Por isso, não se mostrou disponível “para patrocinar a exposição pública do partido, muito menos com aqueles que não aceitam a derrota e têm uma completa ausência de espírito democrático”, terminando, dizendo que, “o PSD Anadia está já concentrado no projeto autárquico de 2017, e é aí que iremos investir toda a nossa energia, não perdendo tempo com questões acessórias.”
Catarina Cerca

Posted in Anadia, BairradaComments (1)

PSD Anadia: Henrique Fidalgo toma posse


No passado dia 1 de julho, o Salão Paroquial da Freguesia de Sangalhos recebeu a presença de muitos militantes, amigos e simpatizantes, para a tomada de posse dos órgãos da Comissão Política de Secção do PSD de Anadia para o biénio 2016-2018.
Segundo comunicado enviado pela CPS ao Jornal da Bairrada: “com uma presença solidária em massa da Distrital do PSD, à cabeça com o presidente Salvador Malheiro, os deputados António Topa e Bruno Coimbra, muitos presidentes de Concelhias do PSD, autarcas do concelho e dos concelhos vizinhos, formaram uma moldura institucional que muito engrandece o quadro político anadiense.”
Esta foi uma tomada de posse que marcou também o arranque oficial de um trabalho de terreno da comissão autárquica do PSD/Anadia, recém criada, e que Henrique Fidalgo apresentou como “uma estrutura de proximidade que está já no terreno a preparar as próximas autárquicas de 2017”.
O presidente do PSD Anadia mostrou-se preocupado com o futuro do município, dizendo que “é necessário devolver a Anadia o fulgor de outros tempos. Hoje não somos capazes de atrair empresas, emprego e desenvolvimento económico”, continuou dizendo que “o PSD Anadia é uma maioria silenciosa que está na hora de se fazer ouvir”.
No comunicado lê-se ainda que Henrique Fidalgo afirmou que “o PSD de Anadia, conta já com muitos apoios vindos de vários quadrantes políticos do nosso concelho, inclusivamente do movimento independente; “somos um partido, aberto e integrador, e todos os que queiram trabalhar pelo PSD serão sempre bem-vindos”.
Por seu turno, Filipe Sério, presidente da JSD de Anadia, teve um discurso coerente e duro, para todos aqueles que se querem afirmar na política sem ganhar eleições. O comunicado avança que Filipe Sério se dirigiu a alguns críticos afirmando que “primeiro, é preciso ganhar eleições no partido” e depois “é preciso trabalho, força e elevado espírito democrático”. Não deixou de elogiar Henrique Fidalgo, e deixou a disponibilidade da sua equipa para um trabalho que se prevê exigente e desafiante na procura de uma maior proximidade com todos os anadienses, revela ainda a missiva.
Salvador Malheiro, líder da Distrital de Aveiro, veio a Anadia expressar a sua gratidão para com Anadia. “Anadia que esteve sempre ao lado da Distrital e agora a Distrital não deixará de estar ao lado de Anadia!” Na opinião de Salvador Malheiro, “Anadia transporta a história do PSD desde a sua génese e faz caminho político que não nos passa despercebido, – “sabemos bem como trabalham, como se relacionam e como vão construir um caminho de futuro”.
No comunicado enviado ao nosso jornal pela CPS do PSD de Anadia, Salvador Malheiro disse ainda ser importante “que se consigam entender bem os sinais da democracia, e que se respeitem todos aqueles que querem fazer parte de um projeto político”. Para Salvador Malheiro, Henrique Fidalgo ganhou as eleições, e agora é tempo de construir um futuro novo, um futuro que em sua opinião, “vai devolver ao PSD Anadia, uma câmara municipal histórica”, refere a missiva.
A terminar, houve tempo ainda para um espumante de honra e um agradável momento de convívio, como forma de reconhecimento e agradecimento a todos aqueles que não deixaram de marcar presença.
Henrique Fidalgo era, no final da noite, um homem emocionado, não deixando de confessar que “Este é o meu PSD! O PSD com o qual me identifico e para o qual vale a pena lutar”.

Posted in Anadia, BairradaComments (0)

Plenário de militantes do PSD retira confiança política ao presidente da Câmara de Oliveira do Bairro


mario joao oliveira_entrevista

O plenário de militantes do PSD de Oliveira do Bairro retirou, na madrugada de sábado, a confiança política ao presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Mário João Oliveira. A moção da retirada de confiança política – o que aconteceu pela primeira vez na história do concelho de Oliveira do Bairro com um presidente de Câmara – foi aprovada em plenário do PSD com 33 votos a favor, três contra e dois em branco.
A moção foi apresentada pelo militante do PSD que também é deputado na Assembleia Municipal, Marcos Martins. Entre outras imputações, o Presidente da Câmara é acusado de inércia, desprezo e de desrespeitar causas maiores.

