Recortes.pt Leia no Recortes.pt

Padre Manuel Melo assume paróquia de Sangalhos

O padre Manuel Martins Simões de Melo vai assumir, a tempo inteiro, a paróquia de S. Vicente de Sangalhos, no Arciprestado de Oliveira do Bairro, a partir de setembro /início de outubro. O novo pároco vai substituir o padre Francisco Martins que ficará apenas com a paróquia de Oliveira do Bairro.
O padre Melo era, até à data, pároco das paróquias de S. Bartolomeu do Troviscal e de S. Martinho de Amoreira da Gândara, pelo que estas duas paróquias vão passar a ter também um novo pároco. Será o padre João Carlos Carvalho. Tem 41 anos de idade e desde outubro de 2011 está em serviço pastoral na Diocese de Aveiro e colabora na Unidade Pastoral de Águeda.
O Bispo de Aveiro, D. António Francisco dos Santos, procedeu, assim, à distribuição de 17 sacerdotes na Diocese, sendo na região estas, as alterações mais significativas.

Mudanças e motivos. No caso de Sangalhos/Oliveira do Bairro, os serviços da Diocese, avançaram a JB, que estas alterações são fáceis de perceber, na medida em que “duas paróquias da dimensão de Oliveira do Bairro e de Sangalhos, só para um padre, independentemente da sua idade ou de ter um diácono permanente como colaborador, não era uma resposta viável”. Por outro, foi-nos referido também que é preciso ter em conta que o padre Francisco Martins é responsável diocesano da Pastoral Familiar, função que lhe ocupa igualmente muito tempo.
No entanto, a notícia destas novas mudanças foram recebidas em Sangalhos com estupefação, na medida em que o padre Francisco Martins se encontrava na paróquia há apenas um ano, desde setembro de 2011.
Por esta paróquia, nos últimos seis anos, passaram já cinco párocos (padres Nestor, Cruz, Fernando, Belinquete e Francisco). Uma situação que embora não seja muito comum, para a Diocese de Aveiro, é facilmente explicável: “Depois do Padre Miguel, pároco de Sangalhos durante muitos anos, sucedeu-lhe o Padre António Cruz que, na altura acumulou com Oliveira do Bairro. Tinha como colaboradores pastorais os padres Fernando Silva e José Belinquete. Quanto ao padre Nestor prestou serviço pastoral, entre maio e setembro de 2008, sem nomeação oficial e numa situação de transição devido à doença do padre Miguel”.
A comunidade sangalhense que tinha já uma relação de grande amizade e proximidade com o jovem padre Francisco Martins “deverá agora também saber acolher da mesma forma o seu novo pároco”, refere a Diocese de Aveiro, que acrescenta: “Poderem contar com um pároco residente é uma graça de Deus que infelizmente não pode acontecer em todas as paróquias da Diocese. Certamente que o trabalho do padre Francisco e dos outros padres que serviram ao longo dos anos irá agora certamente ser continuado”.
Refira-se ainda que a Diocese de Aveiro está empenhada na realização da Missão Jubilar a propósito dos 75 anos da restauração da Diocese. Por isso, grande parte da programação das paróquias surge neste contexto. Daí sublinhe: “Agora, mais do que nunca, não estará em causa a continuidade do trabalho”.

Percurso. O Padre Manuel Martins Simões Melo nasceu a 17 de maio de 1961 e foi ordenado presbítero na Diocese de Aveiro, em 22 de novembro de 1987. Foi Vigário Paroquial da Murtosa, Monte e Bunheiro.
Em 1988 foi nomeado Vigário Paroquial de Beduído-Estarreja; em 1989 Vigário Paroquial de Ílhavo e em 1992 pároco de Vila Nova de Monsarros e Aguim. Em 1996, foi pároco de Vilarinho do Bairro e Ancas; em 2001, pároco de Tamengos e Óis do Bairro, acumulando com as anteriores e a trabalhar, “in solidum”, com o padre Nicolau Barroqueiro.
Mais tarde, em 2006, foi nomeado pároco “in solidum” com o padre Licínio para as paróquias de Sever do Vouga, Dornelas, Rocas e Silva Escura, e no ano seguinte foi nomeado pároco do Troviscal. Em 2008 foi também nomeado pároco de Amoreira da Gândara.

Catarina Cerca
catarina@jb.pt

Pergunta da semana

Vai a algum festival de verão este ano?

View Results

Loading ... Loading ...
Newsletter Powered By : XYZScripts.com