O Ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, inaugurou, na última quinta-feira, dia 23, o Instituto Profissional da Bairrada (IPB), cuja construção rondou os dois milhões de euros, financiada pela Fundação Comendador Almeida Roque. O novo Instituto é um projeto-piloto a nível nacional, apoiado pelo Ministério da Educação e Ciência, com um modelo pedagógico de escola/oficina, idealizado pelo empresário Comendador Almeida Roque, através da fundação com o seu nome.
A oferta educativa é direcionada para as áreas de Metalurgia e Metalomecânica, Eletricidade e Energia, e Eletrónica e Automação, correspondendo às necessidades de mão-de-obra qualificada, indicadas pelas empresas da região.

Sonho concretizado. Comendador Almeida Roque começou por referir que “hoje se concretiza uma luta com 70 anos, tantos como tenho de industrial, cujo começo remonta a 1945”. E o país deve essa realização, segundo afirmou, “a dois políticos excecionais: ao ministro da Educação, Nuno Crato, e ao presidente da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP), Gonçalo Xufre da Silva”. “O país fica a dever-lhes a coragem de se apaixonarem pela minha iniciativa, e da sua concretização em lei, que eu diria, ter atraído todo o país, pois as iniciativas já vão do Norte ao Sul, felizmente.”
Com o arranque deste tipo de ensino profissional, segundo Almeida Roque, “é dada a oportunidade a muitos milhares de operários portugueses para que tenham o privilégio de ter emprego assegurado e, mais do que isso, uma arte que lhes permitirá facilmente incrementar a iniciativa individual, se este ensino for executado nos moldes que são o objetivo do IPB”.
Leia mais na versão digital do seu JB.