Para o Campeonato Safina, o Famalicão, com Davide Dias como novo treinador, foi derrotado em casa pelo Alvarenga, caindo de novo para a zona de despromoção. Não foi a estreia desejada para Davide Dias, numa derrota que pode deixar mossa no futuro imediato.
Melhor esteve o Pampilhosa, que em Bustelo, onde a equipa da casa ainda não tinha perdido, alcançou excelente vitória, com o golo a surgir aos 90 minutos.
2-E na próxima jornada as duas equipas bairradinas vão medir forças entre si. O Pampilhosa está melhor e o Famalicão não pode voltar a perder terreno.
 
I DIVISÃO
1-Imperial. O Oliveira do Bairro, que está a realizar uma época notável (ainda não perdeu), ganhou em três campos. Fora, frente ao terceiro classificado, o Macieirense, os Falcões golearam. E aproveitaram a derrota do S. Vicente Pereira na casa da Juve Force (excelente campanha da equipa de Parada de Cima) e do empate do Mansores para ficarem com 12 pontos sobre o segundo e 16 sobre o quarto classificado. Já podem começar a encomendar as faixas de campeão.
Em casa, o Fermentelos voltou a dececionar ao perder com o Valecambrense e foi ultrapassado na classificação pelo Mourisquense, que venceu em casa o Mealhada. Os Pilatos aproximaram-se dos lugares de decisão.
O Oiã trouxe um ponto do reduto da ACRD Mosteirô, mas merecia mais. Nota para a vitória, a primeira, do Carqueijo em Calvão.
2-O Oliveira do Bairro recebe o Paços de Brandão e não deve ver o adversário trocar-lhe os passos.
Fermentelos e Oiã têm jogos complicados pela frente. O primeiro joga em Mansores e o segundo recebe o Macieirense, adversários que lutam pela subida. Neutralizar algum do favoritismo é fundamental.
O Mourisquense joga fora no reduto do Valecambrense e tem hipóteses de trazer pontos, tal como a Juve Force na deslocação ao Carqueijo. O Mealhada, em casa, é favorito diante do Mosteirô FC.
O Calvão joga autêntica final no terreno do Milheiroense. As duas equipas estão mal classificadas, sendo que a pressão está mais do lado dos calvonenses.
 
II DIVISÃO
SÉRIE B. 1-O Macinhatense, a realizar excelente campeonato (segundo classificado), joga no terreno do Pinheirense e, face à produção do seu opositor, os aguedenses têm grandes legitimidades em alcançar mais um resultado positivo e subir à liderança, pois o Beira-Vouga folga.
O Valonguense defronta em casa o Gafanha B. As duas equipas estão empatadas na classificação. O empate não é de colocar de parte.
SÉRIE C. 1-O líder Antes joga fora com o VN Monsarros. A irregularidade que os anadienses (penúltimos na tabela geral) vêm demonstrando, confere algum favoritismo à equipa do concelho da Mealhada.
Logo atrás na classificação surge o Bustos, com um jogo a menos, e na deslocação a Ponte de Vagos para medir forças com a Juve Force B, é claramente favorito, dado que o seu adversário ocupa a última posição.
A LAAC, que ocupa o último lugar do pódio, fará a receção ao Santo André, num jogo que não se perspetiva nada fácil para a formação de Aguada de Cima, visto que jogou a meio da semana.
O Águas Boas, que tem perdido algum terreno nas últimas jornadas, joga no reduto do Aguinense. Os guinatos estão a realizar uma época dececionante, daí que possamos dar alguma margem de sucesso para a equipa de Nuno Ferreira.
Quem também tem vindo a cair na classificação é o Luso. Os homens das águas já não vencem há três jogos e, em casa, diante do Ribeira/Azenha, têm todas as possibilidades de regressar aos triunfos.
Em subida de rendimento está o CRAC. Recebe o Paredes do Bairro, que parece reerguer-se com a entrada de Lampadinha para treinador. Prevê-se um jogo equilibrado.
O Mamarrosa recebe o Sosense. As duas equipas vêm de resultados moralizadores, estão empatadas na classificação e, no final do jogo, podem ficar como estão.