Leia a reportagem completa na próxima edição do Jornal da Bairrada.

Posted in Bairrada, Destaque, Oliveira do BairroComments (0)

PSD Anadia: Henrique Fidalgo reconduzido na presidência da Concelhia


Henrique Fidalgo venceu, no último sábado, as eleições para a Concelhia de Anadia do PSD, derrotando Jorge São José, que encabeçava a lista adversária.
Este que terá sido um dos mais concorridos atos eleitorais dos últimos anos, levou às urnas 607 militantes de um universo de 822 inscritos e em condições para exercer o voto.
Com as urnas abertas das 14 às 20h, os militantes optaram por reconduzir Henrique Fidalgo no cargo de presidente da Concelhia. Foram 322 os militantes que votaram na lista B que liderava, “Anadia com Futuro”. Mas o seu adversário, Jorge São José, que encabeçava a lista A “Unir Anadia”, obteve 267 votos, ou seja, apenas 55 votos separaram o vencedor do vencido.
Esta foi também uma das mais disputadas eleições dos últimos anos, com ambas as candidaturas a terem grande presença nas redes sociais, nomeadamente no facebook, onde foram surgindo algumas críticas sobretudo pela deslocalização da eleição da sede da Concelhia, em Anadia, para a Casa do Povo de Vilarinho do Bairro e pela presença, no dia das eleições, de uma tarja com propaganda eleitoral, pendurada numa das paredes exteriores da Casa do Povo a apelar ao voto na lista B.
A este respeito, Henrique Fidalgo avança que “o PSD é do concelho e não apenas de Anadia” e que o ato eleitoral foi deslocalizado para a Casa do Povo porque tinha condições para acolher umas eleições que se adivinhavam bastante participadas.
“A sede do PSD, como se sabe, não reúne condições, nomeadamente espaço, para albergar um ato eleitoral com grande afluência. A decisão desta mudança foi consensual entre a Mesa e a Comissão Política, à semelhança de outras eleições deste partido que já decorreram na Curia ou até mesmo em Vilarinho do Bairro, noutras ocasiões”, explicou, acrescentando que “às 20h, hora de encerramento da votação, estavam cerca de 100 pessoas na fila, que dadas as condições logísticas, puderam exercer o seu direito de voto”.
Relativamente à propaganda eleitoral, Henrique Fidalgo defende-se dizendo que “os estatutos do partido são claros relativamente ao facto de poder ser feita campanha no próprio dia. O único impedimento que existe é dentro do local da votação”. No entanto, sublinha a denúncia realizada à GNR, por elementos da Lista A, que esteve no local e terá percebido que “não existia nenhuma ilegalidade, daí a faixa ter continuado no local”, explica.

Vitória com múltiplas leituras. A JB fala ainda da enorme satisfação pelo resultado, fazendo um agradecimento a todas as pessoas que deram força, rosto e caráter ao projeto “Anadia com Futuro” e conclui que o PSD Anadia sai claramente reforçado destas eleições.
“Espero que a partir de hoje não existam Listas no PSD Anadia, mas sim uma força comum para conseguirmos ganhar os desafios políticos que se avizinham.” Contudo, admite que esta vitória tem múltiplas leituras políticas, “tendo em conta os acontecimentos passados, e as pessoas que foram rosto dos projetos, ou que se esconderam e trabalharam na sombra.” Diz não ser “uma vitória contra ninguém”, mas ao mesmo tempo deixou claro, que a família social-democrata de Anadia “sabe bem distinguir entre quem anda na política para servir o partido ou servir-se dele”.

“Comportamentos eticamente duvidosos”. Por seu turno, Jorge São José, que encabeçou a lista A, derrotada neste ato eleitoral, diz que a vitória lhe fugiu por “uma estreita margem (44% contra 53%) de votos”.
Sobre as eleições propriamente ditas, regista “a forma positiva, o civismo e a paciência de todos os militantes”, todavia, lamenta que “num partido que faz da ética política a sua bandeira, se tenha permitido que as eleições em Anadia ficassem manchadas por comportamentos eticamente duvidosos, que se pensava só existirem em países do terceiro mundo”. O candidato refere-se em concreto à marcação das eleições em Vilarinho do Bairro, pelo Presidente da Mesa da Secção de Anadia e pelo Presidente da Mesa da Assembleia Distrital de Aveiro, sabendo os dois, que tal obrigaria muitos militantes a percorrerem mais de 50 quilómetros para poderem votar”, mas também pelo presidente da Mesa da Secção de Anadia “apenas permitir o funcionamento de uma Mesa Eleitoral, o que fez com que os militantes (muitos deles, idosos) tivessem de aguardar, em média, mais de uma hora para exercerem o direito de voto e alguns mesmo a irem-se embora por não terem condições físicas para esperar em pé ou devido a compromissos inadiáveis.”

