O Fermentelos voltou a perder na condição de visitante. Os Pimpões realizaram uma excelente primeira parte, mas depois eclipsaram-se no segundo tempo, com o Cucujães a aproveitar bem as oportunidades que teve.
Em casa e perante um dos mais sérios candidatos à subida, o Mealhada sucumbiu frente ao Lourosa, num jogo em que os bairradinos deram boa réplica.
O Fiães voltou a fazer estragos frente a uma equipa do concelho de Águeda. Depois do Fermentelos, agora foi a vez do Águeda. Os Galos do Botaréu sofreram a primeira derrota.
O Mourisquense não aproveitou o fator casa e dividiu os pontos com o Paivense. O Calvão sofreu a terceira derrota no terreno do Paços de Brandão e é a única equipa que ainda não pontuou.
2-O Fermentelos recebe um adversário incómodo, o Gafanha, que apesar de já ter conhecido todos os resultados possíveis, luta por objetivos diferentes. Em casa a equipa de Fernando Silva tem que marcar a sua posição, aliás como aconteceu diante do Alba B, daí que tenha condições para alcançar um bom resultado.
O Mourisquense joga na casa de um dos líderes, a Sanjoanense. A equipa sanjoanina ainda não sofreu golos, conta com o pleno, aos Pilatos resta contrariar o favoritismo de um dos candidatos à subida.
De regresso ao seu burgo, o Águeda recebe o Alba B. A maior experiência dos Galos deve sobrepor-se à juventude albergariense.
Em Calvão jogam duas equipas que se conhecem, com os locais a receberem o Mansores. Será desta que o fator casa prevalece?
O Mealhada joga em Canedo e tem boas hipóteses de trazer pontos na bagagem.

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-No arranque do campeonato, os favoritos não deixaram os seus créditos por mãos alheias. Em casa, o Oiã deu chapa 4 ao Aguinense (esteve a perder ao intervalo por um 0-1), sucedendo o mesmo ao Famalicão, que também em casa ganhou por quatro golos sem resposta.
E como não há duas sem três, a LAAC, também em casa, despachou o Requeixo com relativa facilidade.
Depois do excelente contributo na 1.ª eliminatória da Taça do Distrito, o CRAC baqueou em casa perante o Couvelha, adversário que se reforçou para fazer um campeonato acima daquilo que fez nas últimas temporadas.
O Águas Boas entrou também com o pé direito ao vencer em casa pela margem mínima o Ribeira/Azenha. O mesmo sucedeu em Paredes do Bairro, com a equipa da casa a levar a melhor frente ao Sosense.
Como se previa, o Carqueijo, isto atendendo à prestação que a equipa do concelho da Mealhada fez na última época ao lutar praticamente até ao fim do campeonato pela subida de divisão, não teve grandes dificuldades em bater o Mamarrosa.
2-O jogo de cartaz da segunda ronda é o Couvelha – LAAC. O clube anadiense vai inauguar o relvado sintético, num jogo que promete pela prestação inicial das duas equipas nesta fase incial da época. O Couvelha tudo fará para deixar a sua marca no renovado Campo dos Olivais.
O Águas Boas volta a jogar em casa com o Aguinense. O jogo estava marcado para Aguim, mas as obras no Campo Afonso Bandarra levaram à troca do jogo a pedido dos dirigentes do Aguinense. Prevê-se um jogo equilibrado.
O Oiã tem uma viagem curta até Soza. É favorito diante do Sosense. O Famalicão, em Requeixo, também é favorito, embora os locais, em casa, costumam fazer das tripas coração. Na Mamarrosa, o CRAC até poderá ter outros argumentos, mas terá de os provar dentro do campo.
No Luso – Paredes do Bairro prevê-se um jogo equilibrado.
O Ribeira/Azenha joga com o Carqueijo, adversário nada fácil para os comandados de Fernando Alves. Jogo para tripla.