Numa jornada em que o duo da frente foi desfeito, após o empate do Lourosa em Fiães e de mais uma vitória da Sanjoanense na Gafanha, as atenções estavam viradas para o dérbi aguedense. O Águeda, jogando em casa, acabou por levar a melhor sobre o Fermentelos, que vendeu cara a derrota. Com este triunfo e fruto do empate do Fiães, os Galos do Botaréu ficaram a um ponto do 3.º classificado.
Quem continua a dar muito boa conta do recado é o Mealhada. A equipa bairradina recebeu e venceu o Mansores e subiu uma posição na tabela (7.º) classificativa.
Talhado para os empates, o Mourisquense empatou de novo em casa, desta vez frente ao Milheiroense e já contabiliza sete no total.
Depois de seis derrotas consecutivas, o Calvão regressou às vitórias, conquistando os primeiros pontos fora de casa, em Cucujães. Bela estreia de José Alexandre à frente do comando técnico da formação vaguense.
2-Domingo joga-se a última jornada da primeira volta. O Fermentelos fará a receção ao Paivense. Trata-se de um adversário complicado, que está a realizar uma boa campanha e que apenas perdeu quatro vezes. A equipa de Fernando Silva terá que ter a mesma atitude, tal como abordou o último jogo em casa com o Milheiroense.
O Águeda joga no terreno do Milheiroense, naquele que é o terceiro jogo consecutivo da equipa do concelho de Santa Maria da Feira contra equipas do concelho de Águeda. O saldo é de um empate e uma derrota. Os Galos partem com algum favoritismo.
Prevê-se vida super difícil para o Mealhada na deslocação ao terreno do líder do campeonato, a Sanjoanense, que em casa apenas perdeu dois pontos, fruto do empate com o Lourosa. Todavia, os bairradinos têm condições para dar réplica condigna.
Jogo entre vizinhos em Calvão, com a equipa da casa a receber o Gafanha. O novo treinador vaguense conhece muito bem o seu adversário, pois orientou a equipa esta época. Isso poderá ser uma vantagem, num jogo entre duas equipas longe do seu melhor.
O Mourisquense joga em Paços de Brandão. Se o empate tem feito parte do vocabulário dos Pilatos, será que conseguem o oitavo?

II DIVISÃO

SÉRIE C.1-O Oiã continua imperial na frente da classificação. Na casa emprestada do Aguinense (Famalicão), os oianenses golearam o seu adversário e conservaram a liderança. Logo atrás vem o Famalicão, com um ponto a menos. A equipa de Mário Júlio passou no duro teste no Luso. Quem se atrasou foi a LAAC que em dois jogos perdeu cinco pontos. Depois da derrota no Luso, a equipa de Aguada de Cima empatou no terreno do Requeixo e ficou a cinco pontos da liderança.
O Carqueijo empatou (3-3) na Mamarrosa e não aproveitou o deslize do vizinho Luso para chegar ao 4.º lugar. O Mamarrosa conseguiu o primeiro ponto em casa. Quem conseguiu a primeira vitória em casa foi o Sosense, perante o Paredes do Bairro. Depois da goleada caseira, o Couvelha voltou a jogar em casa e derrotou o CRAC, num jogo recheado de golos.
O Ribeira/Azenha não desperdiçou o fator casa e venceu o Águas Boas, que sofreu a terceira derrota consecutiva.
2-Não se prevê uma jornada muito complicada para os dois primeiros. O Oiã recebe o Sosense e não deverá ter problemas de maior. O Famalicão também joga em casa, com o Requeixo, adversário teoricamente mais difícil, mas o bom momento dos anadienses joga a seu favor. A LAAC fará a receção ao Couvelha e está obrigada a vencer para não se atrasar ainda mais na classificação.
Pelo desempenho das duas equipas, o Luso é bem capaz de sacar pontos em Paredes do Bairro.
À partida, o Carqueijo não terá vida fácil na Azenha, onde irá encontrar um adversário que já não perde há quatro jogos. Os pratos da balança podem pender para os dois lados.
Preveem-se jogos equilibrados no Aguinense – Águas Boas e CRAC – Mamarrosa, principalmente no primeiro.