Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Projecto inovador da Misericórdia de Anadia ajuda idosos

A Santa Casa de Misericórdia de Anadia tem em curso, desde Julho último, um projecto pioneiro na região. Designado por AIDCI – Actividades de Intervenção em Doentes Crónicos e Idosos, este projecto, que começou a 1 de Julho deste ano, terminará em 2015 e destina-se a melhorar a qualidade de vida da população idosa.

Projecto para quatro anos. Durante quatro anos serão promovidos programas de intervenção terapêutica adequados às necessidades das pessoas idosas com declínio cognitivo ligeiro ou com síndrome demencial, ou seja, idosos que sofram de demência vascular, demência mista, doença de Alzheimer ou doença de Parkinson.
Na base deste projecto esteve uma candidatura feita pela Santa Casa de Anadia à Direcção Geral de Saúde, que aprovou o projecto na ordem dos 449 mil euros, comparticipando o mesmo em 80%.
Paula Pinto, psicóloga clínica, e António Gonçalves, fisioterapeuta do projecto, falaram a JB dos benefícios deste projecto que tem como público-alvo 220 idosos do concelho, provenientes dos Lares José Luciano de Castro (45) e Seabra de Castro (52), do Apoio Domiciliário e Centro de Dia da Santa Casa de Anadia (102) e da Rede Social de Anadia (21). Estes 21 idosos trazidos para o projecto pela Rede Social são provenientes de instituições de solidariedade social de Avelãs de Caminho, Avelãs de Cima, Moita, Poutena, Aguim e Sangalhos.

Objectivos. O objectivo não é o de curar ninguém, mas tão somente ajudar estas pessoas a aumentar a sua actividade e auto-estima, torná-las mais comunicativas, mais autónomas e independentes, assim como poderá ajudar a fortalecer e desenvolver a relação entre o idoso e a família.
Por outro lado, o projecto é também dirigido a cuidadores informais. Através de programas psico-educativos, os técnicos que trabalham neste projecto vão procurar criar “um espaço de formação, informação e de apoio emocional onde essas pessoas podem encontrar algum apoio, com o objectivo de diminuir sobrecargas e o impacto emocional a que o idoso obriga”, revelam-nos aqueles responsáveis.

Intervenção multidisciplinar. Instalado no Lar José Luciano de Castro, em instalações construídas para o efeito, o projecto possui dois gabinetes de intervenção disciplinar; uma sala de actividades ocupacionais; um gabinete de fisioterapia; um gabinete de enfermagem/médico e uma sala de Snoezelen (sala de terapia de estimulação sensorial).
Aqui, trabalham de segunda a sexta-feira, das 9 às 17h, fisioterapeutas, terapeuta ocupacional, gerontólogo, psicóloga clínica, enfermeiras e técnicas da Santa Casa, sendo responsável pelo projecto o médico Adelino Mega.
A JB revelaram ainda que este projecto, inédito na região, surge porque a Santa Casa de Anadia entendeu que seria uma mais-valia face às necessidades decorrentes dos seus idosos e pelo facto de haver, na região, um número muito reduzido de respostas adequadas às necessidades destes idosos.
Daí que, Paula Pinto e António Gonçalves destaquem que o projecto vai ser desenvolvido em três etapas. Depois de uma primeira fase de avaliação e caracterização do meio onde intervir (já realizado), avançou-se para a elaboração de planos de intervenção e cuidados individualizados. Posteriormente, os idosos foram agrupados em grupos diferenciados (Idosos com declínio cognitivo ligeiro, Idosos com síndrome demencial [Estádio Ligeiro, Moderado e Severo], por forma a levar a cabo a intervenção terapêutica.
Neste momento, está em curso a segunda fase do projecto, ou seja a sua implementação propriamente dita, sendo essa intervenção realizada em três áreas: Área da Saúde (física e psíquica); Área de Ócio-Cultura-Educação, desenvolvendo actividades sócio-culturais e artes plásticas; Área Ambiental (adequação do espaço físico aos idosos com demência).

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com