Numa jornada que se previa complicada para os primeiros classificados, acabou por não haver nenhuma mudança. Depois de duas derrotas consecutivas, o Águeda regressou às vitórias e logo com uma goleada, em casa, frente ao Paivense, mantendo assim a liderança, com mais um ponto do Sp. Espinho, que foi ao reduto do Alba vencer pela margem mínima.
O Oliveira do Bairro alcançou a terceira vitória consecutiva no terreno do São Roque e, face ao desaire do S. João de Ver, subiu um lugar na classificação (6.º), estando a três pontos do quarto lugar.
Em casa, o Famalicão, depois de duas vitórias consecutivas, perdeu para o Milheiroense e perdeu oportunidade de ouro para sair dos lugares de descida, onde há muito mora o Calvão, que registou mais uma derrota em casa frente ao Carregosense. O Valonguense também começa a descer na tabela, depois do desaire em Esmoriz.
2-O Águeda joga no reduto do Carregosense ciente de que não pode perder pontos, frente a um adversário tranquilo na classificação e que é difícil de bater em casa. Apesar de tudo, os Galos são favoritos na conquista dos três pontos.
O Oliveira do Bairro fará a receção ao Cucujães e tem tudo para somar mais uma vitória.
O Famalicão terá tarefa complicada, mas não impossível, em Avanca. Regressar aos bons resultados é objetivo claro dos pupilos de António Flávio, que terão de ser mais assertivos no capítulo da finalização.
O Calvão joga na casa do Paços de Brandão, atual penúltimo classificado. Um jogo de crucial importância para as duas equipas, que estão a 11 pontos da salvação.
Em casa, o Valonguense, frente ao também aflito São Roque, uma sapatada na crise de maus resultados e subir uns degraus na tabela.

II DIVISÃO

SÉRIE B. 1-Numa ronda crucial para os primeiros, o líder Mourisquense não vacilou na casa do vizinho Fermentelos e alcançou excelente triunfo, mantendo os cinco pontos de avanço sobre Beira-Mar e Vista Alegre. Os homens da louça venceram o Oiã, naquela que foi a primeira derrota fora dos pupilos de Luís Pinho. Com este desaire, o Oiã desceu para o quarto lugar, mas tem um jogo a menos.
O Macinhatense venceu no Requeixo e consolidou o sexto lugar.
2-Ambos em casa, Mourisquense e Oiã não terão dificuldades para ultrapassar Furadouro e Válega, respetivamente.
Já o Fermentelos, em S. Vicente Pereira, terá obstáculo de peso, mas os Pimpões já mostraram argumentos que podem discutir qualquer jogo e “roubar” pontos aos mais fortes.
Em casa, o Macinhatense é favorito diante da Ovarense.
SÉRIE C. 1-Depois de ter perdido o primeiro jogo oficial com o Águeda, para a Taça do Distrito, o Mealhada retomou o caminho das vitórias ao vencer o Aguinense e reforçou a liderança para 14 pontos, pois o Anadia B foi goleado na casa da Juve Force (4-1).
O Carqueijo, apesar do empate caseiro diante do VN Monsarros, manteve o quarto lugar. Logo atrás vem o Mamarrosa, que goleou fora o Couvelha e o Águas Boas, que venceu em casa o Antes.
O Luso foi surpreendido em casa pelo Sosense, enquanto a LAAC dividiu os pontos com o Ribeira/Azenha. No dérbi vaguense, o CRAC foi vencer a Santo André.
2-Se nada de anormal acontecer, o Mealhada pode registar a 22.ª vitória no terreno do VN Monsarros. O Anadia B, em casa, também é favorito diante do Santo André.
Equilíbrio prevê-se no Mamarrosa – Carqueijo, com os locais obrigados a vencer para recuperar o quarto lugar. A Juve Force terá de ser igual a si própria na casa do Aguinense, apesar das três derrotas seguidas dos guinatos.
O mesmo se aplica ao Águas Boas na curta deslocação a Soza.
A seguir com especial atenção o Ribeira/Azenha – Paredes do Bairro, num jogo de aflitos.
A LAAC é bem capaz de trazer pontos de Antes. No CRAC – Luso inclinamo-nos para o empate.
O Couvelha folga.