A edição de 2017 do Vagos Metal Fest é um dos 21 festivais portugueses que vai ser apoiado pelo Ministério do Ambiente, no âmbito do programa “Sê-lo Verde”. Na candidatura, a organização do festival que tem lugar no início de agosto no centro da vila de Vagos, propôs quatro medidas que serão implementadas com este apoio. As medidas propostas foram a integração de copos reutilizáveis, colocação de casa de banho ecológicas, criação de um stand de informação ambiental com palestras e a transmissão de um vídeo de sensibilização aos fogos florestais. “É um orgulho construirmos um festival com preocupações ambientais e sabemos que a comunidade do Vagos Metal Fest será um exemplo neste sentido”, afirmou Paulo Perdiz, da organização, à nossa redação. Deste modo, à velha máxima de que os metaleiros são “feios, porcos e maus”, pelo menos terá que se retirar a classificação de porcos, como adiantou em tom de brincadeira.
Para o presidente da Câmara Municipal de Vagos, este é o “reconhecimento” do trabalho que o município tem vindo a fazer “relativamente às matérias de sustentabilidade dos recursos”. Apesar de sempre ter existido a preocupação com o meio ambiente na organização deste festival, “com este apoio atribuído, essas medidas irão agora ser reforçadas”, adiantou Silvério Regalado, garantindo ser “muito gratificante ver este esforço reconhecido”.

Programa

Fechado há largos meses, o cartaz da edição de 2017 do Vagos Metal Fest, fruto de um protocolo firmado entre a Câmara Municipal de Vagos e um consórcio de prestígio, conta com uma das maiores lendas do metal internacional, Soulfly, que sobe ao palco no dia 12 de agosto. Junta-se aos cabeças de cartaz Arch Enemy e Hammerfall, que atuam nos dias 11 e 13 respetivamente. Pelo festival de metal vaguense, que tem lugar, pelo segundo ano consecutivo, no parque municipal Quinta do Ega (mesmo no centro da vila de Vagos), passarão os finlandeses Wintersun e Korpiklaani, os alemães Powerwolf, a tour de despedida dos Rhapsody Reunion, o regresso a Portugal dos Therion e Primordial e a estreia de bandas como Whitechapel ou Batushka. Do lado português, estão confirmados nomes como Miss Lava, Hills Have Eyes ou Attick Demons.