A retoma não se verificou no campo do Carregosense e o Oliveira do Bairro voltou a perder. A desejada manutenção começa a ser uma miragem no Campeonato SABSEG.
Os bairradinos até estiveram em vantagem, mas dois pontapés de penalty forçados deitaram por terra a possibilidade de conquistar pontos.
Ninguém atirou ainda a toalha ao chão, mas a cada jornada que passa, tudo se torna mais difícil.
Em casa, o Pampilhosa deixou fugir a vitória no último minuto ao empatar a um golo frente ao Avanca, ficando assim mais longe dos três primeiros classificados.
O campeonato, uma vez mais, sofre uma paragem de duas semanas, regressando a 1 de março. Pelo meio, dia de Carnaval, realiza-se os quartos de final da Taça Distrito de Aveiro.
 
I DIVISÃO
1-O Fermentelos não vacilou em Calvão e continua com um ponto de vantagem sobre o Vista Alegre que, em casa, não teve a mínima dificuldade para bater o CRAC por 3-0. O Alvarenga também cumpriu a sua obrigação, o mesmo não aconteceu com o Paços de Brandão, que perdeu em Vale de Cambra e saiu dos lugares de promoção.
Quem para lá entrou (4.º lugar) foi a LAAC, que goleou em casa o Pinheirense por 4-1. Está assim ao rubro a luta por dois lugares, pois os outros dois parecem já entregues a Fermentelos e Vista Alegre.
O Mourisquense voltou a perder terreno com o desaire no reduto da ACRD Mosteirô e muito dificilmente terá argumentos para regressar à Divisão de Elite, pois está a nove pontos da quarta posição.
Depois de quatro derrotas consecutivas, o Antes, em casa, diante do Macieirense, regressou às vitórias. Mas teve que sofrer para o conseguir, pois o golo do triunfo, apontado por Renato Pinto, só chegou nos descontos.
Tal como no principal escalão do futebol distrital aveirense, o campeonato sofre uma paragem e só regressa a 1 de março.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-Num confronto entre candidatos, o líder Valonguense empatou em casa com o Mealhada, resultado que não serviu a nenhuma das equipas.
E quem aproveitou para encurtar distâncias foi o Bustos, que derrotou em casa o Aguinense e isolou-se no segundo lugar, a cinco pontos do primeiro classificado. Foi a décima vitória consecutiva para a equipa de Nuno Lourenço e, com este andamento, perfila-se como um sério candidato a destronar o Valonguense da liderança, como alcançar o grande objetivo da época, que é a subida de divisão. E como sobem duas equipas, apesar de haver mais candidatos, tais como Mealhada, Juve Force e Aguinense. Os guinatos, com a derrota em Bustos, ficaram um pouco mais longe desse objetivo.
A Juve Force goleou em casa o Águas Boas, com os canarinhos a ficarem mais longe dos lugares de decisão.
O VN Monsarros não desperdiçou o fator casa e ganhou ao Beira-Vouga, enquanto o Mamarrosa alcançou a primeira vitória fora de casa, no terreno do Famalicão.
Pelo mesmo resultado (3-2), o Vaguense venceu no Carqueijo e o Rocas do Vouga ganhou em casa ao Santo André. Na luta dos últimos lugares, o Ribeira/Azenha levou a melhor sobre o vizinho o Paredes do Bairro e o Sosense perdeu no Bom Sucesso. Diga-se que o Paredes do Bairro é cada vez mais último.
2-O Valonguense – Juve Force, em virtude da equipa de Ponte de Vagos jogar com o Alba,  dia de Carnaval, para a Taça de Aveiro, foi adiado para 4 de março.
O Bustos não deverá ter problemas em Santo André para chamar a si mais uma vitória, sucedendo o mesmo ao Mealhada na receção ao vizinho Carqueijo, jogo que se realiza esta quinta-feira, às 21h.
Em casa, o Aguinense é favorito diante do Bom Sucesso. Já no Mamarrosa – VN Monsarros, dia de Carnaval, prevê-se um jogo equilibrado e que pode ser decidido nos pormenores.
O Águas Boas, que não ganha há três jogos, tem argumentos para pontuar em Paredes (jogo no sábado, às 16h), tal como o Famalicão na casa do Sosense.
Pelo equilíbrio na classificação, apostamos na divisão de pontos entre Vaguense e Rocas do Vouga.
Quem parece estar a subir de forma é o Ribeira/Azenha. Joga na casa do Beira-Vouga na tentativa de dar sequência a dois jogos sem perder.