Para o Campeonato Safina, a jornada 22 foi nefasta para as equipas bairradinas. Fora, o Famalicão não teve andamento para o São João de Ver, segundo classificado, que resolveu praticamente o jogo na primeira parte, em mais um resultado pesado (4-1) para os bairradinos.
Depois de quatro vitórias seguidas, o Pampilhosa foi surpreendido em casa pelo Fiães, perdendo assim a possibilidade de se aproximar dos lugares mais acima da tabela.
2-Jogou contra o segundo, agora defronta o primeiro, o Lourosa. É este o trajeto do Famalicão que, mesmo sendo o jogo em sua casa, terá de ter uma grande capacidade de superação para roubar pontos ao líder.
O Pampilhosa joga no reduto do aflito Carregosense e é bem capaz de regressar aos bons resultados.
 
I DIVISÃO
1-O Oliveira do Bairro continua, jornada após jornada, a levar a melhor sobre os seus adversários. No dérbi bairradino frente ao Fermentelos, os Falcões estiveram a ganhar, mas permitiram a reviravolta do adversário. Contudo, a equipa de Tó Miguel não deixou os créditos por mãos alheias, deu a volta e somou a 17.ª vitória, aumentando para 13 pontos a vantagem sobre o segundo classificado, o S. Vicente Pereira, 14 para o terceiro e 16 para o quarto, o Mourisquense, que venceu fora a EF Rui Dolores.
Em casa, o Oiã regressou às vitórias diante do Paços de Brandão e ficou um pouco mais tranquilo na classificação.
Também em casa, o Mealhada levou a melhor sobre a Juve Force, que perdeu assim a possibilidade de se aproximar da quarta posição.
O Calvão não consegue acertar o passo e perdeu no terreno do Valecambrense, sucedendo o mesmo ao Carqueijo ao sair derrotado do reduto do Milheiroense.
2-Vai ser uma jornada quente com três dérbis bairradinos. O Oliveira do Bairro joga na casa do Mourisquense, adversário que luta também pela subida de divisão. Será mais um teste à invencibilidade dos Falcões, num jogo de elevado grau de dificuldade para as duas equipas.
O Fermentelos recebe o Oiã. Os Pimpões já não vencem há oito jogos, vão em quatro derrotas consecutivas, e frente ao vizinho e rival, voltar a ceder será complicado. Apostamos na tripla.
Carqueijo – Mealhada é o outro dérbi. Os mealhadenses estão melhores e podem tirar partido da pressão de conquistar pontos dos locais para saírem da zona de descida.
Com maior ou menor dificuldade, a Juve Force deverá levar a melhor sobre o Valecambrense. Já o Calvão, também em casa, terá pela frente um Mansores duro de roer.
 
II DIVISÃO
SÉRIE B. 1-O trio da frente foi desfeito. Dois deles, Beira-Vouga e Macinhatense, jogaram entre si e empataram sem golos, enquanto o Valonguense recebeu e bateu o Rocas do Vouga e assumiu isolado a liderança.
E tudo pode voltar a mudar na próxima ronda, visto que o Valonguense folga. O Macinhatense recebe o Pessegueirense e não terá pela frente um jogo fácil.
SÉRIE C. 1-O Antes mostrou a sua força de novo e goleou na casa do CRAC, mantendo os seis pontos de avanço sobre o Bustos que venceu com algumas dificuldades na casa do Aguinense, que apresentou novo treinador, António Castanheira.
O Águas Boas, ao perder em Paredes do Bairro, perdeu também o terceiro lugar, agora ocupado pela LAAC, que foi a Bustos vencer o Mamarrosa.
Em casa, o Luso superiorizou-se ao Sosense, tal como a Juve Force B diante do Ribeira/Azenha.
Apesar da boa réplica, o VN Monsarros voltou a perder em casa, desta vez com o Santo André.
2-Em casa, o Antes não deverá ter problemas frente ao Aguinense. Já o Bustos, na receção ao Paredes do Bairro, terá de ser igual a si próprio. Na luta pelo pódio, o Águas Boas, frente à LAAC, tudo fará para recuperar esse lugar, o que poderá não ser fácil. O fator casa poderá ser determinante no Ribeira/Azenha – CRAC, Sosense – VN Monsarros e no Santo André – Juve Force B.
No Mamarrosa – Luso, o equilíbrio poderá ditar leis.