A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou ontem que constituiu arguido um homem, de 52 anos, suspeito de ter raptado e violado uma mulher, de 44 anos.

Os crimes terão ocorrido na madrugada da última segunda feira, no recinto onde se realiza a feira semanal da Palhaça, em Oliveira do Bairro.

Segundo a PJ, o arguido e a vítima, que se conheciam há alguns anos, mas “não tinham qualquer relação de convívio regular”, encontraram-se ao princípio da noite na via pública, em circunstâncias meramente casuais.

De acordo com a mesma fonte, a vítima estava “sozinha e aparentemente embriagada” e terá sido convencida pelo agressor a entrar no seu carro para a levar até casa.

“Ao invés disso, aproveitando a sua vantagem cognitiva sobre ela, o arguido levou-a para um local isolado de habitações, onde acabaria por agredi-la a murro, obrigando-a sob constrangimento físico a manter relações sexuais com ele”, adianta a PJ.

O arguido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de apresentações bissemanais no posto policial da área de residência e proibição de contactar a vítima.