É já amanhã (7 de novembro) que Sandra Semedo, da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC), viaja para o Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde integrará a Seleção Nacional que irá competir no Campeonato do Mundo de Para-Atletismo, sendo a única atleta a representar Portugal na modalidade de tricicleta.

Com ela estará Ana Nunes, sua treinadora na instituição e atual selecionadora, sendo esta a segunda grande prova internacional do ano em que marcarão presença, depois da Taça Internacional de Tricicleta, onde Sandra conquistou três medalhas de ouro.

A triciclista, residente em Anadia, e que no passado sábado foi distinguida com o Prémio Especial do Júri, na Gala do Desporto do Jornal da Bairrada, alinhará na corrida feminina de 100 metros, que será disputada no dia 15 de novembro e que juntará atletas da sua categoria RR2 e da categoria RR3. Esse será, de resto, um momento histórico para a modalidade, uma vez que esta é a primeira vez que a tricicleta fará parte do programa de um Campeonato do Mundo.

Sandra Semedo é uma das melhores triciclistas mundiais, contando já com 12 medalhas alcançadas em provas continentais e intercontinentais em representação de Portugal: oito na Taça Internacional/Campeonato do Mundo de Tricicleta e quatro nos Jogos Mundiais da Paralisia Cerebral. É ainda a atual campeã nacional de três distâncias da classe RR2 – com um total de 27 medalhas conseguidas em Campeonatos Nacionais – e detentora de sete recordes nacionais RR2 e RR3.

A nona edição do Campeonato do Mundo de Para-Atletismo (também designado por Campeonato do Mundo IPC) decorre entre os dias 7 e 15 de novembro, com as provas a terem lugar no Dubai Club for People of Determination. É uma competição realizada sob a égide do Comité Paralímpico Internacional, em que Portugal estará representado por 20 atletas.

A tricicleta é uma modalidade desportiva praticada em pistas de atletismo, em que os atletas correm com os pés, num equipamento com três rodas e três apoios. Na APCC, começou a ser praticada há quase duas décadas, tendo sido retomada com particular entusiasmo já esta década.