A Polícia Judiciária, em ação levada a cabo pelo Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, na sequência de uma investigação que já vinha decorrendo há alguns meses, procedeu à detenção de uma suspeita da prática do crime de exercício ilícito de segurança privada, em Águeda, anunciou a PJ, em comunicado, esta quarta-feira, dia 5.
 
De acordo com a mesma fonte,  o crime em investigação era cometido nas instalações de uma grande empresa no concelho de Águeda, verificando-se a execução de serviços de segurança, nomeadamente controle e registo de entradas, revista de viaturas, sem para o efeito existir alvará para a prestação de serviços de segurança privada, não possuindo assim as condições legalmente exigidas para o exercício da atividade a que se dedicava.
 
No decorrer de buscas realizadas às instalações da empresa, foram apreendidos inúmeros documentos que comprovam as relações contratuais e a prestação de serviços de segurança. 
 
A detida foi presente às competentes autoridades judiciárias na Comarca de Aveiro e as investigações prosseguem no sentido de identificar todas as situações e envolvidos nos factos apurados, diz a Polícia Judiciária.