Depois de duas vitórias seguidas no horizonte de todos os que seguem o Oliveira do Bairro é que houvesse uma terceira. Não foi o caso e a equipa voltou a patinar em casa, ao perder com o Alba, o que lhe valeu dividir o último lugar com o Cucujães. Tudo ficou mais complicado nas contas da manutenção.
O Pampilhosa, depois de três jogos sem ganhar, voltou a sorrir no terreno do São Vicente Pereira, com o golo da vitória (1-0) a ser obtido perto do final do encontro. Os ferroviários isolaram-se no quarto lugar.
2-O Oliveira do Bairro tem pela frente no reduto do Carregosense mais uma final, aliás como serão todas até final do Campeonato SABSEG. Este é daqueles jogos que valem mais do que três pontos e, aos bairradinos, para continuarem a alimentar a esperança da manutenção, só a vitória interessa.
O Pampilhosa recebe o Avanca, adversário com quem tem travado grande luta pelo quarto posto. Prevê-se um jogo equilibrado e se os ferroviários não cometerem os erros de outrora, podem chamar a si a vitória.
 
I DIVISÃO
1-Com boa réplica do Antes, o Fermentelos somou mais uma vitória em casa e caminha a passos largos para a subida de divisão.
O segundo classificado continua a ser o Vista Alegre, que vencia (1-0) em Paços de Brandão, o terceiro, num jogo que foi interrompido a cerca de dez minutos do fim.
Como se previa, a LAAC não teve dificuldades na casa da EF Rui Dolores e regressou às vitórias. Quem também sorriu foi o Mourisquense, mas não apanhou para o susto, pois esteve a perder em casa com o Argoncilhe por 2-0, acabando por dar a volta ao resultado (3-2).
O Calvão vendeu cara a derrota no terreno do Mansores (3-2), com os locais a chegarem ao triunfo nos últimos minutos. O CRAC também não esteve melhor ao claudicar em casa frente ao São Roque, adiando, mais uma vez, a recuperação na classificação.
2-Os extremos tocam-se, com o último classificado, o Calvão, a receber o primeiro, o Fermentelos, num jogo em que a equipa de Tó Miguel é favorita.
Em casa, a LAAC não deverá ter dificuldades de maior para levar de vencida o Pinheirense.
Com quatro derrotas consecutivas, o Antes, em casa, frente ao Macieirense, vai ter que fazer pela vida, pois tem mais três pontos da primeira equipa a descer. O adversário não será fácil.
Vida difícil terá o CRAC na casa do Vista Alegre, que luta por outros objetivos, a subida de divisão.
O Mourisquense deverá sair vitorioso do reduto da ACRD Mosteirô.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-Valonguense continua a não dar hipóteses. Mais uma vitória, no terreno do Vaguense, mantendo os 7 pontos de avanço, agora para o duo constituído por Mealhada e Bustos. O primeiro derrotou em casa a Juve Force, que estava no lote dos segundos classificados, enquanto a equipa de Nuno Lourenço atravessa grande fase após mais uma goleada, desta vez no reduto Sosense por 5-0.
Em casa, o Aguinense cumpriu a sua obrigação e venceu pela margem mínima o Rocas do Vouga e continua a três pontos do segundo lugar.
O VN Monsarros voltou a ganhar fora, em Paredes do Bairro, tal como o Famalicão, na casa do Beira-Vouga, na estreia de Jó como treinador. O Águas Boas perdeu de novo pontos em casa, com o empate diante do Azenha.
Cinco jogos depois, o Santo André regressou às vitórias ao vencer em casa o Carqueijo, enquanto o Mamarrosa sofreu a terceira derrota seguida, em casa, contra o Bom Sucesso.
2-Dois grandes jogos em perspetiva. O Valonguense recebe o Mealhada disposto a alargar a vantagem e os visitantes encurtar distâncias. Jogo de tripla. O Bustos mede forças com o Aguinense e ninguém quer perder pontos. Jogo de resultado imprevisível.
Em casa, a Juve Force não pode facilitar diante de um Águas Boas que tem argumentos para mostrar mais.
O fator casa deverá ser determinante no Famalicão – Mamarrosa e no VN Monsarros – Beira-Vouga.
Os dois últimos, Azenha – Paredes do Bairro, jogam entre si, onde o resultado é uma incógnita.
No Carqueijo – Vaguense pode acabar como começou, empatado, prevendo o mesmo no prélio Bom Sucesso – Sosense. O Rocas do Vouga, frente ao Santo André, leva ligeira vantagem por jogar em casa.