A 1.ª Divisão está de regresso para cumprir a primeira de duas jornadas que faltam para o final do campeonato.
Jornada em que a Sanjoanense poderá fazer a festa do regresso aos nacionais no reduto do Paivense, pois está a três pontos desse desiderato.
Na nossa região, o jogo que irá prender os adeptos é o Oiã – Fermentelos. É verdade que nenhuma das equipas já tem objectivos, pois ambas desceram, mas o aliciante da partida é a rivalidade entre ambos e ninguém quer perder. Tratando-se do último jogo em casa dos oianenses, que na véspera completam 31 anos de existência, os jogadores tudo farão para alcançarem os primeiros pontos desde que Rufino Polónio assumiu a equipa. O Fermentelos, com vários jogadores que representaram esta temporada o Oiã, vai querer provar que tem mais equipa e somar os três pontos.
O Águeda fará a recepção ao Cucujães, adversário que está em zona de descida. Os Galos são favoritos e ainda espreitam o 2.º lugar. O Valecambrense, actual 2.º lugar, que ainda sonha com a subida, joga na Mourisca. Aparentemente poderão descer cinco equipas e o Mourisquense, mesmo com os quatro pontos de vantagem que tem para o Cucujães, ainda não está a salvo de qualquer percalço.
O Mealhada joga no reduto do Milheiroense. A equipa de Milheirós de Poiares não perde há seis jogos, o que adensa mais as dificuldades para os bairradinos alcançarem um resultado positivo.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Já com o Águas Boas campeão da série, que em dia de consagração venceu em casa o Troviscalense, a grande nota da última jornada vai para o Famalicão que perdeu a 2.ª posição por troca com a LAAC.
Num jogo entre vizinhos, o Famalicão não foi capaz de, pelo menos, somar um ponto na deslocação ao terreno do Aguinense e acabou derrotado.
A equipa de Aguada de Cima jogou na Carregosa. O conjunto de Vítor Rita esteve a perder, mas deu a volta ao resultado e igualou em pontos (82) o Famalicão. Como a LAAC venceu os dois jogos entre ambos, conseguiu chegar à Liguilha, que abre uma vaga para a subida ao principal escalão do futebol distrital aveirense, onde irá medir forças com o Rio Meão e Beira Vouga.
O Calvão venceu no reduto do Benfica e Arinhos e ficou a dois pontos dos segundos classificados. O Couvelha despediu-se com um empate a três golos na Mamarrosa, mas há muito que tinha assegurado a 5.ª posição.
Carqueijo e Luso repartiram o 6.º posto. O primeiro foi surpreendido na Azenha, com o Ribeira a alcançar a terceira vitória, a segunda no seu terreno, enquanto os homens das águas venceram em casa o Bustos, num jogo recheado de golos (8).
O Paredes do Bairro despediu-se da prova com uma derrota em Antes, ao passo que o VN Monsarros empatou no reduto do CRAC.

SÉRIE B.1-Sortes diferentes para Nariz e Sosense. A equipa de Nariz perdeu em casa com o Requeixo e terminou o campeonato sem conhecer o sabor da vitória perante os seus adeptos, acabando a prova no último lugar.
A equipa de Soza despediu-se dos seus adeptos com uma vitória e fechou a sua prestação na 13.ª posição.

Apuramento. Domingo arranca a fase de apuramento do campeão da 2.ª Divisão. O Águas Boas folga e os seus responsáveis vão ficar atentos ao que se passar no jogo Macinhatense – Canedo. A equipa de Macinha, que foi a única equipa dos campeonatos distritais que ainda não perdeu, tudo fará para ganhar vantagem numa competição curta e quem falhar em casa dificilmente terá hipóteses de recuperar.

Liguilha. No mini campeonato para apurar a quarta equipa que sobe à 1.ª Divisão, a LAAC fará a recepção ao Beira Vouga. Pela prestação que as duas equipas fizeram nas suas respectivas séries, a equipa de Aguada de Cima tem boas probabilidades de não deixar fugir o factor casa e entrar a vencer.