Depois de ter vencido um dos candidatos à subida, aplicando-lhe a primeira derrota, o Oliveira do Bairro foi ao terreno do União de Lamas (outro dos candidatos) ganhar, naquela que foi a primeira derrota caseira dos lamacenses. Com estas duas vitórias, parece que os fantasmas deixaram de pairar na estrutura bairradina, que começa a respirar muito melhor na tabela classificativa.
Quem continua encostado às cordas é o Mealhada que, em casa, frente ao Beira-Mar registou a nova derrota e continua a ser a equipa que ainda não tem qualquer ponto, numa jornada em que o Romariz ganhou pela primeira vez.
2-Domingo há dérbi bairradino com a receção do Oliveira do Bairro ao Mealhada. Os Falcões atravessam o melhor momento da época, mas, apesar do seu antagonista ainda não ter pontuado, o jogo não será fácil. E é neste tipo de jogos que as surpresas acontecem. Jogo de tripla.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Em casa, o Vista Alegre, à custa da LAAC, regressou às vitórias e manteve a liderança, com mais dois pontos do Fermentelos, que venceu no terreno do Macinhatense. Segue-se o Mourisquense, que em casa bateu o Requeixo.
O Águas Boas, atuando em casa, voltou a desiludir, ao perder com o Estarreja B, sucedendo o mesmo com o Sosense, que voltou a perder no seu reduto e pelo mesmo resultado da última jornada (0-1) e de novo com uma equipa do concelho de Águeda, o Valonguense.
Em fim de semana de aniversário, o Oiã adiou o seu jogo com o Beira-Vouga para o dia 1 de dezembro.
2-Um dos jogos grandes da jornada é sem dúvida o Fermentelos – Oiã, não só pela rivalidade entre os dois clubes, mas também pelo facto da equipa que está melhor na classificação nem sempre é a favorita.
Os homens da Pateira atravessam excelente momento e o fator casa poderá dar-lhe algum favoritismo.
Outro jogo a seguir com atenção é o dérbi aguedense entre Valonguense e Mourisquense. Os Pilatos não se podem atrasar na classificação, já os canarinhos procuram encurtar distâncias, por isso prevê-se um jogo intenso e de resultado imprevisível.
O Águas Boas desloca-se ao terreno da LAAC. Os homens de Aguada de Cima estão melhores no que diz respeito à classificação e isso deverá jogar a seu favor.
Atuando em casa, o Estarreja B é claramente favorito diante do Sosense, que regista cinco derrotas consecutivas e ocupa o último lugar.
No Requeixo – Macinhatense, a postamos na divisão dos pontos.

SÉRIE D. 1-Numa jornada com muitos golos (30), o Famalicão goleou em casa o Aguinense e continua na liderança. Logo atrás e com menos três pontos, surge o Carqueijo, que impôs em casa pesada derrota ao Bustos (4-1).
O Mamarrosa estreou-se a ganhar em casa e logo com uma goleada (4-0) à Juve Force, que deixou fugir no terceiro lugar o Calvão, que venceu sem problemas no terreno do VN Monsarros.
E quem também se estreou a ganhar em casa, quiçá no campeonato, foi o Ribeira/Azenha que derrotou o Antes. O Luso venceu em casa o Paredes do Bairro por números (3-0) que não deixam dúvidas, enquanto o Santo André continua a surpreender ao vencer fora o vizinho CRAC.
2-O Famalicão joga em Calvão. Os locais têm vindo a subir de forma e tudo farão para alcançar a vitória, o que significaria ficar dois pontos do líder. Um jogo que pode ser decidido nos pormenores.
O Carqueijo até pode aproveitar para se isolar na liderança (se o Famalicão perder), mas terá pela frente uma Juve Force ferida no seu orgulho e que está obrigada a pontuar para se manter nos quatro primeiros. Empate em perspetiva.
Em casa, o Bustos, frente ao CRAC, tem todas as condições para regressar às vitórias. Também em casa, o Santo André não deve deixar fugir os três pontos diante do Ribeira/Azenha.
No Paredes do Bairro – Mamarrosa e Aguinense – Luso, o equilíbrio poderá ser a nota dominante. Já no Antes – VN Monsarros (ambos ainda não ganharam), os pratos da balança podem pender para qualquer dos lados.