A vida não está fácil para o Oliveira do Bairro. Depois do empate na jornada inaugural, os Falcões perderam em casa com o São João de Ver por claros 3-0 e ocupam os lugares de descida. É muito cedo para se fazerem conjeturas, pois a procissão ainda nem saiu do adro, mas apenas um ponto em nove possíveis, dá que pensar!
No reduto do Carregosense, o Pampilhosa conquistou a primeira vitória (3-0) e deu uma demonstração da sua valia.
Em casa, o Mourisquense, que até esteve duas vezes em vantagem, acabou por perder para o Bustelo.
2-Fiães é a próxima etapa do Oliveira do Bairro. Um jogo, mesmo sendo fora, que terá de ser encarado como se de uma final se tratasse, pois ficar muito tempo na cauda da classificação, poderá trazer dissabores.
Em casa, o Pampilhosa, frente ao Macieirense, ainda sem pontos, é favorito. O Mourisquense vai passar um mau bocado em Mansores.
 
I DIVISÃO
1-O trio de líderes foi desfeito, com o Mealhada, que até esteve a ganhar, a ser surpreendido em casa pela ACRD Mosteirô.
O Oiã trouxe um ponto de Fermentelos, alcançado já nos minutos finais. Foi o primeiro ponto para a equipa de Carlos Maio. O Antes continua a marcar passo, sendo, a par do Gafanha B, as únicas equipas que ainda não pontuaram. A formação de José Rocha, que até marcou primeiro, foi goleada no terreno da Ovarense.
Na casa de um dos líderes, o Famalicão perdeu frente ao São Vicente Pereira. A Juve Force, no seu terreno, chegou a ter uma vantagem de dois golos, mas acabou por perder (2-4) com o Valecambrense.
2-Ambos fora de casa, Mealhada e Fermentelos vão ter adversários complicados pela frente. O primeiro joga diante do Valecambrense, um dos líderes; o segundo frente ao terceiro classificado, a ACRD Mosteirô, equipas que apostaram na subida. Não perder (empate) já não será mau de todo.
Em casa, o Oiã tem todas as condições para somar a primeira vitória frente ao Beira-Vouga.
O Famalicão recebe a Ovarense onde o fator casa poderá ditar a suas leis. Também em casa, o Antes, que já leva 12 golos sofridos, defronta o Paços de Brandão e terá de pensar pontuar o mais rápido possível.
A Juve Force não irá ter vida fácil na casa do Canedo, adversário que começa a justificar a aposta que fez no regresso ao principal escalão.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-No último fim de semana foi dado o pontapé de saída do campeonato da 2.ª Divisão numa jornada que rendeu 45 golos. O grande destaque vai para os dois dérbis concelhios e onde os resultados foram desnivelados. O VN Monsarros ganhou 7-1 ao Aguinense e o Calvão foi ao reduto da Juve Force B vencer por 8-1. Fora, o CRAC não deu a mínima hipótese ao Sosense (4-0).
Num jogo cheio de golos, o Bustos, em casa, bateu o Santo André (4-3). O Águas Boas também entrou com o pé direito, impondo-se no terreno do Paredes do Bairro, sucedendo o mesmo à LAAC frente ao vizinho Valonguense.
Em casa, o Ribeira/Azenha evitou a derrota com o Pessegueirense no período de descontos (1-1), enquanto o Luso levou a melhor no dérbi com o Carqueijo. O Vaguense estreou-se com uma derrota no Bom Sucesso.
2-Calvão – Bustos é o jogo de destaque entre duas equipas que apostam na subida. Jogo para tripla.
Em casa, o Águas Boas, frente ao Valonguense, vai tentar dar seguimento ao bom resultado da ronda anterior, aplicando-se o mesmo na receção da LAAC ao Bom Sucesso.
Frente aos seus adeptos, o Aguinense tudo fará para limpar a goleada, e a Juve Force B, que também foi goleada, até pode ser o adversário ideal. O fator casa poderá ser determinante no Luso – Ribeira/Azenha, CRAC – Paredes do Bairro e no Mamarrosa – Sosense. Os mamarrosenses fazem a sua estreia depois de terem folgado.
O VN Monsarros joga na casa do Pessegueirense moralizado e à espreita de trazer pontos. No Vaguense – Carqueijo prevemos um jogo equilibrado. O Santo André folga.