Cada ano que começa há sempre a tendência de saber se as equipas deixaram para trás velhos hábitos e trazem para a outra metade da época futebolística novos hábitos. Algumas terão que ganhar mais vezes para alcançarem os seus objetivos; outras irão procurar manter a mesma bitola da última jornada de 2011, realizada a 18 de dezembro.
No primeiro patamar destas ideias encontra-se o Águas Boas. A equipa de Rui Rocha ocupa, a par com o Rio Meão, a última posição e está a 11 pontos dos lugares da manutenção. Apenas com uma vitória e um empate, o conjunto bairradino começa 2012 na condição de visitante, onde ainda não somou qualquer ponto. O adversário é o Milheiroense, adversário que está no 6.º lugar e apostou na subida, embora esse horizonte esteja longe, a 15 pontos da liderança. Por tudo isto, não se perspetiva um jogo fácil para os canarinhos.
O Macinhatense, que também coabita nos lugares de descida, recebe um dos últimos, o Rio Meão, e não pode meter água, de molde a encurtar distâncias. À sua frente estão Mealhada e Mourisquense. O primeiro, que está há três jogos sem ganhar, recebe o tranquilo Paivense; o segundo também joga em casa, contra o S. Roque, duas equipas com os mesmos pontos. Significa que será importante para as duas não desperdiçar o fator casa.
O Águeda joga no reduto do Carregosense. A equipa de Fernando Pereira acabou o ano em bom plano e pretenderá dar sequência aos bons resultados.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-Prevê-se uma jornada (última da primeira volta) tranquila para os três primeiros. A LAAC recebe o penúltimo, o Gafanha D’ Aquém, que apenas tem dois empates. O Fermentelos, caso seja igual a si próprio, não deverá ter problemas de maior no reduto do Bom-Sucesso, enquanto o Oiã fará a receção ao Nariz, último classificado.
O Valonguense não deverá ter tarefa fácil em Requeixo. O fator casa poderá ser determinante para Troviscalens e Bustos frente a Sosense e Oliveirinha, respetivamente.

SÉRIE D.1-O Famalicão vai defender a liderança no dérbi concelhio com o Couvelha. Jogo para tripla, tal como no outro dérbi, este de Vagos, entre Calvão e CRAC, 3.º e 2.ºs classificados, respetivamente.
Refira-se que esta é uma jornada com vários dérbis: Paredes do Bairro – Aguinense; VN Monsarros – Ribeira/Azenha e Luso – Carqueijo, jogos sempre de resultado imprevisível.
O Mamarrosa recebe o Benfica e Arinhos. Em disputa está quem fica de vez com o último lugar.