Comissão Política: Presidente: Henrique Fidalgo; Vice-Presidente: Artur Salvador; Vice-presidente: Lídia Ribeiro; Secretária: Anabela Melo; Tesoureiro: Victor Tavares; Vogais: Graciete Crasto, Henrique Rodrigues, Hernâni Moreira, José Luís Maia, Lídia Oliveira, Paulo Nogueira, Rui Santiago, Sérgio Aidos, Victor Pires, Licínio Simões, Maria Manuela Lopes, Joana Catarina Ribeiro.
Mesa de Assembleia: Presidente: Lígia Seabra; Vice-Presidente: José Gonçalves; Secretário: Paulo Costa e Secretária: Margarete Varandas.
Catarina Cerca

Posted in Anadia, BairradaComments (0)

Salvador Malheiro vence distrital do PSD


Salvador Malheiro venceu a corrida à Comissão Permanente Distrital do PSD com 3274 votos, contra 2040 da lista A.
Dos 19 concelhos do distrito de Aveiro, a lista de Salvador Malheiro ganhou 14, incluindo a capital, enquanto a lista de Ulisses Pereira obteve a vitória em cinco.
O elenco apresentado por Salvador Malheiro obteve diferenças significativas nas votações em Arouca (8-213), Oliveira de Azeméis (30-346), Ovar (20-513), Vale de Cambra (5-74) e Murtosa (13-46).
A sul do distrito, a lista B venceu em Águeda (46-77), Albergaria (2-63), Anadia (260-313) Estarreja (9-73),ílhavo (27-62), Mealhada (4-91), Oliveira do Bairro (26-132). Sever do Vouga, com apenas 44 votantes em 84 inscritos, teve a votação mais renhida: 21 votos na A, e 22 na B (1 branco). A secção da cidade-sede do distrito seguiu a tendência da maioria: 191-436.
A lista encabeçada por Ulisses Pereira venceu nas urnas de Castelo de Paiva (137-38), Espinho (212-70), Vagos (231-106) S. João da Madeira (253-217) e Santa Maria da Feira (565-393).
Nas eleições dos órgãos distritais do PSD votaram 5380 militantes de 7805 inscritos.
O novo líder da distrital do PSD, já disse tratar-se de “uma vitória da militância de base” e prometeu que sob a sua direção, o órgão do partido será aberto a todos os militantes e estará empenhado no terreno em conquistar mais câmaras para o PSD nas próximas eleições autárquicas.

Posted in Bairrada, RegiãoComments (0)

PSD/Aveiro: Listas concorrentes integram bairradinos


É já este sábado, dia 5 de março, que se saberá quem é o próximo presidente da Distrital do PSD de Aveiro. Haverá duas listas a concorrer à sua liderança, uma liderada por Ulisses Pereira e a outra por Salvador Malheiro. Saiba quem são os bairradinos que integram ambas as listas.

 

Ulisses Pereira:

Sérgio Lopes – Oliveira do Bairro

Silvana Marques – Anadia

Carlos Pinheiro – Mealhada

Silvério Regalado – Vagos

Nuno Moura – Vagos

Dulcínia Sereno – Vagos

Luís Tendeiro – Águeda

Amílcar Pereira – Oliveira do Bairro

Paulo Oliveira – Anadia

 

Salvador Malheiro:

Rui Cruz – Vagos

Henrique Fidalgo – Anadia

Bruno Coimbra – Mealhada

Hilário Santos – Águeda

António Mota – Oliveira do Bairro

Anabela Melo – Anadia

Paulo Matos – Águeda

Graciete Crasto – Anadia

Posted in Aveiro, Bairrada, RegiãoComments (0)

SFImobiliaria

Blogues recomendados


Cagido

PROFESSORA PALMIRA, ONTEM, HOJE E SEMPRE # 2
   Em cada um de nós houve professores e professoras, que nos marcaram mais …


Notícias de Bustos

ADEUS!
Chegou o momento da despedida. O blogue “Notícias de Bustos” termina a sua …


Portal de Nariz

RECORTES DO QUOTIDIANO – A Nova etapa do Portal de Nariz
VEJA AQUI A NOVA PÁGINA DO PORTAL DE NARIZ

Pergunta da semana

É assinante do Jornal da Bairrada?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com