A Companhia Olga Roriz apresenta “Síndrome” no Centro de Artes de Águeda, no próximo sábado, dia 10 de fevereiro.
A Companhia Olga Roriz, fundada em 1995 pela coreógrafa Olga Roriz, tem sido ao longo dos anos uma referência de qualidade profissional e artística no panorama nacional e internacional da dança contemporânea.
 “Síndrome” é a mais recente criação da Companhia e parte de “Antes que Matem os Elefantes”, peça apresentada em 2016, transformando-a num novo espaço, solitário e individual, envolto num ambiente de utopia como uma suspensão da realidade, em busca do que ficou esquecido, do que se perdeu. Vive-se a verdade, as expectativas, as aspirações e desencantos. Naqueles corpos reconstroem-se os afetos, o mundo imprime-se no olhar, no rosto, no corpo e nas palavras, em direção a outros caminhos do sentir.
O que caracteriza e diferencia a Companhia Olga Roriz das demais está indissociavelmente relacionado com o facto de ser uma Companhia de autor e de esse autor, ao longo de 40 anos, ter criado uma vasta obra com um estilo incomparável usando uma linguagem coreográfica com uma forte vertente teatral e um apurado sentido estético, plástico e visual.