O efeito da mudança de treinador, embora Tó Miguel apenas tenha orientado a equipa no passado fim de semana, parece que resultou.
Com efeito, o Oliveira do Bairro entrou com grande estilo na segunda volta, ao vencer de forma clara o Beira-Mar, que também tinha mudado de treinador. Augusto Semedo não foi feliz no regresso ao ativo, ficando a 10 pontos do líder Esmoriz.
De mal a pior vai o Mealhada, que saiu goleado do terreno do São João de Ver por 5-1, mantendo o último lugar na classificação.
2-Já com novo treinador no banco (Carmindo Dias), o Oliveira do Bairro joga no terreno do Alba, adversário que tem apenas mais dois pontos, mas que vem de um ciclo positivo com vitória fora com o Beira-Mar e empate na casa do União de Lamas.
Os Falcões não se têm dado muito bem em Albergaria-a-Velha. Resta saber se irão manter a tradição!
Em casa, o Mealhada tem um osso duro de roer com a visita do União de Lamas, terceiro classificado.
Os bairradinos apenas contabilizam quatro pontos, à medida que as jornadas vão avançando, talvez a motivação dos jogadores se vá abaixo, mas em jogos com equipas com outras credenciais, tudo é possível.

II DIVISÃO

SÉRIE C. 1-Com o Vista Alegre confortável na liderança, o Mourisquense continua na sua peugada, depois da vitória na casa do Rocas do Vouga.
No sempre apetecível dérbi da freguesia, o Águas Boas, em casa, levou a melhor sobre o Oiã e tirou o seu adversário do terceiro lugar, por troca com o Fermentelos, que venceu no reduto do Estarreja B.
A LAAC venceu em casa o Beira-Vouga, tal como o Valonguense, que deu cinco ao Requeixo.
E num jogo recheado de golos, o Sosense derrotou em casa o Macinhatense por 4-3.
2-Jogo grande entre Mourisquense e Vista Alegre. Os Pilatos tudo farão para vencer o líder, que ainda não perdeu, para encurtar distâncias. Jogo para tripla, embora haja alguma curiosidade para saber como os aguedenses vão reagir à saída do seu treinador.
O Fermentelos fará a receção à LAAC em mais um dérbi concelhio. Prevê-se um jogo de luta com os Pimpões a terem ligeira vantagem por jogarem em casa. Outro dérbi será o Macinhatense – Valonguense, com os pratos da balança a caírem para o segundo.
Também em casa, o Oiã é favorito diante do Sosense. Já o Águas Boas tem boas hipóteses de trazer pontos de Pessegueiro do Vouga.

SÉRIE D. 1-O Famalicão, que goleou em casa o VN Monsarros por 5-1, é cada vez mais líder, tendo agora 8 pontos de avanço para o novo segundo classificado, o Calvão, que relegou o Carqueijo desse lugar, depois do triunfo por 2-1.
Logo a seguir surge a Juve Force, que em casa não teve dificuldade em bater o Bustos, que com esta derrota frente a um adversário direto, ficou mais longe dos quatro primeiros lugares.
O Mamarrosa cumpriu em casa e venceu o CRAC, tal como o Paredes do Bairro sobre o Santo André.
Uma das surpresas foi o Ribeira/Azenha, que venceu pela primeira vez fora, na casa do Luso.
O Aguinense, que já vai no terceiro treinador (entrou Nuno Simões), voltou a claudicar em casa, tendo perdido com o Antes.
2-O Famalicão joga na casa do Carqueijo. Os locais pretenderão regressar ao segundo lugar e infligir a primeira derrota ao líder. Um jogo para seguir com toda a atenção.
O Calvão não deve ter grandes problemas na casa do Antes, tal como a Juve Force no reduto do vizinho CRAC, apesar de ser um dérbi.
O Bustos recebe o Paredes do Bairro e os três pontos deverão ficar em casa.
O Mamarrosa desloca-se à Azenha. Dada a irregularidade dos locais, a equipa de Nuno Ferreira pode sonhar com a vitória, mas nunca fiando, pois a distância das duas equipas em termos geográficos é curta e a rivalidade é grande.
Em casa, o VN Monsarros, frente ao inconstante Luso, tudo fará para somar pontos. O Santo André, que leva 6 derrotas seguidas, joga em casa com o Aguinense e deve regressar aos triunfos.