Perante um Águeda com outros objectivos, o Águas Boas voltou a perder em casa, tendo sofrido a quinta derrota consecutiva. O Mealhada também não atravessa um bom momento e perdeu em casa diante do Milheiroense.
Macinhatense e Mourisquense registaram dois empates frente a equipas do topo da classificação. O primeiro travou o Lourosa, que assim ficou mais longe do 1.º lugar, enquanto os Pilatos trouxeram um ponto da Gafanha, naquele que foi o sétimo empate na prova.
2-O Rio Meão, último da classificação, recebe o Águas Boas, que está à sua frente com mais dois pontos. Quem ficará com a lanterna vermelha? A equipa de Octávio Almeida tem condições para trazer pontos.
O Canedo vem a Águeda com três vitórias consecutivas no bornal, está moralizado, mas os Galos são favoritos.
O Mealhada joga em Paços de Brandão e tudo irá fazer para não sair de lá com os passos trocados. O Macinhatense viaja até S. Roque e, em caso de vitória, iguala o seu opositor na classificação. O Mourisquense fará a recepção ao Cucujães à procura da segunda vitória na competição, pois os muitos empates verificados têm deixado a equipa em zona perigosa.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-A LAAC não dá tréguas aos seus adversários. Em Requeixo, a equipa de Aguada de Cima somou a 7.ª vitória em outros tantos jogos e continua na frente da classificação, com mais três pontos do Oiã, que também venceu pelo mesmo resultado (2-1), na casa do Troviscalense.
Refira-se que os dois candidatos estiveram a perder.
Em casa, o Fermentelos sentiu algumas dificuldades diante do Oliveirinha, mas conseguiu os três pontos. Quem não teve problemas foi o Valonguense, que deu chapa sete ao Carregosa.
O Bustos alcançou a quarta vitória consecutiva no terreno do Sosense e subiu ao 5.º lugar.
No jogo entre os dois últimos, o Nariz alcançou o primeiro ponto na Gafanha D’ Aquém.
2-Em casa, a LAAC não deverá ter grandes problemas para despachar o Troviscalense, adversário que demora a acertar o passo.
Também em casa, o Oiã não deve ver fugir os três pontos frente ao Sosense, tal como o Fermentelos na deslocação à Carregosa.
O Bustos recebe o Valonguense. Os bairradinos atravessam o melhor momento da época e aguardam por um adversário que luta pela subida de divisão. Jogo para tripla. O Nariz folga nesta jornada.

SÉRIE D.1-Tal como se previa, o trio da frente foi desfeito. Dois dos primeiros, Paredes do Bairro e Calvão, jogaram entre si e empataram, resultado justo pela produção das duas equipas. O outro líder, o VN Monsarros também empatou, em Couvelha, resultados que levaram o Carqueijo ao topo da classificação, depois do triunfo na Mamarrosa.
O Famalicão derrotou em casa o CRAC, naquela que foi o primeiro desaire para a equipa de Parada de Cima.
Nesta série, a luta pelo primeiro lugar está ao rubro. Do quinto ao primeiro lugar, a diferença é de apenas dois pontos.
O Azenha conquistou a primeira vitória fora, em Arinhos, enquanto o Aguinense ganhou em casa ao Luso.
2-Face ao mau desempenho do Couvelha fora de casa, o Carqueijo tem tudo para manter a liderança. À espreita ficam Calvão, VN Monsarros e Paredes do Bairro (actuais 2.ºs classificados), com estes dois a jogarem entre si. O primeiro joga no Luso e é favorito; no derby o resultado é sempre imprevisível, sucendo o mesmo no Aguinense – Famalicão. O CRAC não deverá ter dificuldades em vencer em casa o Benfica e Arinhos.
No Ribeira/Azenha – Mamarrosa, quem errar menos, poderá ser bem sucedido.