O “encanto nocturno” da Mata Nacional do Buçaco é apreciado terça feira por 60 pessoas, em noite de lua cheia, numa visita guiada pelos recantos do “pulmão verde” finalista das “7 Maravilhas Naturais de Portugal”.

“Venha ver as estrelas da Porta do Céu” é o desafio lançado com o objectivo de mostrar “o encanto da mata à noite”, pela Fundação Mata do Buçaco, que, face à elevada procura, acabou por aceitar o dobro das inscrições inicialmente previstas e decidiu programar para Setembro uma segunda visita.

O presidente da Fundação Mata do Buçaco, António Jorge Franco, disse hoje à Lusa que, à noite, “consegue-se ver sombras diferentes das do dia, ouvir o ruído de certos animais e possivelmente ver até morcegos e, a partir de miradouros, olhar o céu de outra forma”.

A visita guiada inicia-se às 22:00, junto ao Convenço de Santa Cruz do Buçaco.

“A mata tem um enorme encanto durante o dia mas também à noite, é um lugar onde se está sempre a descobrir coisas”, considerou, referindo que a visita guiada demora cerca de uma hora e meia e inclui a passagem por pontos de interesse botânico, via-sacra, miradouros e Portas de Coimbra.

António Jorge Franco realçou os “pontos fortes” do Buçaco, não só a nível botânico mas também histórico, como a via-sacra, considerada “única no mundo, fiel réplica de Jerusalém”.

A via sacra do Buçaco inclui os últimos dias da vida de Cristo, representados em 20 passos (os da Prisão mais os da Paixão), em pequenas capelas, e foi erguida pela ordem religiosa dos Carmelitas Descalços, no século XVIII.

“Esta mata é um viveiro mundial, tem espécies de todo o mundo, algumas raras, pelo porte e idade. Aqui está também a história de Portugal, foi cá que se deu a batalha contra as invasões francesas”, sublinhou.

A Mata Nacional do Buçaco é um dos locais finalistas do concurso “7 Maravilhas Naturais de Portugal”, que serão conhecidas dia 11 de Setembro, na ilha de S. Miguel, Açores. A votação termina quatro dias antes.