1-Com total supremacia para quem jogou em casa (apenas um empate), a LAAC cumpriu a sua obrigação de ganhar ao Lobão e, mesmo sendo difícil a manutenção, pois apenas faltam três jornadas, a equipa de Aguada de Cima continua a acreditar, embora o Cucujães, que desalojou o Bustelo da liderança, e Mourisquense, que em casa regressou às vitórias frente ao Pessegueirense, tenham alguma margem pontual para encararem o resto do campeonato com alguma tranquilidade.
O Fermentelos somou a segunda derrota consecutiva em Paços de Brandão, desceu para o 9.º lugar, mas está a salvo da descida, tal como o Águeda que venceu em casa o União de Lamas e ultrapassou os Pimpões na classificação.
2-A LAAC não terá vida fácil em Santa Maria de Lamas e, caso queira manter-se no escalão principal, está obrigada a vencer. O Mourisquense joga em Sanguedo, que já desceu, e se vencer dará um salto importante rumo à manutenção.
O Fermentelos não deverá ter problemas de maior para vencer em casa o S. Roque.
Vida difícil terá o Águeda em Bustelo, adversário que luta pela subida e que irá ficar atento ao que se passar no jogo da jornada, o Alba – Gafanha.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1- À última jornada do fim, está tudo decidido. O Oiã, com dificuldades inesperadas pelo meio, derrotou pela margem mínima em casa o Sosense. O Bustos, ao ganhar ao Troviscalense, é vice-campeão de série, enquanto o seu adversário de domingo já não perde o 3.º lugar, naquela que é a sua melhor classificação de sempre.
A nota de maior realce da jornada vai para a primeira vitória do Nariz sobre o Gafanha D’ Aquém, e logo por esclarecedores 3-0.
O Requeixo recuperou o 4.º lugar ao ganhar no terreno da BARC, em cuja luta está ainda o Águas Boas, que venceu na Carregosa.
Ao vencer em Eirol, o Bom Sucesso entrou também na luta pelo 4.º lugar.
2-Domingo termina a primeira fase do campeonato. O Oiã, na casa do Troviscalense, vai tentar fazer o pleno (24 jogos, 24 vitórias), num derby que não se afigura fácil.
Se for igual a si próprio, o Bustos tem boas condições de trazer pontos de Bom Sucesso, numa jornada em que poderá ficar tudo na mesma, caso Requeixo vença em casa o Mamarrosa; o Gafanha D’Aquém a BARC e o Águas Boas o Nariz. O factor casa será determinante.
Equilíbrio poderá ser a tónica no jogo Sosense – Carregosa.

SÉRIE D.1-Apesar de ambos terem ganho, Mealhada sobre o Couvelha e Calvão diante do Antes, o primeiro garantiu a subida à 1.ª Divisão, dado que o Calvão folga na última jornada.
A luta pelo 3.º lugar está ao rubro. O Luso venceu o Aguinense e o Famalicão ganhou em Paredes do Bairro. As duas equipas estão separadas por dois pontos, com vantagem para os homens das águas. Domingo jogam entre si, no Sintético de Anadia, num jogo para tripla.
O Ribeira/Azenha despediu-se dos seus adeptos com uma derrota diante do Carqueijo.
No Benfica e Arinhos – CRAC, acertámos em cheio no resultado, empate.
2-O Mealhada vai continuar os festejos da subida em Aguim. Será que o Aguinense estará pelos ajustes?
A última jornada poderá pender para quem joga em casa. O Couvelha tem boas probabilidades de fechar a época com uma vitória sobre o Benfica e Arinhos, tal como o CRAC na recepção ao VN Monsarros.
O equilíbrio poderá dominar as partidas Carqueijo – Paredes do Bairro e Antes – Ribeira/Azenha. O aliciante, se é que o há, é tentar a melhor classificação possível, numa época que ficou longe das expectativas para algumas equipas.
Manuel Zappa