Chegou ao fim a primeira volta do campeonato com o Águeda a confirmar cada vez mais o estatuto de principal candidato à subida ao Campeonato de Portugal. Em Calvão, os Galos não tiveram dificuldade em bater a equipa da casa, beneficiando ainda da inesperada derrota do Fiães em casa frente ao Alba e do empate do Sp. Espinho em Oliveira do Bairro para consolidarem a liderança, agora com oito pontos de vantagem para aquelas duas equipas.
Em casa, os Falcões do Cértima, na estreia de Óscar Mendes como treinador, estiveram muito perto do triunfo, dado que sofreram o golo do empate aos 90 minutos, descendo um lugar na classificação. São quintos, como os mesmos pontos do União de Lamas e Paivense.
Em casa, o Famalicão, frente ao União de Lamas, evitou a derrota no período de descontos, enquanto que o Valonguense trouxe um ponto de Paços de Brandão e continua desafogado.
2-Domingo há dérbi concelhio com o Águeda a receber o Valonguense. O jogo promete, contudo as mais-valias dos Galos deverão fazer a diferença.
O Oliveira do Bairro fará a receção ao Paivense. Não se prevê um jogo fácil para os Falcões. O equilíbrio poderá ser a nota dominante, num jogo em que os detalhes poderão ser cruciais na história final.
De novo em casa, o Famalicão joga com o Esmoriz e tudo fará para não perder de novo pontos no seu burgo. O adversário está ao seu alcance. Vida complicada terá o Calvão na receção ao Alba, opositor que atravessa excelente momento de forma, ao contrário dos locais que já não vencem há sete jogos.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-Numa jornada em que os seis primeiros se cruzaram, o Mourisquense, após bater o Beira-Mar, é o novo líder isolado.
O Oiã, que merecia algo mais além do empate verificado na deslocação ao reduto do S. Vicente Pereira, está em segundo, com os mesmos pontos do Beira-Mar e do Vista Alegre, que derrotou o Fermentelos na casa deste.
Em casa, o Macinhatense não foi além do empate com o Pinheirense.
2-Domingo disputa-se a última jornada da primeira volta. O Mourisquense joga no terreno do Macieira de Cambra e é claramente favorito, tal como o Fermentelos em casa frente ao Válega.
No Beira-Vouga – Macinhatense prevê-se um jogo equilibrado, numa ronda em que o Oiã folga.

SÉRIE C. 1-O líder Mealhada, cem por cento invicto, goleou na casa do Águas Boas, que apesar da derrota não perdeu o terceiro lugar, mas ameaçado pelo Luso, que bateu em casa a Juve Force e pelo Mamarrosa, que foi à Azenha agudizar ainda mais a crise dos locais, impondo-lhe uma goleada.
Firme no segundo lugar está o Anadia B, que venceu no reduto do CRAC. O Couvelha, na curta deslocação a Paredes do Bairro, venceu uma equipa que ainda não ganhou e apenas tem três pontos.
Contra algumas previsões, o Aguinense foi goleado no terreno do Sosense; a LAAC perdeu em casa com o Carqueijo.
No único jogo sem golos, Antes e VN Monsarros dividiram os pontos.
2-Com o Anadia B de folga, o Mealhada, em casa, frente à LAAC, pode reforçar a liderança, de cinco para oito pontos. Para isso é necessário ganhar, coisa que a equipa de Luís Simões apenas sabe fazer.
Na luta pelo terceiro posto, o Águas Boas joga na casa da Juve Force. Caso vença, a equipa de Ponte de Vagos iguala em pontos com os canarinhos. Jogo de resultado incerto. Quem poderá aproveitar é o Luso na casa do Santo André e o Mamarrosa na receção ao Antes para deixarem tudo embrulhado.
No dérbi, o Couvelha tem tudo para vencer o Ribeira/Azenha, tal como o Carqueijo o Paredes do Bairro. O Aguinense é bem capaz de aproveitar o fator casa frente ao CRAC e regressar aos triunfos.
O VN Monsarros, em casa, diante do Sosense, tentará a vitória, o que não acontece há 13 jornadas.