Dina Marinha é a mais recente produtora de vinhos da região da Bairrada. Vem juntar-se a um punhado de mulheres de fibra, que dão corpo a algumas das marcas que prestigiam os vinhos da região, como são os casos de Filipa Pato, Paula Gala, Carla Neto, Graça Miranda, Margarida Matos ou Eugénia Freitas.

Mais um projeto no feminino que começa a dar cartas na produção de vinhos de grande qualidade e que Dina Marinha abraçou após o falecimento do pai, António Marinha.

A história dos vinhos António Marinha surgiu de um sonho de Luís Marinha, primogénito de António Marinha, falecido prematuramente em 2012, com apenas 46 anos.

“Em 2013, o meu pai começou desenfreadamente a comprar terrenos e a cultivar vinhas no sentido de homenagear o meu irmão, ou melhor, fazer cumprir o sonho que ele não conseguiu concretizar”, recorda Dina Marinha, que sucede ao pai nesta aventura pelo mundo dos vinhos.

“Com o falecimento do meu pai, em 2018, vimo-nos com mais um menino nos braços e eu na condição de cumprir o sonho do meu irmão”, recorda a produtora que tem contado na renovação do projeto com a ajuda e apoio incondicional de toda a família.

Ler mais na edição impressa ou digital