Caiu o pano sobre o principal campeonato da Associação de Futebol de Aveiro. A última jornada não trouxe grandes surpresas. A subida de divisão ao Campeonato Nacional de Seniores estava garantida pelo Lusitânia de Lourosa. A equipa de Martelinho venceu no terreno do Alba B e terminou o campeonato sem derrotas, tendo apenas sofrido cinco empates, num registo de 29 vitórias, 99 golos marcados e apenas 16 sofridos. A par do FC Porto, poucos clubes se podem gabar deste feito. Notável.
O seu mais direto perseguidor, a Sanjoanense, veio a terras da Bairrada vencer o Mealhada, que com esta derrota desceu uma posição, acabando o campeonato na 10.ª posição. Para um clube que sentia sempre dificuldades em manter-se entre os grandes do futebol distrital aveirense, numa época que desciam tantas equipas, a classificação final acaba por ser um excelente prémio para um clube que nos últimos anos tem vindo a apostar na prata da casa.
O Carregosense terminou o campeonato em 3.º lugar. Logo atrás aparece o Fiães, que perdeu em casa com o Canedo. A 4.ª posição era uma ambição do Águeda, mas o Milheiroense, sem adversário na última jornada, que também estava na corrida, acabou por vencer no reduto dos Galos do Botaréu.
A equipa de Fernando Pereira terminou a competição no 6.º lugar.
Com quatro vitórias nos últimos cinco jogos, o Mourisquense derrotou em casa o Paços de Brandão. Depois dos sobressaltos ao longo da época, a equipa de Carmindo Dias acreditou sempre que era possível alcançar a manutenção, acabando o campeonato no 9.º lugar.
Depois de cinco derrotas consecutivas e com o seu futuro há muito decidido, o Fermentelos acabou o campeonato da melhor maneira e com dignidade, ao vencer no terreno do Paivense, numa partida recheada de golos (3-4).
Também com o seu destino traçado, o Calvão foi goleado (4-0) na Gafanha. A equipa de Carlos Miguel, antigo treinador do Oliveira do Bairro, acabou por fazer uma excelente segunda volta, tendo terminado na 7.ª posição.
Na última vaga para a não descida de divisão, o Cucujães não desperdiçou o fator casa, venceu o S. Roque, e conseguiu a tão almejada manutenção. O Canedo, que também estava na corrida, apesar da vitória em Fiães, não evitou a descida.
Contas feitas, descem para a 2.ª Divisão Canedo, Paços de Brandão, Mansores, Fermentelos, Alba B, Calvão e São Roque, com a particularidade de terem descido os quatro clubes que na época passada subiram de divisão.
Na próxima época, o campeonato, que ainda não se sabe em que moldes será disputado, irá contar com alguns dos históricos filiados na Associação de Futebol de Aveiro. Um deles, que ressalta à vista, pelos anos que esteve nos campeonatos nacionais, é o Oliveira do Bairro, que terá a companhia do Alba, Avanca e União de Lamas, equipas que também desceram e, obviamente, vão lutar por regressar às competições nacionais na próxima temporada.

II DIVISÃO

CAMPEÃO.1-Acabou o sonho para o Famalicão de se sagrar campeão da 2.ª Divisão. Num jogo em que quem ganhasse garantia o “caneco”, a equipa bairradina deslocou-se ao campo da Barrinha para defrontar o Esmoriz. A equipa vareira, que ainda tem mais um jogo, sábado no terreno do Valonguense, acabou por levar a melhor com um golo solitário marcado praticamente no final da primeira parte. O Esmoriz é o novo campeão secundário. Não oscilou em casa e “sacou” um ponto em Famalicão.

PROMOÇÃO.1-A jornada foi também aziaga para o Oiã que, mesmo sem jogar, ficou de fora das contas da subida. Para os bairradinos terem hipóteses, o Soutense não podia pontuar no terreno da Ovarense. O empate registado a dois golos no final, deixou o Oiã fora da luta. A equipa de José Carlos Tentativa joga este domingo em casa com a Ovarense, apenas para cumprir calendário. O Soutense ficará à espera que os vareiros não pontuem para ser campeão. A Ovarense terá de ganhar.