O início da segunda volta do Campeonato Safina voltou, a exemplo da primeira, a não correr de feição ao Famalicão, tendo perdido por esclarecedores 3-0 no terreno do Vista Alegre, um adversário direto na luta pela manutenção. A equipa mantém-se à tona da linha de água.
Em casa, o Pampilhosa começou o jogo a perder frente ao Beira-Mar, mas, em seis minutos, os ferroviários deram a volta com três golos, que acabaram por ser decisivos, com os aveirenses a reduzirem na segunda parte. Vitória importante para a equipa de Nuno Raquete, que ganhou uma vantagem de 10 pontos para a primeira equipa a descer.
2-Em casa, diante do Alvarenga, o Famalicão não pode esbanjar pontos, pois cada jornada que passa sem pontuar, tudo se torna mais complicado na desejada recuperação.
O Pampilhosa joga em Bustelo, adversário que luta pelos primeiros lugares. O bálsamo da vitória frente ao Beira-Mar pode conferir outro estado de espírito aos ferroviários.
 
I DIVISÃO
1-No fecho da primeira volta e num jogo que se antevia complicado, o Oliveira do Bairro empatou a um golo no terreno da ACRD Mosteirô e viu a concorrência (S. Vicente Pereira e Macieirense) encurtar distâncias, embora 9 pontos para o segundo e 14 para o quarto, seja uma boa almofada para a segunda volta.
Num jogo recheado de golos (6), o Fermentelos (na foto) teve uma vantagem de dois golos, mas, perto do final, viu o Mealhada conquistar um ponto. A equipa da Pateira, com mais este empate, o quarto consecutivo, baixou para o quinto lugar.
O Oiã foi surpreendido em casa pelo S. Vicente Pereira e começa a ficar nos lugares de perigo.
Em casa, o Mouriquense levou a melhor sobre o Milheiroense, tal como o Calvão frente à vizinha Juve Force. Esta foi a segunda vitória dos calvonenses em casa.
O Carquejo colecionou mais uma goleada, desta vez na casa do Mosteirô FC.
2-No arranque da segunda volta, o Oliveira do Bairro tem mais uma deslocação complicada, ao terreno do Macieirense, atual terceiro da tabela, que pretende manter-se nos lugares de subida. Será mais um teste à invencibilidade dos Falcões.
O Fermentelos fará a receção ao Valecambrense, equipa que tem vindo a realizar um campeonato tranquilo, que poderá causar problemas. A equipa de Toninho precisa urgentemente de regressar às vitórias, o que já não acontece há quatro jogos.
O Oiã desloca-se ao terreno da ACRD Mosteirô e não terá pela frente facilidades, pois o seu antagonista luta pela subida de divisão.
O mesmo se aplica à Juve Force na receção ao S. Vicente Pereira. A formação do concelho de Ovar está na segunda posição, mas terá de ter em atenção o facto da equipa de Ponte de Vagos ainda não ter perdido em casa. Jogo para tripla.
O Mourisquense recebe o Mealhada. Os Pilatos têm subido de produção, estão mais perto dos lugares de decisão, tudo farão para ganhar. Resta saber se os mealhadenses estarão pelos ajustes.
De novo em casa, o Calvão tem francas possibilidades de vencer o Carqueijo e sair da zona de descida.
 
II DIVISÃO
SÉRIE B. 1-O Macinhatense venceu em casa o Macieira de Cambra e isolou-se no segundo lugar. Já o Valonguense conquistou importante triunfo no reduto do Santiais.
SÉRIE C. 1-O Antes soma e segue. Mais uma vitória e logo uma goleada ao vizinho Luso (4-1). O Bustos – VN Monsarros foi adiado, o que permitiu à LAAC, que também goleou (4-1) após triunfo no terreno do Ribeira/Azenha, aproximar-se do terceiro lugar. Mais longe ficou o Águas Boas, que não foi além de um empate em casa frente ao Sosense.
O Mamarrosa venceu fora o Santo André, tal como o CRAC em mais uma goleada por 4-1 no reduto do Aguinense. A equipa de Aguim tarda em encontrar-se com os bons resultados. Já não vence em casa desde 29 de outubro do ano passado.
O Paredes do Bairro, que não vencia há seis jornadas, quebrou essa malapata ao ganhar à Juve Force B.
O campeonato regressa dia 18 de fevereiro.