Mais uma jornada a marcar passo. Num campo e frente a um adversário que se previa complicado, o Oliveira do Bairro perdeu frente ao União de Lamas. Foi um jogo em que o árbitro não esteve bem, mas isso não justifica de todo os erros cometidos. Com este desaire, os bairradinos desceram na classificação e estão acima da linha de água, apenas com três equipas abaixo de si.
Em Avanca, frente ao campeão dos empates (11), o Águeda dividiu os pontos, naquele que foi o terceiro empate consecutivo e foi apanhado na classificação pelo Bustelo, que deu nove à Ovarense. O União de Lamas está a um ponto do duo da frente e, em quarto, a três pontos da liderança, o Alba, que, em casa, goleou o Mealhada por 8-0. Parece mentira, mas é verdade.
O Mourisquense tomou gosto às vitórias e derrotou em casa o Cucujães, afastando-se, para já, da zona perigosa. Ainda não foi desta que o Calvão ganhou fora de casa dentro das quatro linhas, pois a vitória que tem (Canedo) foi alcançada na secretaria. Desta vez a equipa de Luís Pinho saiu goleada do terreno do Carregosense.
2-A liderança, ou talvez não, faz parte da 20.ª jornada. O Bustelo, um dos líderes, joga em Oliveira do Bairro. Um jogo que não será nada fácil para os bairradinos, pois o seu adversário luta pela subida e, agora que chegou ao topo, não pretenderá de lá sair. Tem a palavra os Falcões, que terão de voar mais alto para sair da zona incómoda da tabela classificativa.
Por seu turno, o Águeda joga na casa do União de Lamas que, em caso de vitória, passa o seu opositor na tabela, quiçá, a liderança, isto se o Bustelo não vencer em Oliveira do Bairro. Os Galos ainda não perderam fora. Um possível empate será insuficiente.
Depois da goleada em Albergaria-a-Velha, resta saber como o Mealhada, em casa, diante do Fiães, outro adversário de peso, irá reagir. Não se perspetiva um jogo fácil para a equipa de Luís Simões.
O Calvão recebe o Mourisquense, num jogo deveras importante para os locais, pois pela frente terão um adversário do seu campeonato, que luta pelos mesmos objetivos. O caminho é só um, ganhar, resta saber se os Pilatos estarão pelos ajustes.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Tudo igual entre os cinco primeiros. Num jogo deveras complicado, o Oiã venceu no terreno do Couvelha, desiderato alcançado no penúltimo minuto de descontos. O jogo teve duas partes completamente distintas, com o Couvelha a justificar outro resultado. O Famalicão não teve problemas de maior para vencer na casa do Sosense. O Luso foi a Águas Boas ganhar ao conjunto local, enquanto a LAAC ganhou pela diferença mínima em Antes.
O Aguinense, mesmo com o empate no terreno do CRAC, parece que está a perder gás, perdendo uma boa possibilidade de se isolar no sexto lugar.
Quatro jogos depois, o Ribeira/Azenha regressou às vitórias, e logo com uma goleada, em casa, ao Carqueijo. Quem também não sabia o que era pontuar era o Mamarrosa, que trouxe um ponto de Vila Nova de Monsarros.
2-O Oiã joga sábado, às 16h, no Sintético de Anadia, frente ao Paredes do Bairro. A equipa de Mico não poderá facilitar diante de um conjunto aguerrido e que dá tudo em campo. Em casa, o Famalicão tem tudo para somar os três pontos frente ao CRAC.
Na luta, para já, pelo quarto lugar, a LAAC recebe o Couvelha. Prevê-se um bom jogo e de resultado imprevisível.
De novo em casa, o Águas Boas defronta o Sosense. A equipa de Adriano Vasconcelos é favorita a regressar às vitórias, duas jornadas depois.
Em casa, num dérbi sempre apetecível, o Aguinense joga contra o VN Monsarros. A mais-valia dos guinatos poderá fazer toda a diferença nas contas finais do jogo.
O Mamarrosa, que deixou o último lugar na última jornada, recebe o Ribeira/Azenha. Prevê-se um jogo equilibrado, isto em função do desempenho de cada uma até ao momento.
Na receção ao Antes, o Carqueijo parte como favorito.
O Luso folga nesta jornada.