O Oliveira do Bairro continua numa caminhada ascendente. Mais uma vitória, desta vez em casa contra o Macieirense, resultado que lhe valeu subir ao quarto lugar da classificação. Para quem subiu de divisão, a campanha, até agora, cumpridas que estão 10 jornadas, é excelente.
Em clara subida de forma está o Pampilhosa, que alcançou a terceira vitória consecutiva, em casa, frente ao Alba e ascendeu ao sexto lugar.
Em casa, o Mourisquense até esteve a ganhar, mas o líder Beira-Mar foi mais forte e deu a volta ao resultado. Esta foi a quinta derrota consecutiva dos Pilatos que continuam mergulhados na zona de despromoção.
2-O Oliveira do Bairro desloca-se a Estarreja. Os locais têm estado aquém das expectativas, os Falcões têm dado cartas fora de casa e, mantendo essa tendência, um bom resultado é possível de alcançar.
O Pampilhosa volta a jogar em casa com o aflito Vista Alegre e a vitória não lhe deverá fugir.
O Mourisquense joga com uma equipa do seu campeonato, que é como quem diz, que luta também pela manutenção, o Carregosense. Será que a retoma começa já este domingo, apesar de jogar fora?
 
I DIVISÃO
1-Apesar de não ter ganho, o Mealhada saiu-se bem do terreno de um dos candidatos, o Cucujães, ao conseguir um empate sem golos, continuando em zona de subida.
Em Antes, o Oiã foi para o intervalo a vencer por 2-0, mas na segunda parte os locais deram a volta ao resultado, com o golo da vitória a surgir no período de descontos (3-2).
Melhor sorte teve o Fermentelos que foi a Famalicão vencer. Foi a quinta derrota consecutiva dos famalicenses, a terceira em casa. A equipa é toda nova, mas esperava-se mais. A equipa continua mergulhada na zona de descida.
Na casa do líder São Vicente Pereira, a Juve Force quebrou um ciclo de três vitórias seguidas.
2-O Mealhada mede forças com o líder São Vicente Pereira. Se quer encurtar distâncias (7 pontos), terá de ganhar.
Fermentelos e Juve Force também terão pela frente adversários que estão nos quatro primeiros lugares – zona de subida. O primeiro recebe o Cucujães e, em caso de vitória, apanha o seu adversário. A equipa de Ponte de Vagos também joga em casa, contra a Ovarense, segunda classificada. Dois jogos de exigência máxima.
No Oiã – Famalicão, os locais estão um pouco mais seguros na classificação e o fator casa poderá ser decisivo.
O Antes joga na casa da ACRD Mosteirô e não deve encontrar pela frente facilidades.
 
II DIVISÃO
ZONA SUL. 1-Nada de novo na frente com os três primeiros a convencer. O CRAC, que comanda isolado, goleou em casa o vizinho Juve Force B. A LAAC, em casa, também não fez por menos, e venceu o Santo André por 6-2. No dérbi concelhio, o Bustos foi a casa do Águas Boas vencer com toda a justiça.
O Calvão perdeu terreno ao sair derrotado da casa do Vaguense, e o Mamarrosa já é quinto, depois de vencer em casa o VN Monsarros.
Paredes do Bairro e Luso não desperdiçaram o fator casa, derrotando Carqueijo e Aguinense, respetivamente. O Ribeira/Azenha voltou a desiludir em mais uma derrota, desta vez no reduto do Sosense.
Quem também não atravessa um bom momento é o Valonguense, que perdeu em casa com o Bom Sucesso.
2-O Bustos-CRAC é o jogo de cartaz, pois em causa está a liderança, com a LAAC, que joga em Calvão, à espreita. Dois golos de grau elevado, que podem valer mais que três pontos. O Águas Boas vai tentar regressar às vitórias no reduto do Santo André, e o Mamarrosa, no terreno da Juve Force B, a quarta vitória consecutiva.
O Paredes do Bairro joga na Azenha e, pelo quadro negativo dos locais, tem grandes hipóteses de pontuar. O Vaguense é bem capaz de roubar pontos na casa do Aguinense. No VN Monsarros – Sosense e Pessegueirense – Luso apostamos na divisão dos pontos. A má classificação de Carqueijo e Valonguense também poderá dar empate.