Fotografia: COF

Desde que está nos distritais, nunca o Oliveira do Bairro chegou tão longe na Taça do Distrito. Para a quarta eliminatória, os Falcões deslocaram-se a Bustelo e, depois de uma igualdade a um golo, na lotarida das grandes penalidades, venceu por 6-7, apanhando na ronda seguinte o Esmoriz fora de casa.

Em duelo de equipas bairradinas, o Mourisquense eliminou fora o Antes. Menos sorte teve a Juve Force, que saiu goleada (5-0) de Lourosa. Destaque para a passagem do Vista Alegre, que continua sem perder.

 

I DIVISÃO

 

1-Depois das emoções da Taça está de volta o campeonato, que cumpridas que estão 21 jornadas, está ao rubro, com duas equipas na liderança, Sp. Espinho e Esmoriz, e mais duas na luta, Beira-Mar e União de Lamas, pela subida ao Campeonato de Portugal.

Nas contas da manutenção, que em vez das três últimas como está estipulado no regulamento, mas com a ressalva de que podem descer outras do Campeonato de Portugal onde há vários candidatos filiados na Associação de Futebol de Aveiro, cujo cenário é cada vez mais possível, o Oliveira do Bairro terá que fazer pela vida.

Depois da permanência na Taça do Distrito, os bairradinos jogam no terreno do Avanca, que também não tem a sua situação totalmente clarificada na tabela classificativa. Os avancanenses têm mais um ponto, têm revelado também alguma irregularidade nas suas exibições e, perante duas equipas algo semelhantes, apostamos na divisão dos pontos.

O Mealhada, último classificado, apenas com quatro pontos e praticamente arredado da manutenção, terá pela frente mais um osso duro de roer, na receção a um dos líderes do campeonato, o Sp. Espinho. Se se mantiver o estado competitivo das duas equipas, os espinhenses têm tudo para conquistar os três pontos.

 

II DIVISÃO

 

SÉRIE C. 1-Se o líder Vista Alegre terá de ser igual a si próprio na visita do terreno do Valonguense, adversário que tem vindo a subir de forma e ameaça os quatro primeiros lugares, o grande destaque vai para o jogo Fermentelos – Mourisquense. As duas equipas repartem o segundo lugar e como os homens da Vista Alegre estão longe (mais 13 pontos), o objetivo de ambas passa por assegurar aquela posição. Jogo de tripla.

Duelo interessante também na LAAC – Oiã, mais pela posição do segundo que pretende manter-se entre os quatro primeiros. E não pode menosprezar a equipa de Aguada de Cima, capaz do melhor e do pior.

Refira-se que o Oiã antecipou o jogo da 21.ª jornada e venceu em casa o Rocas do Vouga por 1-0.

O Águas Boas joga no reduto do Sosense, numa partida que se prevê equilibrada face à diferença pontual (dois pontos) entre as duas equipas.

O Macinhatense, último classificado, joga em casa do penúltimo, o Rocas do Vouga. A equipa de Sever do Vouga tem mais pontos, atua em casa, e isso joga a seu favor.

 

SÉRIE D. 1-O Famalicão tem duro teste, ou não, em Ponte de Vagos. A Juve Force está no terceiro lugar, procura encurtar distâncias, quiçá anular a invencibilidade dos famalicenses, por isso prevê-se um jogo intenso e de prognóstico reservado.

Em dérbi concelhio, o Calvão recebe o CRAC e, apesar da rivalidade, os calvonenses são claramente favoritos à vitória final.

O Carqueijo, em Vagos, frente ao Santo André, não deverá sentir grandes problemas em chamar a si os três pontos, prevendo-se o mesmo ao Bustos na deslocação a Antes.

Em casa, o Mamarrosa, frente ao Luso, tudo fará para ganhar e reforçar o estatuto de sexto classificado.

O Paredes do Bairro fará a receção ao VN Monsarros, equipa que nas últimas jornadas tem subido de produção e que vai lutar até à exaustão pelos três pontos. Tem a palavra a equipa de António Castanheira.

Os dois últimos jogam entre si, com o Aguinense a receber o lanterna vermelha, o Ribeira/Azenha. É um dérbi concelhio e tudo pode acontecer. Quem cometer menos erros levará a melhor.