Praticamente a jogar para cumprir calendário, pois a manutenção está a muitos lugares de distância, o Águas Boas voltou a claudicar, desta vez em Cucujães.
Mealhada e Macinhatense voltaram a dar um passo atrás na desejada recuperação depois das derrotas caseiras, diante de Águeda e União de Lamas, respetivamente.
Quem está a salvo de qualquer percalço é o Mourisquense, que foi a Paços de Brandão somar os três pontos.
2-Não se afigura nada fácil a tarefa do Águas Boas na receção ao União de Lamas, atual 3.º classificado. Perder por poucos, aliás como tem sucedido nas últimas jornadas, poderá ser um dos objetivos. O Mealhada joga em Rio Meão, penúltimo classificado, e tem boas probabilidades de somar pontos, quiçá distanciar-se do Macinhatense, que está atrás de si, adversário que tem uma deslocação perigosa ao reduto do Milheiroense, que ocupa o 4.º lugar.
Ambos com os mesmos pontos, o Águeda recebe o Paivense, num jogo que se prevê equilibrado, mas com algum favoritismo para os Galos. O Mourisquense recebe o segundo, o Lourosa, opositor que está proibido de perder pontos para o líder Estarreja.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-O líder Fermentelos alcançou um resultado histórico e pouco usual nos dias de hoje, ao vencer em casa o Nariz por 13-1.
A LAAC segurou o 2.º lugar, depois da vitória em período de descontos no reduto do Bom Sucesso. O Oiã perdeu no Requeixo e, possivelmente, perdeu o comboio da subida, pois já está a 7 pontos do Fermentelos. E viu o Valonguense aproximar-se do 4.º lugar, depois do triunfo em casa diante do Oliveirinha.
No dérbi concelhio, o Bustos ganhou na casa do Troviscalense e subiu ao 5.º lugar, enquanto no dérbi do concelho de Vagos, Sosense e Carregosa dividiram os pontos.
2-O Fermentelos tem um teste difícil em Oliveirinha. A equipa da casa apenas perdeu uma vez no seu reduto e costuma complicar a vida aos candidatos.
Em casa, a LAAC terá que ser igual a si própria perante um Requeixo, capaz do melhor e do pior. O Oiã recebe o vizinho Troviscalense, num jogo em que os pratos da balança devem pender para os oianenses.
Em casa, o Bustos espreita a terceira vitória consecutiva frente ao Sosense. Na Carregosa, as mais-valias do Valonguense poderão fazer a diferença, enquanto em Nariz jogam os dois últimos classificados, com os locais a receberem o Gafanha D’ Aquém. Jogo sem grande interesse.

SÉRIE D.1-A duas jornadas para o final do campeonato, o Calvão está a uma vitória da subida de divisão. A equipa de Toni Marques venceu em casa o Luso e aproveitou a escorregadela em casa do Famalicão, que perdeu com o Aguinense, deixando a equipa de Vidocas fora da subida. Apenas o Carqueijo poderá impedir a subida do Calvão. Os mealhadenses venceram em Couvelha, estão a cinco pontos, e na última jornada jogam em Calvão. O CRAC venceu em Arinhos e, num jogo renhido, o Paredes do Bairro levou a melhor sobre o VN Monsarros e consolidou o 5.º lugar.
Em casa, o Mamarrosa dividiu os pontos com o Ribeira/Azenha.
2-Domingo tudo poderá ficar decidido. Tem a palavra o VN Monsarros que recebe o Calvão, enquanto o Carqueijo joga em casa com o Paredes do Bairro. Em ambos os casos preveem-se jogos equilibrados.
Em casa, o Famalicão, diante do Luso, vai tentar não meter água de novo. Pela proximidade de ambos, perspetiva-se um bom jogo entre Azenha e Couvelha.
Aparentemente, o CRAC leva alguma vantagem sobre o Mamarrosa, pois joga em casa. O Aguinense é claramente favorito na receção ao Arinhos.