Depois de quatro derrotas consecutivas, uma delas para a Taça do Distrito, o Oliveira do Bairro voltou a pontuar para o Campeonato SABSEG. Mas não foi fácil. Foi em casa, diante do Esmoriz, com o golo do empate (1-1) a surgir ao minuto 90.
Num jogo complicado, o Pampilhosa alcançou excelente vitória em São João de Ver e ascendeu ao terceiro lugar.
O Mourisquense continua o seu calvário negativo e voltou a perder em casa frente ao Avanca.
 
I DIVISÃO
1-O Mealhada passeou na Gafanha e, aproveitando a vitória caseira do Antes sobre o Argoncilhe, recuperou os lugares de subida.
O Oiã vendeu cara a derrota na casa do segundo, a Ovarense, enquanto o Fermentelos não foi além de um nulo em Paços de Brandão, num jogo em que saiu com queixas da arbitragem. O Famalicão voltou a desiludir, ao perder em casa com o Canedo e, a Juve Force perdeu no reduto do Mosteirô FC.
 
II DIVISÃO
1-Ambos em casa, LAAC e CRAC não deram a mínima hipótese a Luso e Aguinense, com vitórias confortáveis (4-0 e 3-0) e continuam seguros nos dois primeiros lugares. O Mamarrosa também venceu em casa o Calvão e consolidou o terceiro lugar, pois o Bustos não foi além de um empate em Paredes do Bairro. Ao vencer em casa o Pessegueirense, o Águas Boas apanhou o Bustos no quarto lugar.
Destaque para a primeira vitória fora do VN Monsarros no Bom Sucesso, e para o Carqueijo, que ao vencer em casa o Ribeira/Azenha, deixou o último lugar.
Sosense e Valonguense não desperdiçaram o fator casa e ganharam ao Santo André e Juve Force B, respetivamente.
 
TAÇA DISTRITO
1-Este domingo, para a 3.ª eliminatória, das nove equipas da Bairrada ainda em prova, sete delas vão defrontar adversários que militam no Campeonato SABSEG e, à partida terão jogos complicados pela frente. Mas poderá surgir sempre um tomba-gigantes.
O Oiã, da 1.ª Divisão, fará a receção ao Santo André, da segunda divisão, e o fator casa poderá ser determinante, como a diferença de valores entre as duas equipas.
O Mamarrosa, que está a realizar um excelente campeonato na 2.ª Divisão – Zona Sul, viaja até Fiães para medir forças com o conjunto local. A responsabilidade do jogo está do seu lado dos fianenses, mas os bairradinos não terão nada a perder e, sem a pressão dos pontos, têm boas possibilidades de discutir a eliminatória até ao último segundo.
O Bustos, também da segunda distrital, joga na casa do Macieirense, adversário do Campeonato SABSEG, que nas últimas jornadas tem amealhado pontos importantes na luta pela manutenção. Os bostuenses não têm estado bem no seu campeonato, mas tipo de jogos, de características diferentes, onde defrontar um adversário de dois escalões acima, existe sempre uma motivação extra e será nesse sentido que a equipa de Daniel Santos (continua como treinador, ao contrário do que escrevi na última edição) se irá apresentar em campo.
Nada fácil também a tarefa do Fermentelos, em casa, diante do primodivisionário Alba, que está a realizar um excelente campeonato, que só perdeu um jogo na condição de visitante. Do lado dos Pimpões há o historial entre das duas equipas, onde a formação de Gilmar Alves tem-se dado bem com os albergarienses. Será que a dose se repete?
A LAAC, líder da 2.ª Divisão – Zona Sul, recebe o União de Lamas, também do principal escalão, um adversário que tem objetivos na taça. Prevemos um jogo equilibrado.
O CRAC vai a casa do Bustelo, segundo classificado da divisão maior, e não tem pela frente facilidades, tal como a Juve Force ao reduto do Alvarenga. Ao Vaguense, que até joga em casa, calhou-lhe a “fava”, o Beira-Mar, líder destacado do Campeonato SABSEG ainda sem derrotas e atual detentor do troféu. O favoritismo está todo do lado dos beiramarenses.
Excelente ano de 2019.