Há praticamente três meses em funções, a direção do Moita Rugby Clube da Bairrada (MRCB) fez um pequeno balanço daquilo que tem sido feito ao longo deste período e projetou a nova época prestes a começar, cujo maior foco é o aumento de atletas nas camadas jovens. “O clube acabou a última época com 107 atletas. É objetivo desta direção terminar a nova época com 200 atletas inscritos, incluindo os veteranos”, confessou Carlos Dias.
“Esta direção assumiu funções com uma grande debilidade no capítulo das camadas jovens. Por isso estamos a fazer uma grande captação para trazermos mais gente nova para o MRCB. Colocámos um outdoor na rotunda de Sangalhos, iremos ter outro na sede da Junta de Freguesia de Avelãs de Cima, onde agradeço desde já à Junta toda a disponibilidade que tem tido connosco para que este projeto tenha sucesso, e estamos a trabalhar no sentido de colocar outro outdoor numa zona estratégica na cidade de Anadia. Muita publicidade nas redes sociais, distribuição de flyers pelos estalecimentos comerciais da região e divulgação porta a porta”, disse o presidente do MRCB.
A direção sabe que o público alvo está nas escolas, no diálogo com professores e alunos, e os resultados começam a aparecer, tendo angariado entre 10/15 atletas para os diferentes escalões.
No sentido de atingir os seus objetivos na captação de camadas jovens, o MRCB, neste mês de setembro, tem em formação 6 treinadores grau I e 2 em grau II e conta com um novo coordenador de escolas na equipa técnica, Gonçalo Costa.
O MRCB vai ter todos os escalões em competição e conta com outra novidade para a nova época, um clube satélite. Trata-se do Grupo Desportivo Moitense, que tem estado sem atividade desportiva e que vai reativar a secção de rugby (irá acolher a equipa sénior que vai participar na 2.ª Divisão Nacional).
Relativamente aos objetivos desportivos, na formação, participar nos torneios inter-regionais, regionais e nacionais, num total de 15; os Sub-16 e Sub-18, no Campeonato Nacional de Sevens e Taça de Portugal.
Sobre a equipa sénior que vai disputar a 1.ª Divisão Nacional, o objetivo do clube é atingir os playoffs, o que significa ficar nos primeiros seis lugares e chegar aos oitavos-de final na Taça de Portugal. A equipa conta com 40 atletas, 95 por cento são oriundos do concelho de Anadia, ninguém recebe nada (os treinadores têm ajudas de custo) e apenas são recompensados com um jantar nos jogos em casa, que é oferecido por amigos do clube e restaurantes da região. “Pretendemos dinamizar a tão característica terceira parte”, afiançou Carlos Dias.
Depois de Rui Rodrigues, Gonçalo Almeida, Filipa Mesquita, Pedro Santos, Inês Spínola e Beatriz Rodrigues terem representado as seleções nacionais, uma das apostas da direção é colocar mais atletas ao serviço das seleções, pretendendo, também, no final da época, com os seniores, fazer um intercâmbio internacional.
No capítulo das infraestruturas, a direção do MRCB apresentou um projeto à Câmara Municipal de Anadia para a cobertura da bancada no campo do rugby com capacidade para 300 pessoas. “É um desejo que queremos ver tratado no imediato e apenas aguardamos a decisão da câmara. Temos uma média de afluência aos jogos de 250/300 pessoas, há a promessa da Federação Portuguesa de Rugby e do Comité Regional de Rugby do Centro para jogos internacionais e estágios de seleções e, para o fomento da aldeia da Moita e do concelho de Anadia, é extremamente importante reunir condições para a comodidade de quem nos visita”, clarificou Carlos Dias.
O orçamento é de 70 mil euros e a direção conta com o apoio das entidades oficiais, patrocinadores e dos vários eventos que irá organizar durante o ano.
A maior fatia vai para os transportes (serão percorridos 12 a 15 mil kms), manutenção do campo de rugby e assistência médica.

Jogos. Este sábado, dia 17, a partir das 16h, a direção do MRCB vai fazer a apresentação das equipas, com jogos entre os pais e atletas, jogo entre campeões de 1988 e 2016, cujo ponto alto é um jantar informal na sede do clube. No dia 24 realiza um torneio com as equipas do MRCB, CDUP e Escola Agrária de Coimbra, num ensaio-geral para o início do campeonato, que se inicia dia 8 de outubro, em casa, com CR S. Miguel.