Rui Marqueiro obteve 182 (73%) votos contra os 68 (27%) conquistados por António Jorge Franco nas eleições diretas desta sexta-feira, dia 7 de dezembro, para a escolha do candidato do Partido Socialista à Câmara da Mealhada, nas autárquicas do próximo ano.

À semelhança do que aconteceu para as eleições da concelhia, em junho deste ano, Rui Marqueiro defrontou e voltou a ganhar a António Jorge Franco, que partia para estas eleições com o apoio do presidente da Câmara e da maior parte dos elementos da vereação.

Em declarações ao Jornal da Bairrada, logo após estarem apurados os votos, Rui Marqueiro destacou a “vitória muito expressiva”, e “saborosa, que dedico por inteiro ao secretariado Distrital do PS, para que saboreiem também”, ironizou, num claro ataque à estrutura distrital que anteriormente, no seio local do partido, foi acusada de promover a candidatura de António Jorge Franco.

“Agora há que organizar as equipas e preparar o plano de ação para as autárquicas”, disse Marqueiro, não avançando com qualquer nomes para a futura equipa. “Vamos tentar escolher os melhores elementos para as funções a desempenhar”. Quanto à atual equipa do executivo, o também presidente da concelhia e antigo presidente da Câmara refere apenas que “Carlos Cabral não pode recandidatar-se e quantos aos restantes quatro vamos ver se têm capacidade para as funções a desempenhar, se não tiverem não têm, não é obrigatório que continuem”.

Em junho passado, Marqueiro conseguia 76,5 por cento dos votos para a concelhia, deixando Franco com 23,5 por cento. Agora, nas eleições para a escolha do candidato do partido à Câmara, Marqueiro atingiu os 73 por cento, deixando o outro candidato nos 27 por cento.

JPT