Nariz

XX Aniversário da Associação Desportiva de Nariz

Foi no dia 5 de Maio de 1982 que um grupo de corajosos narienses entre eles, Dr. Belarmino, Arnaldo Lopes, António Loureiro, Manuel Barreto, Amador Lopes, e na elaboração dos estatutos Dr. António Cura, fundaram A.D. Nariz. Homens estes que queriam promover o desporto e a cultura, a intenção era desenvolver esta pacata freguesia.
Mas, infelizmente, não passou das intenções, não por culpa destes briosos homens, mas sim por falta de união e bairrismo de que esta freguesia muito carece e a Associação ficou no esquecimento até ao ano de 1996, onde então uma direcção, eleita pelos antigos sócios e descendentes, se comprometeram a levar para a frente os destinos da A.D. Nariz. Alguns directores do tempo eram António Alves, Manuel Casimiro, Armando Grave, Manuel António, António Barros e outros mais.
Tem sido a A.D. Nariz um emblema que já deu a conhecer ao nosso país, e até em Espanha, que Nariz existe.
Só tenho pena é que, passados 20 anos, a união e o bairrismo ainda sejam o mesmo ou pior. E assim é, à custa de muita carolice de três ou quatro pessoas, que não vale a pena mencionar, que a A.D. Nariz ainda está viva.
Mas como não queremos desistir, vamos levar para a frente a A.D. Nariz com a comemoração do XX Aniversário, cujo o programa é o seguinte:
Dia 7 de Abril: Tiro ao alvo.
Dia 25 e 28 de Abril: Torneio de Ténis de Mesa.
Dia 5 de Maio : 10 horas, jogo de solteiros(as) e casados(as);
12h30 – Almoço de aniversário para todos os inscritos e convidados;
15h00 – Início dos jogos tradicionais populares;
17h00 Exibição da classe de ginástica Aeróbica Feminina do CCD Nariz;
18h00 – Encerramento, com entrega de prémios e lembrança.
A direcção pede a todos os narienses e sócios que se inscrevam a participem nas actividades desportivas e no almoço convívio.
Todos por um clube maior.

(11 Abr / 16:34)

Manuel Casimiro

Nariz

Nariz
Motocross

No próximo domingo, 2 de Junho, vai realizar-se uma prova de motocross, que decorrerá nos terrenos da Cerâmica de Nariz, com início marcado para as 15 horas.
Quem organiza é a Comissão de Festas de Nossa Senhora do Rosário de 2002, com o objectivo de angariação de fundos.

(30 Mai / 12:14)

Nariz

Nariz

Programa de Exposições

Nos próximos dias 29 e 30 de Junho, o conhecido artesão Adelino Nunes Aires irá promover a sua 7.ª Grande Exposição de Artesanato Naval e Arte Sacra, que terá lugar no salão nobre do edifício – sede da Junta de Freguesia, sito no Largo de São Pedro em Nariz, com o apoio da Junta de Freguesia, Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Câmara Municipal de Aveiro, e muitos anónimos.
Aquela mostra patenteará a grande colecção daquele artesão, que já foi objecto de muitos e variados prémios e de muitas, riquíssimas e proeminentes exposições. Irá no entanto apresentar novos trabalhos, inseridos no âmbito naval, que inclui a cerimónia do baptismo e a benção de duas novas embarcações, seguida do tradicional “bota-a-baixo”. Também apresentará novas peças de Arte Sacra. Relativamente ao artesanato naval, a exposição demonstrará os ambientes marítimo e fluvial – muitos barcos e navios, construídos manualmente, muitas obras de arte Sacra, e muitos e variados instrumentos ligados à faina marítima e outras componentes com ela relacionadas.
Estarão presentes neste importante evento, além dos convidados, as escolas, associações, entidades oficiais e público em geral. Também irão estar presentes as duas jovens alunas, que de há algum tempo a esta parte, aderiram ao grande projecto e desiderato daquele conceituado artesão: A Joana Rita Carvalho Coelho, de oito anos, e a irmã, Dina Adriana Carvalho Coelho, de 12 anos. Aquelas jovens, residentes no lugar da Vessada, freguesia de Nariz, têm em comum o gosto pela pintura e são as aprendizes mais recentes de Adelino Aires, um artesão de Nariz, que se dedica à construção de barcos em miniatura e ao restauro de todo o tipo de peças, incluindo as que se relacionam com a Arte Sacra.
Aos 55 anos de idade, Adelino Aires é um “homem dos sete instrumentos”. Restaura e constrói peças novas em madeira, gesso, ferro e cobre. Dos trabalhos que produz e que fazem parte da sua vastíssima colecção, os que mais sobressaem são os barcos em madeira. Falamos de miniaturas, construídas à escala e de um rigor extremo e admirável. Referimo-nos às caravelas, cruzeiros e barcos de pesca. É um gosto que lhe ficou dos tempos em que andou embarcado. Destacamos da sua grande colecção três obras primas, únicas, e de um grande rigor na sua concepção o que deixa atónito o mais entendido sobre a matéria. Atrevemo-nos a realçar os navios “Bérrio”, “S. Gabriel” e “S. Rafael” – que, até pelas suas dimensões, são dignos de realce. Atente-se, que em relação ao “Bérrio”, da concepção até à sua conclusão, foram despendidas 6.400 horas de trabalho.
O Programa da Exposição é o seguinte:
Dia 29 de Junho – 15:00 horas: Inauguração da exposição, que inclui o baptismo e benção de duas novas embarcações e de novas peças de Arte Sacra, e abertura ao público, às escolas e instituições;
Dia 30 de Junho – 09:00 horas: Reabertura da Exposição que encerrará às 21:00 horas – dia dedicado ao público em geral

(26 Jun / 9:04)

Leave a reply

Primeira Página

O JB no Facebook

Newsletter do Jornal da Bairrada

As notícias que contam, na sua caixa de email. Subscreva!

A sua subscrição foi recebida com sucesso!