Duas vitórias no arranque da segunda volta conferem ao Oliveira do Bairro outra paz de espírito no Campeonato SABSEG. Os Falcões ganharam em Esmoriz, continuam na zona vermelha, mas, se mantiverem os bons resultados, é possível sonhar com a recuperação na tabela e a manutenção.
A atravessar uma fase de menor fulgor, o Pampilhosa foi surpreendido em casa pelo Cesarense, com os visitantes a marcarem o golo da vitória já no período de descontos. Os ferroviários foram apanhados no quarto lugar pelo Avanca e ficaram mais longe dos três primeiros classificados.
2-Em casa, o Oliveira do Bairro tem pela frente mais uma final com a visita do Alba. É mais um jogo onde não pode vacilar e onde os três pontos serão fundamentais para começar a ver a luz ao fundo do túnel.
O Pampilhosa joga este sábado em São Vicente Pereira, um adversário que tem feito de sua casa uma autêntica fortaleza. Apesar disso, os ferroviários não devem descarrilar e regressar aos pontos.
 
I DIVISÃO
1-No arranque da segunda volta, o Fermentelos regressou às vitórias, no terreno da ACRD Mosteirô e continua na liderança, com mais um ponto do Vista Alegre. No jogo grande da jornada e entre duas equipas com o mesmo objetivo, a subida, a LAAC empatou a dois golos em casa com o Alvarenga, perdendo assim o assalto ao quarto lugar. Quem ficou muito mais longe foi o Mourisquense, que foi goleado no reduto do Arrifanense por 4-0.
Em casa o Antes sofreu a terceira derrota consecutiva diante do Mansores e começa a ver a classificação apertada, pois está apenas três pontos acima da linha de água.
No duelo entre vizinhos, o Calvão levou a melhor sobre o CRAC por números (3-0) que não deixam dúvidas.
2-O líder Fermentelos faz a receção ao Antes. O seu adversário não atravessa uma boa fase e, se a lógica prevalecer, os três pontos ficam em casa. E os Pimpões até podem ganhar novo fôlego no primeiro lugar, pois há um escaldante Paços de Brandão – Vista Alegre, terceiro contra segundo.
Depois de dois jogos sem ganhar, a LAAC joga na casa do aflito EF Rui Dolores e tem todas as condições para regressar aos triunfos.
O Mourisquense mede forças em casa com o Argoncilhe, adversário que ganhou nas duas últimas jornadas a dois candidatos. É imperioso ganhar.
O CRAC recebe o São Roque e se quer sonhar em sair dos últimos quatro lugares, só tem um caminho, que é ganhar. Na mesma situação está o Calvão, que viaja até Mansores, adversário mais complicado para pontuar.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-O Valonguense continua a não dar hipóteses aos adversários. Venceu no terreno do Santo André e face ao empate do Mealhada (era segundo isolado) no reduto do Vaguense, aumentou a vantagem para sete pontos no fecho da primeira volta. Mas o segundo lugar, para além do Mealhada, tem mais dois inquilinos, todos com os mesmos pontos. O Bustos, na condição de visitante, goleou o vizinho Mamarrosa, enquanto a Juve Force, com menos um jogo, ganhou na Azenha.
Em casa, o Aguinense cumpriu a sua obrigação e até goleou o Carqueijo e está isolado na quinta posição.
O VN Monsarros, que já não vencia há três jogos, foi a Águas Boas estragar os planos dos canarinhos na desejada recuperação, sendo ultrapassado pelos vilanovenses na classificação.
O Famalicão foi ganhar a Paredes do Bairro (4-2), adversário que continua em último lugar, e o Sosense cedeu dois pontos em casa ao empatar com o Rocas do Vouga.
2-Dois dos segundos jogam entre si, com o Mealhada a receber a Juve Force. Alguém vai perder pontos, o que pode beneficiar ainda mais o Valonguense que, se for igual a si próprio, deve passar no reduto do Vaguense.
O Bustos é favorito na casa do Sosense, tal como o Aguinense na receção ao Rocas do Vouga.
O VN Monsarros tem condições para fazer estragos em Paredes do Bairro; o Águas Boas não deve meter água em casa frente ao Azenha.
O Famalicão deverá pontuar na casa do Beira-Vouga, e o Mamarrosa, no seu reduto, tem hipóteses de regressar às vitórias diante do Bom Sucesso.
No Santo André – Carqueijo, a divisão de pontos não é de descurar, num início de segunda volta onde apenas o Valonguense parece estar seguro.