Um computador portátil vai, com certeza, fazer as delícias do pequeno Diogo, de 12 anos.
O menino, doente oncológico, residente na Cerca, Avelãs de Cima, necessitava de um computador para o ajudar nas tarefas escolares e no tempo de lazer.
A “prenda” oferecida na última reunião de Câmara pelo executivo anadiense surgiu no seguimento de um apelo feito ao presidente da Câmara por Rosa Maria Gomes, mãe da criança.
O pequeno Diogo que, este ano, se encontra a frequentar o 5.º ano da Escola Básica 2/3 de Anadia, tinha um computador portátil, oferecido por familiares (tios), que ficara na escola durante as férias do carnaval, para colocação de novos programas e conteúdos. Mas como a escola foi alvo de um assalto, o computador do Diogo encontrava-se entre o material furtado.
Na carta enviada à Câmara, a mãe revela que, sendo a família de poucos recursos, não poderia adquirir um novo equipamento, apelando a uma ajuda por parte da autarquia.
Por outro lado, como o computador não fazia parte dos bens materiais/património da escola, também não poderia ser comprado por esta, ao abrigo do seguro.
O Diogo, que precisa de fisioterapia diária e já foi submetido a diversas cirurgias, assim como a inúmeros tratamentos de quimioterapia, tem no computador um amigo com que pode brincar e aprender, já que fisicamente apresenta grandes limitações de locomoção.
Rosa Maria Gomes diz que o computador “com jogos e programas adaptados à sua incapacidade” é o único hobby que o Diogo tem, para além de ser uma grande ajuda nas tarefas e trabalhos escolares.
“Como com a doença perdeu muita visão, o computador ajuda-o muito”, acrescenta.
A carta, que tocou todos os membros do executivo, levou a que fosse aprovada, por unanimidade, a aquisição de um novo computador que irá ajudar Diogo, daqui para a frente.
A entrega foi realizada na última quarta-feira, dia 24 de abril.

Catarina Cerca